Últimas

Sexta-Feira, 11 de Dezembro de 2009, 14h:18 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:25

CÂMARA DE CUIABÁ

Vereadores tentam limpar pauta e confusão se instala

     A 10 dias do recesso parlamentar, a Câmara de Cuiabá resolveu limpar a pauta “custe o que custar”. Foram convocadas 4 sessões extraordinárias e estão sendo submetidos à análise dos 19 vereadores 150 projetos, além de outras mensagens do Executivo e o orçamento de 2010. Com tanta sobrecarga, muitos vereadores sequer sabem o que estão votando. Recentemente, por exemplo, não sabiam dizer se haviam autorizado ou não a Sanecap a se tornar Sociedade Anônima. Outras propostas sumiram ou estavam "escondidas" nas gavetas. Teve até Boletim de Ocorrência para apurar o estranho sumiço do projeto que cria a lei antifumo em Cuiabá, de autoria do pedetista Toninho de Souza, que tramita na Casa desde o início do ano.

  Tanta confusão serve para movimentar o Legislativo. Os parlamentares estão mais comunicativos do que nunca. Debatem a constitucionalidade ou não das propostas. Alguns resolvem retirar seus projetos da pauta antes mesmo de ir ao plenário. Outros insistem em mantê-los, mesmo com parecer pela inconstitucionalidade. Articulam, derrubam o parecer das comissões e conseguem aprovar as medidas. Resta saber se serão vetadas ou não pelo prefeito de Cuiabá Wilson Santos (PSDB). “Existem muitos projetos inconstitucionais e que acabam demandando muito tempo para discussão”, avalia o presidente do Legislativo Deucimar Silva (PP), que estuda a possibilidade de criar uma bancada maior de advogados para auxiliar os parlamentares.

   O orçamento, por sua vez, também demanda tempo e discussões. Para 2010 estão previstos R$ 1,3 bilhão. Já possui mais de 100 emendas e os parlamentares resolveram fazer mais duas audiências. Receberam nesta quinta (10) as planilhas dos investimentos detalhados na Saúde e Educação, previstos no Orçamento Participativo. O assunto deve entrar em pauta na próxima semana, mas como existem muitos pontos polêmicos em torno da LOA, a votação final deve ocorrer mesmo em 22 de dezembro, última sessão do ano. 

   Os 19 parlamentares entrarão em recesso e só voltam para o “batente” em 15 de fevereiro. Tempo suficiente para fazer um balanço sobre a sua atuação parlamentar em 2009, ano que ficou marcado por fervorosas discussões, escândalos, cassações e pouco trabalho. Apesar disso, a imagem do Legislativo está melhor do que no início de 2009.  O sentimento de impunidade e corporativismo que a sociedade tinha dos parlamentares está menor, mas ainda há uma grande desconfiança. Para 2010 espera-se que surpresas desagradáveis não ocorram e que mais projetos voltados a melhoria da vida da população sejam discutidos. (Patrícia Sanches)  

Postar um novo comentário

Comentários (4)

  • RICARDO | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Se nós Cuiabanos tivessemos vergonha não votariamos mais para Vereador dos que estão ai que não conivente e subserviente é demagogo.

  • elizeu | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    -ta de sacanagem DEUCIMAR.
    -na prestação de contas da maioria dos vereadores tem nota de assessoria juridica e contabil.
    -e voce ainda quer contratar mais advogados?
    -só se for acabando com a verba de gabinete.

  • Marcelo | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    JOGUEM A LONA...SE PRECISAR DE GENTE INUTIL NA CAMARA NÃO TEM ....PASSA. ALIAS DESCULPEM OS PALHAÇOS POIS ELES SÃO MUITO MAS MUITO MAIS DIGNOS DO QUE ESSES VEREADORES DE CUAIBÁ VAMOS APRENDER A VOTAR GENTE...ATE QUANDO VAI CONTINUAR ESSE BANDO DE INBECIS VENDENDO VOTO E COLOCANDO UM MONTE DE INCOPETENTES COMO SEUS REPRESENTANTES. SO VOU VOTAR AGORA QUANDO TIVER CANDIDATO DECENTE E COM ATESTADO DE IDONEIDADE ......E OLHA LÁ....NÃO VOU COMPACTUAR COM ESSA......

  • Celino Teodoro de Melo | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas.
    Queira, por gentileza, refazer o seu comentário.

Sob efeito-cavalo paraguaio em ROO

thiago muniz 400 curtinha   Em Rondonópolis, o candidato a prefeito, vereador e empresário Thiago Muniz (foto), se transformou num cavalo paraguaio, expressão muito usual no futebol quando se refere a um time que dispara no início do campeonato mas, lá pela metade, começa a cair pelas tabelas. Acreditava-se...

Lula na TV deve afundar mais Julier

lula 400   O advogado Julier Sebastião da Silva, que disputa pela segunda vez a Prefeitura de Cuiabá - na primeira, em 2016, pelo PDT, ficou em terceiro lugar e, agora, pelo PT -, levou para o seu horário eleitoral o ex-presidente Lula (foto). A participação, com pedido de voto para Julier, da maior...

Na contramão dos investimentos

jose wenceslau 400 curtinha   Ao invés de reconhecer e aplaudir a iniciativa do governo estadual, que anunciou investimentos de R$ 9,5 bilhões em obras e ações, sendo R$ 6 bilhões (63%) de recursos próprios, a Fecomércio-MT, sob José Wenceslau Júnior (foto), reagiu com críticas....

Filho de ex-deputado rumo a vereador

willy taborelli 400   O coronel PM da reserva e ex-deputado estadual Perry Taborelli, que concorreu e perdeu para prefeito de Várzea Grande em 2016, lançou de novo o filho à cadeira de vereador. Trata-se do jovem advogado Willy Jacyntho Taborelli (foto), de 32 anos. Desta vez, ele concorre pelo PV. Na eleição...

Beto vê aliado como mais preparado

wellington marcos 400   O prefeito de Barra do Garças, Beto Farias (MDB), tem sido um cabo eleitoral fundamental para o candidato à sucessão municipal, advogado e atual vice-prefeito Wellington Marcos (foto), do DEM. Beto, que está concluindo o segundo mandato consecutivo com 80% de aprovação popular,...

Produtores e a unificação de eleições

antonio galvan 400 curtinha   Mato Grosso pode ter três eleições no mesmo dia, 15 de novembro. Isso porque, além das municipais e a suplementar ao Senado, alguns produtores rurais se movimentam para que a escolha do novo presidente da Aprosoja também seja na mesma data das eleitorais. Inicialmente, o pleito da...