Últimas

Sexta-Feira, 13 de Junho de 2008, 19h:43 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:21

SANEAMENTO

Vereador pede o fim da tarifa de esgoto no CPA


Vereador Luiz Poção (PP) considera abusiva a cobrança da taxa
Foto: Fablício Rodrigues

   O vereador por Cuiabá, Luiz Poção (PP), ingressou na Justiça nesta sexta (13) com uma ação popular, solicitando a suspensão da cobrança pela prefeitura da tarifa de esgoto dos moradores do Grande CPA. Segundo ele, trata-se de uma tarifa abusiva cobrada no pacote do serviço público, já que o esgoto não está sendo tratado na tal Lagoa Encantada. A ação foi protocolada junto à recém-criada Vara Especializada de Ação Civil Pública e Ação Popular.

  Se for acatada pela Justiça, os moradores do CPA 2, 3 e 4, além dos residentes no Novo Horizonte, vão ficar isentos do pagamento da taxa. Segundo a advogada do parlamentar, Priscila Bastos Tomaz, moradores da região estão pagando por um benefício que, na prática, não existe. "Eles pagam pelo que não consomem", enfatiza a assessora jurídica. Em seguida, emenda: "Como não tem serviço adequado, a cobrança é abusiva e, por isso, pleiteamos a suspensão".

  Na ação, o vereador Poção, que está em pré-campanha por um novo mandato, enfatiza que os contribuintes pagam em média 75% de tarifa de esgoto sobre o valor que consomem de água. Anexou no processo o compravante de pagamento feito por uma  moradora, que desembolsou cerca de R$ 40 por consumo de água e mais R$ 30 de esgoto.

   Priscila Tomaz observa que desde o ano passado a Companhia de Saneamento (Sanecap), responsável pelos serviços de saneamento da Capital, vem realizando obras de revitalização da Lagoa Encantada e agora, um aditivo impurrou a perspectiva de conclusão para daqui a 6 meses. Enquanto isso, a região fica sem cobertura da rede de esgoto.

Postar um novo comentário

Comentários (5)

  • Milton Ribeiro | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Isso chega a ser cômico!

    É Preciso ser parlamentar com responsabilidades, isso é uma vergonha!

    Projeto extremamente eleitoreiro!

  • Antonio | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    cade o mp para esse parlamentar, fazendo campanha eleitoral. Ficou cosando quase quatro anos na camara e agora quer mostrar serviço tenha vergonha na cara seu cara de pau.

  • Argemiro de Oliveira Santos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Ver.Luiz poção,tenho aconpanhado a atuação de todos os vereadores desta casa de leis assim como de outras esféras, a sua atuação desde o começo do seu mandato é digno de elogios(mesmo sendo de sua obrigação), continue com ésta performance, não se deixe abater pelas críticas sem fundamentação, voçe ainda será alvo de muitas perseguições.

  • Laura | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Por que o nobre vereador toma essa inciativa num ano eleitoral? È de estranhar que os bairros sem serviço de esgoto estão nessa situação a tanto tempo e ninguém, ainda, havia tomado uma decisão assim...
    E ainda, será que o volume populacional influenciou na decisão do nobre vereador ??? É muita sacanagem...

  • zeca tenuta | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    A ignorância, o despeito e o apêgo a práticas escusas, parece mover determinadas figturinhas manjadas do cenário politico de Cuiabá. Individuos sem nenhum escrúpulo no manuseio da coisa pública, sentem-se incomodados quando alguém, contrariando o status quo, se propõe a desempenhar com critério, respeito e honestidade um mandato que lhe foi conferido pelo povo. O vereador Luiz Poção, durante todo o seu mandato na Câmara, sempre honrou com trabalho e competencia, os votos recebidos na eleição. Porém, ao não cair na vala comum dos insensatos, terminou por contrariar interesses do sub mundo da nossa politica. Exemplo: a CPI do transporte coletivo, da qual foi relator, lhe rendeu, inclusive, ameaças de toda sorte e, mesmo assim, o vereador conduziu o processo investigatório até o seu final culminando com um relatório elucidativo da suspeita relação do poder Executivo Municipal com as empresas que exploram o serviço na capítal. Com certeza, muitos interesses sinistros foram contrariados.

Sorriso tenta aval para conceder RGA

estevam calvo 400   A Prefeitura de Sorriso quer pagar RGA aos servidores, mas não encontrou até agora respaldo legal para assim proceder, considerando a Lei Complementar 173/2020 que, no contexto da pandemia, proíbe reajuste no salário de servidores federais, estaduais e municipais até 31 de dezembro deste...

Ambulância doada pela CBF para MT

Aron Dresch 400   O governo estadual recebeu doação de uma ambulância da CBF como forma de reconhecimento à dedicação dos profissionais da Saúde e dos serviços que estão sendo prestados durante a pandemia. O Hospital Metropolitano, em Várzea Grande, foi escolhido para...

Fávaro, relatório e vacina sem Anvisa

carlos favaro 400   O senador mato-grossense Carlos Fávaro (foto), eleito na suplementar do ano passado, está comemorando a aprovação pelos colegas do seu relatório ao Projeto 1315/2021, que libera a importação de vacinas e insumos para o combate à Covid-19 no Brasil e sem depender do...

TRE intima deputado pra se defender

gilberto cattani 400   O TRE já citou o deputado Gilberto Cattani (foto) e o comando do PRTB para se manifestar sobre o pedido do suplente Emílio Populo, que quer a perda do mandato do recém-empossado por infidelidade partidária. O relator é o jurista Sebastião Monteiro. Cattani apresenta defesa na...

DEM tem derrotados em 2020 pra AL

anelise silva 400   Alguns filiados do DEM do governador Mauro Mendes estão se movimentando por conta própria, visando as eleições de deputado estadual no próximo ano, alheios ao comodismo do presidente regional do partido, ex-deputado Fabinho Garcia. Em Cáceres, por exemplo, dois são cogitados para...

Vereadores vão devolver a VI de abril

agostinho carneiro 400   Presidida por Agostinho Carneiro (foto), a Câmara Municipal de Ribeirãozinho, um dos menores municípios do Estado, com cerca de 2,5 mil habitantes, decidiu suspender o pagamento da verba indenizatória deste mês de abril de todos os seus nove vereadores. Com isso, os R$ 9 mil que iriam para o...