Últimas

Sexta-Feira, 21 de Dezembro de 2007, 06h:48 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:19

RONDONÓPOLIS

Zé do Pátio mantém liderança com mais de 40%

   

     Com percentuais entre 41% e 44%, o deputado estadual Zé Carlos do Pátio (PMDB) impõe uma vantagem "elástica" sobre os adversários na corrida à sucessão em Rondonópolis. É o que revela a pesquisa Mark feita nos últimos dias 16 e 17. O trabalho de campo abrangeu 42 bairros. Se as eleições fossem hoje, Pátio venceria com folga. Sobre Adilton Sachetti (PR), com quem deve polarizar a disputa, o peemedebista ganharia com 20 pontos percentuais de frente, mesmo o prefeito empurrado pelo governador Blairo Maggi. A margem de erro é de 3% para mais ou para menos.

   Nas eleições de 2004, Pátio concorreu e perdeu para Sachetti por uma diferença inferior a 4 mil votos, apesar de ter ficado em terceiro lugar. A Mark já realizou quatro rodadas de pesquisas em Rondonópolis sobre as intenções de voto para 2008. Em relação à amostragem anterior, nota-se que o pré-candidato do PMDB perdeu quatro pontos percentuais. Em outubro, seu nome aparecia com 44,8% das intenções de voto e agora figura com 41,1% - leia mais aqui.

   Restam nove meses para as eleições, o quadro está indefinido hoje, mas caminha para uma disputa acirrada entre Sachetti e o principal nome da oposição Zé do Pátio. Os pesquisadores fizeram, então, algumas simulações junto ao eleitorado rondonopolitano. Numa disputa envolvendo todos os possíveis candidatos a prefeito, como Pátio, Sachetti, o deputado estadual Percival Muniz (PPS) e o ex-prefeito e ex-governador Rogério Salles (PSDB), o peemedebista obteria hoje 41,1% das intenções de voto. Sachetti viria em segundo lugar com 26,7% (ver quadro estimulada A). Muniz ficaria com 12,1% e, Salles, 6%.

    Já numa corrida sucessória sem Muniz, ou seja, apenas entre Pátio, Sachetti e Salles, o deputado sobe para 44,8%, enquanto Sachetti detém 27,8%. Em terceira colocação vem Salles, lembrado por 7,7% dos 431 eleitores entrevistados (estimulada B).  Salles foi vice-prefeito na gestão Carlos Bezerra (PMDB) e em 1994 assumiu a prefeitura. Concluiu o mandato até 1996. Depois voltou à vida pública como vice-governador de Dante de Oliveira nas eleições de 99 e, de novo, concluiu o mandato no comando do Estado em 2002. 

     Se as eleições fossem hoje, num cenário sem o nome de Pátio (estimulada C), daria empate técnico entre Sachetti (30,4%) e Muniz (27,1%), que ainda não decidiu se entra na disputa ou apóia o colega peemedebista. Já Salles não sai da condição de laterna. Nesse cenário aparece com 12,3%. (Pollyana Araújo e Romilson Dourado)

Postar um novo comentário

Comentários (9)

  • Maria de Paula | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    É o Zé que o povo quer....
    São anos de integridade moral para que se chegasse onde chegou....
    E com muito esforço e trabalho, espero ver Zé Carlos do Pátio, com exageros em discussões, com trabalho e ética, na prefeitura de Rondonópolis.
    O cidadão mais indicado para assumir tal cargo, devido sua integridade moral....não podemos deixar que 4 anos de renúncias fiscais e má administração passe por cima de anos de comprometimento com os cidadãos do Estado.

  • Ana Lucia | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Qualquer um, desde que não seja o tal do sacchete ta bom.

  • Roberto Lins | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Não tem jeito, o Sachetti não ganha as eleições em Rondonópolis nem pra vereador. Ele é arrogante, trata mal os funcionários e governa pras elites. Sacheti se eu fosse você nem entraria na disputa.

    E vamos com tudo forças populares, tanto o Pátio quanto o Percival estão de bom tamanho, ambos são exelentes. Pátio é do povo e Percival também.


    VAMOS COM TUDO DA UM NABO NESSES BOTINUDOS!

  • Ronielton Mendes | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Eu acredito na eleição do dep. Percival, pois ele foi o melhor prefeito que teve na história da cidade para a população, funcionário, comerciantes, os pobres e a cidade em geral, pois nunca houve perseguição politica, leilão de casas de pessoas humildes, fiscal correndo atras de camelo que vende rede na rua e brinquedos para depois sortear na festa dos funcionarios publicos com a esposa dele fez neste ano com os brindes.
    o Zé Carlos do Pátio me parece uma pessoa muito boa, mas acaba sendo desperemental, um dia esta bem e outro mal começa um discurso firme e depois começa a chorar em publico, isso nao é bom.

