Últimas

Quinta-Feira, 01 de Fevereiro de 2007, 08h:16 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

Artigo

Wilson Santos na contramão da história

     O professor e militante do PC do B, Carlos Veggi, afirma que o prefeito cuiabano Wilson Santos 'está na contramão da história' ao decidir privatizar o sistema de água e esgoto. Leia abaixo o artigo de Veggi publicado nesta quinta no Diário de Cuiabá.

    A América Latina dá sinais em atingir a independência autêntica. Nos dias 9 e 10 do mês passado em Cochabamba, na Bolívia, estiveram reunidos os chefes de estado da região e alguns representantes de executivos. Porém, tal evento foi pouco divulgado na imprensa. Este fórum foi chamado de Comunidade Sul–Americana de Nações, cuja proposta é criar uma comunidade continental e mesmo um parlamento sul-americano. Ao contrário do que se noticiou recentemente, de que Hugo Chaves trabalha pelo fim do Mercosul, o verdadeiro sentido é de criar um mercado comum sul-americano, onde as nações possam ser respeitadas e incentivadas a atingir um desenvolvimento sustentável.
     Foi na década de 60 que John Kennedy patrocinou uma série de golpes de estados na região, começando pelo Brasil e como dominó todos os outros caíram, levando a região a uma dependência norte-americana. Mais tarde, criando-se o chamado Consenso de Washington, os governos continuam obedientes e subservientes aos interesses dos Estados Unidos. O projeto neo-liberal implantado na América Latina, na década passada, pregava o estado mínimo, que a elite que governava a região seguia rigorosamente, abrindo o mercado para as importações derrubando taxas, e privatizando tudo que fosse rentável.
     A América Latina aberta às importações só que de artigo de luxos para satisfazer a mesma elite que a administrava, já que estas tinham no ocidente sua segunda casa. Estudos para os filhos ou eram na Europa ou América do Norte, diferentemente dos tigres asiáticos que ao invés de importar artigos de luxo, importaram bem de capitais para o desenvolvimento da sua indústria e priorizaram a educação. A privataria aplicada nesse período deixou a elite mais rica, porém, as taxas de crescimento da macro economia despencaram deixando a região estagnada no desenvolvimento.
     Nos tigres asiáticos, como nos Estados Unidos a presença do estado, é marcante no desenvolvimento. Nos EUA a indústria se baseia nos bens produzidos pelo estado, como navios conteineres, computadores, rodovias e telecomunicação; enquanto que, nos tigres asiáticos, existe um controle forte do estado no desenvolvimento da indústria.
     Porém esta história nos países da América Latina está tomando outro rumo. Vários países experimentam novos governos, governos populares que estão retomando as empresas estatais que foram doadas através do processo de privatização, para poder alavancar o crescimento econômico e social da região. Aqui no Brasil pelo menos em nível federal essa privataria foi paralisada, como é o caso do recuo das privatizações das rodovias federais. Já nosso governante ainda titubeia em definir-se ideologicamente, e não acena com a possibilidade de retomar nossas empresas estratégicas doadas (leia-se privatizadas) para capital estrangeiro, que foi levado a cabo nos oito anos do reinado tucano.
    Aqui em Cuiabá, nosso alcaide quer se manter na contramão da história, privatizando (ele chama de concessão) a única empresa que ainda resta ao município, um setor estratégico para o desenvolvimento humano, setor que jamais combinará com lucro, que é a Sanecap.
     Analisando este fato podemos sugerir duas hipóteses: uma é a convicção neo-liberal do tucano Wilson Santos, que eu particularmente não acredito, pois ele já passeou por vários partidos, portanto, fidelidade não é seu forte; a outra é o pagamento de dívida de campanha, para com alguns caciques tucanos que têm parentes que estão tentando monopolizar os serviços de água no Estado, pois já detém algumas prefeituras. Como não tenho bola de cristal para afirmar, fica aqui o registro caso isto venha acontecer a segunda hipótese como a verdadeira.

* CARLOS VEGGI é professor e membro do PC do B

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Candidato a reitor e 2 apoios fortes

dimorvan rui 400   O candidato de oposição a reitor do IFMT, Deiver Teixeira, recebeu dois apoios importantes. As manifestações de adesão à candidatura vieram dos professores Ruy Oliveira e Dimorvan Brescancim. Ruy foi candidato a reitor nos últimos dois pleitos e é um pesquisador...

Abílio e Medeiros rejeitam Fernanda

coronel fernanda 400 curtinha   Abílio Júnior e o deputado José Medeiros, presidente do Pode-MT e que foi derrotado para senador, querem distância da coronel Rubia Fernanda (foto) da campanha neste segundo turno em Cuiabá. Nos bastidores, comentam que não precisam da militar filiada ao Patriota e que ficou...

Com maioria na Câmara de Cáceres

eliene liberato 400 curtinha   A prefeita eleita de Cáceres Eliene Liberato (foto), que conquistou 15.881 votos (38,16% dos válidos), terá apoio da maioria dos 15 vereadores. Destes, oito garantiram cadeira pela coligação da própria Eliene, o que representa 53%. As duas maiores bancadas são do PSB de...

Gamba quer Tuti presidindo a Câmara

tuti 400 alta floresta curtinha   O prefeito eleito de Alta Floresta, Chico Gamba (PSDB), tem se articulado para eleger presidente da Câmara o vereador reeleito do seu partido, Oslen Dias dos Santos, o Tuti (foto), que obteve a segunda maior votação, com 814 votos. Na tentativa de convencer os novos integrantes da próxima...

Várzea Grande paga a folha já na 6ª

lucimar campos 400   A prefeita várzea-grandense Lucimar Campos, prestes a concluir o segundo mandato, anunciou que na sexta, a três dias de fechar o mês, conclui o pagamento da folha de novembro. E, nesta quarta (25), já libera a diferença da correção do piso federal para os professores. No total...

Críticas à busca do poder pelo poder

marcia pinheiro 400   Em um ato realizado na praça Alencastro, nesta segunda à noite, a primeira-dama de Cuiabá Marcia Pinheiro disparou críticas aos adversários do prefeito Emanuel, que busca a reeleição. Segundo ela, as alianças formadas por Abílio neste segundo turno são...

MAIS LIDAS