Últimas

Segunda-Feira, 09 de Março de 2009, 19h:00 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:22

PARANATINGA

Vilson ganha "batalha" e retorna à prefeitura

   O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) acatou recurso do prefeito eleito de Paranatinga, Vilson Pires (PRP), e determinou seu retorno à prefeitura, bem como de seu vice, Jaime Pereira Filho. A decisão foi proferida na última quinta (5), pela juíza membro do TRE,  Adversi Rates Mendes de Abreu. Com isso, fica suspensa a decisão que cassou o diploma do prefeito eleito.

   A magistrada alegou que houve equívoco ao determinar que o presidente da Câmara, vereador Valdecir Donizete Nunes (PTB), assumisse o Executivo até a realização de nova eleição.

   Vilson Pires (PRP), eleito no ano passado com 5.253 votos, foi cassado em dois processos, um por compra de votos e outro por irregularidades na prestação de contas. O ex-prefeito Carlos Nascimento (PMDB), derrotado à reeleição, obteve 4.435 votos. Como os votos válidos atribuídos a Vilson não superaram a 50% e ele tinha perdido o mandato por crime eleitoral, os eleitores de Paranatinga aguardavam nova eleição. Caso seja mantida a decisão da magistrada, não haverá necessidade de novo pleito.

Denúncia

   Conforme denúncia do Ministério Público Eleitoral, Vilson Pires negociou votos na residência do vice, Jaime Dias. Consta que Rosimeire, que trabalhou na campanha de Vilson, teria anotado em caderno o nome, endereço, título de eleitor e seção eleitoral de aproximadamente 80 pessoas. Cada uma receberia R$ 50 por voto.

   O prefeito eleito contestou depoimento das testemunhas, negou gastos irregulares na campanha e garantiu que Rosimeire não pertencia ao seu comitê financeiro e que o então candidato Marcello Dias Pereira também não era responsável legal pela sua campanha. O prefeito eleito argumentou que permaneceu hospitalizado a maior parte do período eleitoral, de 21 de agosto a 3 de outubro.

   Em depoimento, o vice Jaime Dias afirmou que Rosimeire atuou como auxiliar da campanha do candidato Marcello. Ela teria sido responsável por remunerar as pessoas contratadas. As testemunhas Maria Aparecida Ferreira dos Santos e Eronice Almeida dos Santos revelaram que houve reunião em 4 de outubro, um dia antes das eleições, com as 80 pessoas, quando foram apresentados 51 contratos de trabalho. O MPE apurou, porém, que houve contradição quanto à formulação dos contratos. Em verdade, os documentos foram confeccionados após as eleições. (Andréa Haddad)

Postar um novo comentário

Comentários (5)

  • Antonio Francisco Carvalho | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Esta certo o Juiz e o MP, a demora de se fazer valer o justiça, esta destruindo este Município podemos ver pelos comerciantes fechando as portas e indo embora ,vamos pedir clemencia primeiro e Deus e depois que a justiça faça rápido,porque o povo não pode perder a esperança.

  • Itamar Carneiro | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    NO do PRP, estamos muito contente e alegre por novamente o nosso Prefeito Vilson Pires(PRP)ter assumido o comando da Cidade de Paranatinga.
    Conte sempre com o apoio
    do seu amigo Itamar Carneiro da Silva Presidente do PRP de Rondonopolis.MT

  • Kelly Maia | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Tive q perder meu tempo, essa cara está pousado pra difunto? parece !!!!

  • AVIADOR | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Xi, novas eleições já. Ali Kasab vem aí, Kasab é 10.

  • BRANDAO | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Aproveita vilson, faz o que você mais sabe fazer,perseguição, porque seu povo Humilde já tá desanimado com tanta, mentiras,cadê o leite das donas de casa humildes??vai ficar colocando culpa no ex prefeito ate quando (se ele fosse bom nos tinha votado nele) contrata os marajá de novo, se tiver outra eleiçao nimguém vota em voce mais. ,Cuidado do jeito que vc ta fazendo nao vai sobrar dinheiro pra pagar sua divida, falar nisso que dia que vc vai pagar os cheques sem fundo na praça???

Com certidão pra disputar 1ª suplência

dito lucas 400 curtinha   Filiado ao Podemos, Dito Lucas (foto), que entrou de última hora como primeiro-suplente da chapa ao Senado encabeçada por José Medeiros, assegura que vai apresentar novamente sua certidão junto à Justiça Eleitoral, de modo a provar que sua candidatura é legítima....

Um novo embate entre Diane x Adair

diane alves 400 curtinha   Adair José Alves Moreira, que vinha atuando na assessoria do vice-governador Otaviano Pivetta, decidiu mesmo concorrer de novo à Prefeitura de Alto Paraguai. Ele já foi prefeito por duas vezes. Adair será o principal nome da oposição à prefeita democrata Diane Alves (foto),...

Taques ofuscado e sob mira do MPE

pedro taques 400 curtinha   Pedro Taques (foto) achou que o recall dos tempos de senador e governador, ajudando-o a se posicionar de forma razoável nas pesquisas, bem antes do início da campanha, o manteria como favorito na corrida ao Senado. Ledo engano. Não levou em consideração o alto índice de...

2 caciques não disputam Alto Garças

roland trentini 400 curtinha   Após décadas de rixas, de campanhas ostentadoras, rachas e brigas eleitorais intermináveis em Alto Garças, os ex-prefeitos Rolando Trentini (foto) e Júnior Pitucha resolveram não mais concorrer ao Executivo. Mas, um deles segue se movimentando nos bastidores. Pela...

Um ex-prefeito inelegível em Poconé

clovis martins 400   Dificilmente o ex-prefeito petebista Clovis Damião Martins (foto) terá registro de candidatura a prefeito de Poconé deferido pela Justiça Eleitoral. O promotor de Justiça, Mário Anthero, já pediu impugnação do registro do petebista por inelegibilidades. Clovis, que...

Briga em Sinop entre Juarez e Dorner

juarez costa 400 curtinha   Em Sinop, a briga eleitoral caminha para tensão e acirramento entre o emedebista Juarez Costa (foto) e Roberto Dorner (Republicanos). Hoje, o ex-prefeito seria eleito, mas Dorner vem crescendo nas adesões, com ajuda do vice de sua chapa, ex-vereador Dalton Martini (Patriota). O apoio da prefeita Rosana...