Últimas

Terça-Feira, 16 de Janeiro de 2007, 02h:18 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

LEGISLATIVO

Wagner toma posse dia 15; Malheiros vai para Casa Civil

     O primeiro suplente da coligação PPS/PFL, Wagner Ramos, de Tangará da Serra, vai tomar posse na Assembléia no dia 15 de fevereiro, 15 dias após a posse dos 24 eleitos e reeleitos para a 16ª Legislatura. Ocupará a cadeira do titular João Malheiros (PPS) que, por sua vez, passará a compor o primeiro escalão do governo como secretário-chefe da Casa Civil. Esse entendimento já está 'costurado' entre o governador Blairo Maggi e o próprio Wagner. Aos amigos, o suplente até antecipou o convite verbal para a posse.

     Maggi tinha intensão de fazer essa mudança já no dia 1º de janeiro, quando deu posse a todo o secretariado. Preferiu, porém, aguardar que os novos parlamentares também sejam empossados para proporcionar abertura de uma vaga a Wagner no legislativo mato-grossense. O governador tem observado que a região de Tangará da Serra (Médio-Norte) foi a única que não elegeu um representante na Assembléia e se comprometeu, inclusive em discurso público no município, que iria 'puxar' um deputado da coligação para o Executivo e, assim, Wagner pode atuar como parlamentar.

     Radialista, Wagner teve 19.594 votos nas urnas do ano passado. Superou em votação o ex-prefeito de Cuiabá, Roberto França, segundo suplente com 19.521. Nas urnas de 2002, Wagner Ramos conquistou apenas 4.175 votos pelo PPS. Mesmo na quinta suplência, assumiu mandato provisória de deputado estadual porque os demais suplentes (Ana Carla Muniz, Yênes Magalhães, Baiano Filho e Jair Mariano) já estavam ocupando cargo no governo.

Licenciamento

      O pefelista Gilmar Fabris, que reassume cadeira na Assembléia, sinalizou que deve se licenciar logo neste primeiro semestre para Roberto França assumir a vaga provisoriamente. A intenção é envolver todos os 10 eleitos pela coligação Mato Grosso Unido e Forte no esquema de rodízio entre titulares e suplentes. Assim, França permaneceria na Assembléia por um bom tempo.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Ex-vereador abandona rei dos porcos

fernando morais 400 curtinha   Mesmo impedido de ser candidato, já que está inelegível por oito anos, o ex-vereador pela Capital Abílio Júnior segue se articulando politicamente, deixou o PSC e se filiou ao Podemos. Acabou dando de ombros para o empresário Fernando Morais (foto), o "rei dos porcos",...

Temor e negociação com 3 partidos

wilson kero-kero 400 curtinha   Depois de ajudar na articulação para se filiar ao Podemos o colega vereador Dilemário Alencar, que estava "fritado" e sem espaço no Pros e procurou abrigo em outra legenda, Wilson Kero-Kero (foto) está agora com receio de migrar para o partido da senadora cassada Selma Arruda e do...

Agora no DEM e foco à saúde pública

gilberto figueiredo 400 curtinha   Gilberto Figueiredo (foto), vereador licenciado da Capital e secretário de Estado de Saúde, aproveitou a janela - data limite de filiação até sábado (4) para quem quiser ser candidato em outubro -, e ingressou no DEM. Agora, o partido do governador Mauro, até...

Ação de promotor e volta de restrições

Adalberto Ferreira   O promotor de Justiça Adalberto Ferreira garante que prefeito de Juscimeira Moisés dos Santos não havia editado nenhum decreto endurecendo as regras de restrições à pandemia do coronavírus antes do MPE propor ação na Justiça. Ao falar sobre nota publicada...

Oséas agora está nas mãos de Abílio

oseas machado 400 curtinha   Oséas Machado (foto) conseguiu derrubar Abílio Júnior, a quem denunciou por quebra de decoro parlamentar, e assumiu a cadeira deste na Câmara da Capital. Agora, o cassado se articula para dar o troco. O problema é que ambos estão no PSC. Oséas quer buscar a...

Decreto "anula" o MPE em Juscimeira

moises 400 juscimeira curtinha   Em Juscimeira, o promotor de Justiça Adalberto Ferreira recorreu à Justiça de forma desnecessária. Pleiteou e conseguiu uma liminar para suspender um decreto do prefeito Moisés dos Santos que, segundo a ação, havia reduzido as medidas de isolamento social, permitindo...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você concorda com a decisão de prefeitos, que começam a decretar estado de emergência, fechando comércio, serviços públicos e o transporte coletivo?

sim

não

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.