Últimas

Quarta-Feira, 11 de Abril de 2007, 08h:45 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

VÁRZEA GRANDE

Vereadores pedem nulidade da desfiliação do PPS

Para não perder mandato, Charles Caetano
e Wiltinho Coelho
protocolam documento
no cartório
eleitoral

   Temerosos em perderem o mandato devido à decisão do TSE pró-fidelidade partidária, os vereadores várzea-grandenses Charles Caetano Rosa e Wilton Coelho Pereira, o Wiltinho, retiraram no Cartório Eleitoral o pedido de desfiliação do PPS. Em seguida, foram bater à porta do diretório municipal, implorando para recebê-los de volta. O dirigente local José Marques Braga revela que recebeu e protocolou os dois pedidos. Agora, serão analisados em reunião no próximo dia 24.

   Com essa manobra, Charles e Wiltinho tentam salvar o mandato. Ocorre que, pela interpretação do Tribunal Superior Eleitoral, ocupantes de cargos em todas as esferas do Poder Legislativo (Câmara Municipal, Assembléia Legislativa e Câmara dos Deputados), que mudarem de legendas, devem perder os mandatos, que não os pertencem, mas sim aos partidos. A decisão vem provocando riviravolta em todo o país.

   Ex-militante do PSDB, Charles foi eleito pelo PPS nas urnas de 2004 com 2.203 votos. Wiltinho obteve 2.406 votos. Ambos foram motivados pela desfiliação do governador Blairo Maggi, que trocou o PPS pelo PR, e também abandonaram a agremiação socialista. Ao invés de protocolar o pedido junto ao diretório municipal de Várzea Grande, os dois vereadores já encaminharam-no ao cartório eleitoral. Com a decisão do TSE, ambos correram à Justiça Eleitoral é pediram anulação do pedido.

   Em tese, o PPS volta a ter três vereadores no município. Charles e Wiltinho se reagrupam a Antônio Cardoso, único que havia permanecido na sigla. "Como está tudo se formando agora, eu disse a eles que aceitaria o pedido de nulidade. Agora, vamos analisar o caso numa reunião em que vão estar presentes os membros da comissão provisória e os suplentes", destaca José Marques Braga, secretário de Planejamento de Várzea Grande.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Rossato quer "minar" reeleição de Ari

dilceu rossato 400 curtinha   Em Sorriso, a capital nacional do agronegócio, a tendência é da disputa à sucessão no próximo ano ficar polarizada entre o prefeito Ari Lafin, do PSDB, e seu antecessor, Dilceu Rossato (foto), hoje filiado ao PSL. Embora se movimente nos bastidores, o deputado Xuxu Dal Molin...

Misael nem espera janela e sai do PSB

misael partido 400 curtinha   Misael Galvão (foto), presidente da Câmara de Cuiabá, nem esperou chegar a janela partidária de março para oficializar a saída do PSB, onde esteve filiado por três anos. Para não colocar o mandato em risco, o parlamentar consultou a Justiça Eleitoral e obteve...

TCE-MT aprova e elogia gestão Binotti

binotti 400 curtinha   O conselheiro interino do TCE, Isaías Lopes, rasgou elogios ao primeiro ano de mandato do prefeito e empresário Luiz Binotti (foto), de Lucas do Rio Verde. Relator das contas do exercício de 2018 da prefeitura, com aprovação unânime pelo Pleno, Isaías destacou que os resultados...

Primavera fará 4 intervenções na BR

leonardo 400 curtinha   Com recursos próprios, a Prefeitura de Primavera do Leste fará quatro intervenções na BR-070, no perímetro urbano, com readaptação e construção de trevos para ajustar o trânsito a uma nova e moderna realidade do município com quase 100 mil...

Vice do DEM-Cuiabá elogia gestão EP

joao celestino 400 curtinha   O advogado João Celestino (foto), vice-presidente da comissão provisória do DEM de Cuiabá e ligado ao senador Jayme Campos, se mostra simpático à gestão Emanuel Pinheiro, do MDB. Aliás, na segunda, Celestino fez uma visita ao prefeito e elogiou a...

Prefeito Beto faz mistério sobre apoio

beto farias 400 curtinha   O prefeito de Barra do Garças, Beto Farias (foto), que está no segundo mandato e com a popularidade em alta, não revela quem apoiará para a disputa à sucessão, nem para aqueles aliados mais próximos. Quando perguntado, o emedebista costuma dizer que não está...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Como você avalia a decisão do Supremo de suspender prisão imediata após julgamento em segunda instância?

Concordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.