  • Ederson Matos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Voto é algo que os políticos tentam conquistar a qualquer "preço" .... Em todos esses anos que acompanho a política de Mato Grosso, nunca votei com segurança em nenhum político .... Esse Zé Carlos do Pátio conseguiu meu voto ... Se ele for candidato em 2010, voto nele sem pensar, com a certeza que estarei votando em um político que briga pela sociedade contra todos ... É político assim que Mato Grosso precisa ......

  • jorge maciel | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Na vida, colhe-se o que se planta. Hoje, exatamente agora, estamos semando o plantio de amanhã. José Carlos do Pátio -- apesar das minhas diferenças com ele em relação aos exageros que comete em discussões -- plantou na ética, na postura e na integridade essa situação. É um bom exemplo de político. Precisa aprender um pouco no relacionamento com as pessoas e adversários. Se está bem nas pesquisas, constrtuiu esse cenário.

  • Ze da silva | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Esse tal de Zé do Patio não passa de um demagogo, acabam de EXTINGUIR O CEPROTEC( INCLUSIVE O DE RONDONÓPOLIS) (VIDE SEÇÃO CCJR DA ASSEMBLÉIA DO DIA 21/12) um dos poucos órgãos do Governo Maggi que dão retorno a Sociedade pelos impostos Pagos, e que não ESTAVA ENTREGUE NA MÃO DE POLÍTICOS PROFISSIONAIS. O Sr Zé do Pátio, pediu urgência na Votação.

  • PAULO CESAR | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    ADILTON, FAZ PARTE DA ELITE, DO MOTO SERRA DE OURO, ESTURPRADOR DA NATUREZA.PORTANTO, NÃO AGRADA O POVO QUE NUNCA TIVERAM VOZ SOBRE A SOBERANIA DO MUNICIPIO. A RIGOR, OS BOTINUDOS DESSA VEZ, VÃO LEVAR LAPADAS. QUEM MANDA ELES GOVERNAREM PARA MEIA DUZIA DE AMIGOS. FORA BOTINUDOS...

  • Antônio Carlos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Caro Romilsom!
    Levante por gentileza esta informação do Zé da Silva, sobre a extinção do CEPROTEC, POR FAVOR!

    Preste mais este serviços ao Povo Matogrossense!

    Será que deram esse presente de grego ao povo de Rondonópolis????????????

Briga eleitoral de parentes em General

renato vilela 400 general carneiro   A briga política, jurídica e eleitoral na pequena General Carneiro, de 14 mil habitantes, está acirrada e envolve, em palanques diferentes, grupos com vínculos familiares. São dois na disputa pela prefeitura. A ex-prefeita Magali Vilela desistiu de tentar de novo o teste das...

Ataques a EP e o revide dos amigos

fabinho 400 curtinha   O empresário Fábio Martins Defanti, o Fabinho Promoções (foto), que em 2016 disputou para vereador e perdeu, está sendo bombardeado de críticas em grupos de WhatsApp, inclusive pelos próprios amigos, por causa de comentários, gravados em dois vídeos, com um...

Luizão e 10 promessas em cartório

luizao 400   O empresário Luizão (foto), candidato a prefeito de Rondonópolis pelo Republicanos, registrou em cartório 10 comprimissos de gestão, garantindo, em caso de eleito, executá-los logo no primeiro mês de mandato. O primeiro deles é de zerar a fila de consultas, exames e cirurgias. E...

Ex-secretários de França sem mácula

roberto franca 400 curtinha   A assessoria jurídica da coligação de Roberto França (foto), que concorre à Prefeitura de Cuiabá pelo Patriota, classifica de mentirosa e irresponsável a notícia de que ex-secretários de França, da época em que comandou a Capital, de 1997 a...

Líderes de Lucas e apoios ao Senado

otaviano pivetta curtinha 400   As principais lideranças políticas da "República" de Lucas do Rio Verde estão divididas nos apoios sobre candidaturas ao Senado. O vice-governador Otaviano Pivetta (foto), recém-desfiliado do PDT, faz campanha pela coronel Rúbia Fernanda (Patriota), propagada como a candidata...

Reeleição difícil em Barra do Bugres

raimundo nonato 400   Aos 81 anos, o piauiense de Campo Maior, Raimundo Nonato (foto), busca renovar o mandato de prefeito de Barra do Bugres pelo DEM. Embora considerado carismático e populista, pioneiro no município e ajudado pela força da máquina pública, Nonato, que já foi prefeito nos anos 82 e 90,...

MAIS LIDAS