Últimas

Domingo, 09 de Dezembro de 2007, 08h:32 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:19

FAMILIOCRACIA

Volta de Júlio contraria Jaime e racha os Campos

   A decisão de Júlio Campos de retomar à militância político-partidária e já disputar a Prefeitura de Várzea Grande em 2008 enfrenta resistência do irmão, senador Jaime Campos. Mesmo que o pai dos dois, o patriarca Júlio Domingos de Campos, o seu Fiote, falecido há três meses, tenha dado aval, motivando o acordão em família, Jaime se vê agora numa saia-justa.

    Primeiro, a reinserção de Júlio à vida pública volta a carimbar os Campos junto à opinião pública de grupo que procura se perpetuar no poder, situação que contribui para desgaste político num período em que o eleitor se mostra mais críticos e "vingativo" nas urnas. Trata-se de um novo momento, diferente das décadas de 80 e 90, quando Júlio e Jaime chegaram a fazer dobradinha na campanha eleitoral, um como candidato a deputado federal e outro como governador.

   Segundo, a retomada de Júlio na política atrapalha os planos de Jaime de disputar o governo do Estado, em 2010. Em meio a tantas conjecturas, comenta-se nos bastidores que, se o hoje conselheiro do Tribunal de Contas vier a ganhar a prefeitura, voltará com força na eleição seguinte para concorrer a uma candidatura de deputado federal ou até mesmo ao Palácio Paiaguás. Se perder, o desgaste cairá também sobre os ombros do próprio Jaime porque representaria não só resistência do eleitorado, mas o "fim" dos Campos em Várzea Grande.

  Terceiro, Jaime se vê preocupado com a pecha de familiocracia Campos, o que complica a imagem de quem pretende reconquistar a cadeira de governador. Ocorre que, fora Júlio, ele já terá dois irmãos candidatos no próximo ano: Dito Paulo (DEM), prefeito de Jangada e candidato à reeleição, e a suplente de vereadora Márcia Campos (DEM), que também disputará o pleito em Cuiabá.

   Quarto, Jaime se mostra acuado por causa da crise criada em Várzea Grande com a volta do irmão à militância política. O DEM (antigo PFL), no qual Júlio Campos militou por mais de duas décadas, está rachado. O deputado Wallace Guimarães não desiste de sua pré-candidatura e avisa que vai para a convenção, numa disputa interna com Júlio.  

   Mesmo com essas ponderações de Jaime, Júlio não recua. Ele já foi prefeito, governador, deputado federal e senador a agora deixa a cadeira de conselheiro do TCE já na próxima quarta, numa sessão que marcará sua despedida do cargo vitalício, junto com Ubiratan Tom Spinelli, para reiniciar sua trajetória política.

    Jaime Campos, que reclama do irmão, é outro que adotou a política como profissão. Foi prefeito por três mandatos, governador, tem mais 7 anos de mandato de senador e está de olho, de novo, na cadeira ocupada hoje por Blairo Maggi.

Postar um novo comentário

Comentários (17)

  • Fabiano Viegas Diniz - Presidente PRTB V | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Parabéns Júlio Campos pela decisão acertada, pois nossa cidade não pode continuar do jeito que está, parece que dorme há quatro anos, nós precisamos de um executivo com o perfil do Senhor! Parabéns!

  • Valdir | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Volta Júlio !
    Pena que em seu lugar no TCE vai entrar outro incompetente, mas ao menos sua volta na política tem um lado positivo, pois se confirmar parte dessa notícia, o desmoronamento do clã dos Campos na política estadual é esperado por muitos da população, não só de Várzea Grande, como de todo MT.
    Política feita a base de moeda de troca, sem propósitos, sem defesa do interesse da população, demagogia. Se 10% do que os Campos pregam em seus discursos fosse realizado, Várzea Grande seria uma cidade modelo, cidade de que os munícipes poderiam se orgulhar, porém, esses 10% também sempre compuseram a demagogia, pois após as eleições o que vimos é briga por mais poder.
    Chega de Campos, Maggi, etc. precisamos de homens sérios e RESPONSÁVEIS na administração dos municípios de Mato Grosso.

  • Márcio Gattiboni | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Nasci e me criei nesta cidade, acompanhei os vários momentoe da vida pública deste nosso município, e durante esses anos de minha vida aprendi que a vontade do povo é soberana à vontade individual. Antes de qualquer coisa deve-se consultar o povo varzeagrandensse e dele saber sobre o futuro da nossa cidade. E os varzeagrandensses são sábios e têm o direito de escolher aquele que os representará com maior vigor.

  • Nero do Lero | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    PENA QUE SEU FIOTE JÁ ESTEJA EM OUTRA INSTÂNCIA
    E NÃO ´TERÁ A OPORTUNIDADE DE VER SE REALIZAR UMA "PROFESSIA".

    CERTA FEITA DISSERAM OS CAMPOS JULIO E JAIME, QUE SE APARECESSEM NAS NUVENS, DOIS POLÍTICOS BRIGANDO PELO PODER EM VARZEA GRANDE, PODERIAM SABER QUE ERAM OS IRMÃOS.

    AGORA VAI ACONTECER... ATÉ O RAIO JÁ ESTOUROU.

