Últimas

Sábado, 14 de Junho de 2008, 00h:27 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:21

MARCELÂNDIA

Vereadores faltam e impedem posse de suplente

  O suplente Zaquel Ferreira da Silva Figueiredo (PTB) preparou o melhor terno e se dirigiu com a família, neste sexta à noite, à Câmara Municipal de Marcelândia (a 720 km ao Norte de Cuiabá). Estava eufórico, afinal, seria empossado a uma das 9 cadeiras de parlamentar do município com cerca de 12 mil habitantes. Zaquel teve 38 votos nas eleições de 2004 e, como se manteve fiel, foi contemplado com a vaga do titular infiel Ervino Kovaleski (PSDB), um dos 34 vereadores cassados em Mato Grosso por causa do troca-troca partidário. Ele perdeu o mandato por determinação do Pleno do TRE por infidelidade partidária. Kovaleski reorreu ao TSE, mas não conseguiu reaver o mandato.

   Nesse caso, cabe ao presidente da Câmara, Aguinaldo Pavilaqui (PT), empossar na vaga o suplente. O que Zaquel não esperava seria um boicote da maioria dos vereadores. Dos 9, só compareceram à sessão 2, sendo o presidente Aguinaldo e o peemedebista Carmo Siqueira. Por falta de quórum, não houve sessão e Zaquel viu o sonho de virar vereador ser adiado por mais alguns dias.

   "Se recusaram a dar posse para mim. Nem ata foi lavrada. Estou indignado", diz Zaquel, por telefone. Ele adianta que vai mobilizar centenas de pessoas para pressionar a Mesa Diretora no sentido de empossá-lo no cargo na sessão da próxima segunda (16). "Não é porque eu tive 38 votos que não vão querer deixar eu assumir. É um direito meu. Na segunda-feira, vou convidar a cidade inteira para estar na Câmara. Vamos fazer um regaço", avisa o futuro vereador.

Postar um novo comentário

Comentários (5)

  • Antonio Duarte | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O Vereador com certeza não é nada contra V. Excia, aconteceu que o Senhor iria se promover diante de uma situação que era desgraça de outro colega então isso pesou no comparecimento dos demais Vereadores, tenho a certeza. Mas tenha paciencia que tudo se resolverá, o que aconteceu foi de certa forma um protesto em cima da justiça que segundo pensamento dos vereadores fez injustiça com esse que perdeu o mandato. E aqui em Cuiabá que até o momento não fora apreciado os processos dos infiéis Lutero Ponce e Éden Capistrano? É ruim heim?

  • Carlos Àguia | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Que falta de vergonha uma camara de vereadores fazerem tal ato,isto nada mais é do que trairagem deste nobres vereadores, povo de marcelandia vamos fazer justiça com esses trairas, isto nao se faz, fico envergonhado com a cidade de marcelandia??????? que falta de caracter????

  • CIDADÃO DESESPERANÇADO | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Isso é porcorativismo vereador

  • Milton Ribeiro | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vereador, por isso o Poder Judiciario se faz necessário!
    Aí na sua Comarca existe o MP, existe Juiz Eleitoral!
    O que fizeram com Você foi uma verdadeira aberreção e visivel discriminação.
    Respondemos pelos nossos atos; e os Vereadores, que sejam homens e não mintam alegando que estavam em viagem, ou que estavam doentes, etc...
    Consulte um Advogado!

    Ou será que os imbecis se acham os donos da Câmara Municipal?

  • Partido Trabalhisa Brasileiro | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    È nefasto tal posicionamentos dos vereadores daquela cidade, mostra o compromisso com a sociedade, um dos pilares basilares da democracia é o respeitoe as decisoes do judiciario, Uma vergonha para esta cidade que tem cidadoes de respeito. O zaqueu teve apenas 38 votos sim , porem se não houvesse estes poucos votos não haveria a somatoria necessaria para eleger os vereadores da coligação, de a césar oque é de césar
    A direção do PTB estadual estava contando como certa a posse do Zaqueu, porem sob direcionamentos do Presidente Chico Galindo e do secretário geral Osvaldo Sobrinho determinaram uma comissão juridica para segunda-feira noticiar ao presidente do TRE-MT este desrespeito a corte judiciaria eleitoral.
    O presidente da camara , respoderá pelos seus atos , ou melhor pela FALTA deles, iremos REQUERER sua prisão por pena de descumprimento de ordem judicial.

2 abstenções e briga pela 4ª Secretaria

silvio favero 400   Dois deputados se abstiveram na eleição da Mesa Diretora da Assembleia desta terça cujo votação foi secreta. Nos bastidores, os comentários são de que as abstenções foram de Sílvio Fávero (foto), que se lançou à disputa e, sequer, teve...

Petista, incoerência e voto contrário

ludio cabral 400   O petista Lúdio Cabral (foto), daqueles parlamentares do morde e assopra, na tentativa de marcar posição, expõe cada vez mais suas incoerências em votação na Assembleia. Na sessão que antecedeu a eleição para a nova Mesa Diretora, provocada pela decisão...

Projeto sobre VI na Saúde está na AL

gilberto figueiredo 400 curtinha   Já está na Assembleia, para votação dos deputados, o projeto do governo que garante retomada do pagamento da verba indenizatória aos profissionais da Saúde que atuam na linha de frente do combate à Covid-19 nas unidades hospitalares, ambulatoriais e...

2 desembargadores vão para TRE-MT

carlos alberto tj 400 curtinha   O Pleno do Tribunal de Justiça define, na quinta (25), em votação secreta e por videoconferência, dois desembargadores que comporão os quadros de comando do TRE-MT pelos próximos dois anos. O ex-presidente do TJ, Carlos Alberto Alves da Rocha (foto), é um dos inscritos...

Primeira-dama pede retorno de auxílio

marcia_pinheiro_curtinha400 Primeira-dama de Cuiabá Márcia Pinheiro (foto), em visita à sede do Rdnews e entrevista ao Rdtv, pede que a bancada federal de MT se mobilize e vote favorável ao retorno do pagamento do auxílio emergencial às famílias em situação de vulnerabilidade. Márcia...

Retorno, um novo tempo e inocência

jose carlos novelli 400 curtinha   Os conselheiros José Carlos Novelli (foto) e Antonio Joaquim participaram nesta terça da primeira sessão do Pleno do TRE, após três anos e seis meses afastados por determinação da Justiça, com base em denúncias sem provas de que cinco conselheiros...

MAIS LIDAS