Últimas

Terça-Feira, 01 de Abril de 2008, 17h:00 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:20

ARTICULAÇÃO

Vilson não vê moral em Lutero para fixar acordo

  O presidente do diretório municipal do PT, Vilson Aguiar, reagiu à iniciativa da direção do PMDB, sob o comando do vereador Lutero Ponce, presidente da Câmara Municipl, de anunciar a formação de um grupo de coalizão. Lutero anunciou nesta terça pela manhã, que PMDB, PR, PSB e PT estariam unidos na disputa pela Prefeitura de Cuiabá. A escolha do nome do pré-candidato se daria através de uma pesquisa. Vilson não confirma o pré-acordo. Segundo ele, o PT nem mesmo pode assumir uma aliança, já que trabalha com a perspectiva de candidatura própria.

    O petista diz que os diretórios possuem autonomia, portanto, eles decidem com quem se aliar. "Ocorre que Lutero não conversou com a direção do PT aqui (em Cuiabá). Lutero não tem moral para falar em nome do PT. A decisão pela coligação tem que partir do diretório municipal e essas conversações não passaram por aqui (diretório). Lutero nem mesmo conversou com a gente”, disse Vilson.

    O dirigente petista fez questão de frisar que Lutero Ponce ainda precisa explicar as irregularidades encontradas nas contas da Câmara do exercício de 2006, quando o parlamentar integrava a Mesa Diretora como primeiro-secretário da gestão Chica Nunes (PSDB).

    O petista também argumenta que o prazo para o diretório formalizar coligação venceu no último domingo (30) e isso não ocorreu. “Agora, nós somos obrigados a lançar candidatura própria para seguir o calendário do PT. Se isso mudar, teremos que receber autorização da direção nacional”, explica Vilson.

   Segundo a direção do partido em Cuiabá, o PT vai conversar com qualquer um do PMDB, menos com Lutero. “Primeiro, ele tem que resolver os problemas dele e só depois pensar em articulações”, disse. Vilson Aguiar explicou ainda que a determinação do PT nacional não autoriza os diretórios municipais a conversarem com DEM, PPS e PSDB. Tratam-se de legendas que fazem oposição ao governo do presidente Lula. “Nas demais, os diretórios resolvem”, afirma Vilson. (Simone Alves)

 (Às 18h03) - Lutero ignora críticas de dirigente

  O vereador Lutero Ponce prefere menosprezar as críticas do presidente do diretório municipal do PT para continuar a articulação com vistas a fechar um grupo de coalizão. O peemedebista declara que vai se ater as opiniões do diretório estadual. "Eu conversei com o vereador Lúdio Cabral (PT) que conversou com o presidente do PT Estadual, deputado federal Carlos Abicalil, e ele gostou da conversa. Se o Vilson não quer conversar eu respeito. Agora, dizer que eu tenho moral ou não não entro no mérito, pois não entro em conversa desse nível", replica o parlamentar.

  Perguntado se a rejeição de Vilson pode atrapalhar uma possível aliança entre PMDB, PT, PSB e PR, Lutero respondeu que não. "O fechamento do PT é maior do que ele (Vilson)", disse.

Postar um novo comentário

Comentários (3)

  • Zé Timbó | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O PMDB continua com sua mania de se unir à partidos com idéias e história antagônicas à sua trajetória, por isso fadada ao insucesso. Foi assim quando se uniu à Júlio Campos quando sofreram derrota masacrante para Dante de Oliveira, e vai ser assim sempre que se unirem à estes partidinhos surgidos do nada, como este PR. Ora, o PMDB deve se unir é ao PSDB, já que tratam-se de pai e filho, e pai que renega o filho não merece perdão. Hoje o PSDB está em melhores condições de ganhar as eleições em Cuiabá e diversos outros pólos, onde o PMDB estiver melhor o PSDB com certeza o apoiará. SÃO DA MESMA FAMÍLIA, O SANGUE QUE CORRE EM SUAS VEIAS É UM SÓ. Chega de picuinhas.

  • MARCOS VELAZQUEZ | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    - NA ÉPOCA DE ELEIÇÃO TEM ROTO FALANDO DO RASGADO, É HORRIVEL ESSES ATAQUES DEPOIS DAS ELEIÇÕES VÃO TOMAR ATÉ WHYSKIES JUNTOS, NO PARTIDO DELE TAMBEM TEM GENTE QUE NÃO DEVERIA NEM TER ASSUMIDO CARGO OU SEJA LÁ O QUE. (ALEXANDRE CESAR ????? )

  • Ivan Deluqui | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Antes de querer alianças o lutero tem que esplicar o rombo que ele deixou na camara que ta feio para ele na sociedade, ou ele pensa que o povo e tão ingenuo e tambem os dirigentes politicos não acompanha os noticiarios.
    Ainda ta possando de dirigente onesto faza-me o favor lutero.

Mauro, desgastes e projeto à reeleição

mauro mendes curtinha   Não há como negar que o governo Mauro Mendes (foto) enfrenta forte desgaste por causa das medidas restritivas de combate à Covid e, principalmente, devido à exigência da sociedade de maior investimento e planejamento na Saúde. Por mais que o Executivo divulgue feitos e liste...

Thiago, respaldo da igreja e reeleição

thiago silva _curtinha_400   O deputado estadual Thiago Silva (foto) começa a labuta pela reeleição e não terá uma tarefa fácil pela frente. Thiago faz parte do grupo da Assembleia de Deus, que sempre prioriza o colega de Parlamento Sebastião Rezende, que vai tentar o sexto mandato. Curiosamente,...

2 suplentes já estreiam em Cuiabá

alex rodrigues 400   Com menos de quatro meses de mandato, dois dos 25 vereadores cuiabanos reeleitos no ano passado já pediram licença para abrir espaço a suplentes. Diego Guimarães (Cidadania) se afastou por 30 dias. Em sua cadeira está Maysa Leão, do mesmo partido. Marcrean Santos (PP) pediu afastamento...

Governista 2 e o desafio da reeleição

wilson santos 400 curtinha   Wilson Santos (foto), que conseguiu retornar à Assembleia "sangrando" nas urnas de 2018, impactado pelo desgaste pela defesa intransigente do Governo Pedro Taques, se prepara para atravessar outro purgatório no próximo ano, em busca de mais um mandato. O deputado tucano carrega desgaste...

Nobres chora a morte de ex-prefeito

flavio dalmolin 400   A pequena e turística Nobres, de 16 mil habitantes, parou neste Feriado de Tiradentes em comoção pela morte, por Covid-19, do ex-prefeito Flávio Dalmolin (foto). Um cortejo percorreu ruas e avenidas, parou em frente ao estádio municipal Balizão e à prefeitura, onde...

Derrotado ensaia disputa ao Governo

reinaldo morais 400 curtinha   O empresário Reinaldo Morais (foto), o rei dos porcos, está disposto a gastar mais uns milhões com nova candidatura majoritária, agora para governador. No ano passado, concorreu ao Senado e obteve votação decepcionante. Foi o penúltimo colocado numa corrida com 11...