    VOU PAGAR PRA VER, MAS CREIO QUE JÚLIO AINDA GANHA.

    ATÉ LÁ.

  • carlinhos figueiredo | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    se for pra voltar e deixar a mesma herança que o JAIME deixou para o MURILO,uma cidade sucateada,devendo o mundo e o fundo ,pode continuar no TCE que o senhor ganha mais.SE o senhor perder as eleiçoes nao sera culpa sua mas sim da pessima gestao do seu irmao

  • Marcos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    A decisão do Cons. Júlio Campos de voltar a politica como candidato a prefeito de Várzea Grande realmente vai trazer sérios problemas para o seu irmão Jayme Campos.
    Primeiro que o mesmo já anda comentando que o Senador na verdade tem é medo da sua volta a politica mato grossense pois segundo ele a sua estrela vai ofuscar o o Se

  • Marcos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    A decisão do Cons. Júlio Campos de voltar a politica como candidato a prefeito de Várzea Grande realmente vai trazer sérios problemas para o seu irmão Jayme Campos.

    Primeiro que o mesmo já anda comentando que o Senador na verdade tem é medo da sua volta a politica mato grossense pois segundo ele a sua estrela vai ofuscar o Senador Jayme.

    Segundo o Dep. Walace não abre mão da sua candidatura e vai para o embate com o Cons. Júlio Campos e isto poderá render um racha no DEM e atrapalhar os planos do Senador Jayme Campos para 2010.

    Portanto o Senador deverá tomar providências para conter seu irmão sob pena de perder novamente a
    eleição em Várzea Grande.

    O Conselheiro Júlio ficou adormecido por 20 anos e derrepente acordou e não se deu conta que só ele adormeceu e que a vida continuou, que muitos dos seus "cumpadres"já não existem mais, que nasceram milhões de crianças que hoje já votam e não sabem quem é o Cons. Júlio Campos.

    Tome postura Senador Jayme Campos !!!!!!!

  • Gilmar | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Se for canditado único corre o risco de ser derrotado pelos votos nulos. O eleitorado de Varzea Grande mudou muito e Julinho já deu oque tinha que dar, não exite mais espaço para o corronelísmo.

  • ALCANTARA | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    VAI NESSA JULIO QUE TEM ESPAÇO PARA VOCE AINDA GANHAR DESSES POLITICOS DEMAGOGOS QUE EXISTEM .

  • Pedro | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0


    ANÁLISE I


    ...a saida de Júlio Campus do TC, e sua possível candidatura ...trará uma grande confusão interna do partido e provavelmente trará um grande desgaste da sigla!...sem dúvida isso irá fortalecer a candidatura de Maksuês Leite! os crupos políticos emergenes não aguentam mais a forma dos Campus fazerem política.

Taisir coordena campanha de Eliene

taisir karim 400 curtinha   O ex-reitor da Unemat e uma das lideranças do PSD na região Oeste, Taisir Karim (foto), que chegou a se lançar de última hora como pré-candidato a prefeito de Cáceres, mas logo em seguida recuou, será o coordenador-geral da campanha de Eliene Liberato (PSB), atual...

Inaugurados 67 km de asfalto da 020

mauro mendes 400 curtinha   O governador Mauro Mendes (foto) inaugurou nesta 5ª a pavimentação de 67,5 km da MT-020, entre Paranatinga e Canarana. Essa estrada faz parte do pacote de obras que foi retomado e já concluído nesta gestão. Foram investidos R$ 45 milhões do governo estadual. O...

Saggin critica "ditadura" e apoia Raye

paulo raye 400 curtinha   O empresário e advogado Sandro Saggin, que desistiu da candidatura a prefeito de Barra do Garças e agora apoia Paulo Raye (foto), do Pros, explica que em nenhum momento os diretórios estadual e nacional do Podemos, de cujo partido é filiado, encaminharam qualquer orientação aos...

Pode abandona Raye e pune Saggin

sandro saggin curtinha 400   Sandro Saggin (foto) amargou outra derrota em Barra do Garças. Inicialmente, seria candidato a prefeito pelo Podemos. Mas resolveu, por conta própria, levar o partido para uma coligação com partidos de esquerda que lançaram o ex-prefeito Paulo Raye, apoiado pelo PC do B, PT e Pros. A...

Ex-vereador recua para apoiar primo

divino 400 barra do bugres   Ex-vereador, ex-presidente da Câmara e empresário bem sucedido, Chico Guarnieri (PTB) não será candidato a prefeito de Barra do Bugres nas eleições deste ano. Guarnieri, que disputou a prefeitura em 2016, até ensaiou, mas recuou ao ver que o primo, pedetista Doutor Divino...

3 ex-prefeitos viram cabos eleitorais

percival muniz 400 curtinha   Dois candidatos de oposição em Rondonópolis têm ex-prefeitos como principais cabos eleitorais. O empresário Luiz Fernando, o Luizão (Republicanos), conta com apoio de Adilton Sachetti, que já comandou o município e perdeu na tentativa de reeleição, e...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você acha que o efeito-Bolsonaro terá impacto no resultado das eleições de novembro em MT?

sim - onda Bolsonaro continua

não - efeito não influencia mais

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.