Variedades

Quinta-Feira, 05 de Dezembro de 2019, 16h:29 | Atualizado: 05/12/2019, 16h:37

Deputado aciona PF contra Ludmilla por apologia às drogas; cantora rebate

Reprodução

Ludmilla

Ludmilla soube do caso envolvendo sua música pela internet e se pronunciou via Twitter

O deputado federal Cabo Junio Amaral (PSL-MG) registrou uma notícia-crime contra Ludmilla na Polícia Federal solicitando uma investigação por conta de apologia às drogas, devido ao lançamento de "Verdinha", em que a cantora faz referência à maconha. Ludmilla soube do caso pela internet e se pronunciou via Twitter.

"Milhões de brasileiros, desempregados, sem moradia, hospitais sem vagas, a violência predominante, poluição, a questão ambiental, a rede pública de educação miserável, mas o maior problema que o Brasil tem no momento é uma música que fala de alface. Brinca mais", escreveu.

Apesar da canção ser sobre maconha, a cantora não usa a palavra na letra nem em nenhum material de divulgação. No clipe, a "verdinha" Lud aparece fumando e em meio à uma plantação de alface. "Eu fiz um pé, lá no meu quintal. Estou vendendo a grama da verdinha a 1 real", diz o refrão. "Fiquei loucona, chapadona, só com a marola da Juana", canta ela em outro trecho.

Na ementa, o deputado requer a aprovação de moção de repúdio contra a cantora por conta de apologia "à prática de condutas criminosas, como o plantio, a venda e o consumo de drogas". "A influência que isso causa nos jovens é de dimensão trágica. Não podemos nos omitir", disse o político.

Pelo Twitter, Amaral também se manifestou. "O tempo de assistirmos sentados essas ofensas às nossas famílias calados, acabou! Apresentei moção de repúdio na Comissão de Segurança, notícia-crime junto a Polícia Federal e representei tb no Ministério Público Federal a cantora por essa 'música' que faz apologia ao crime", escreveu.

Maconha no uso medicinal

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) aprovou na última terça-feira um novo regulamento que autoriza no Brasil o registro e comercialização de remédios à base de Cannabis, conhecida popularmente como maconha. A nova regra entra em vigor 90 dias após a publicação no Diário Oficial da União, que deve acontecer nos próximos dias.

Os produtos à base de Cannabis poderão ser comprados em farmácia sem manipulação e drogarias, desde que haja a prescrição de um médico. O regulamento veda a manipulação de qualquer produto derivado de Cannabis.

Empresas nacionais poderão produzir os medicamentos no país, desde que cumpram as determinações da Anvisa, demonstrando a eficácia e segurança dos remédios, além de relatórios periódicos apontando os limites de especificação e métodos de controle de qualidade. Os que desejam importar o substrato da Cannabis para fabricação do produto deverão realizar a importação da matéria-prima semielaborada, e não da planta ou parte dela. A regulamentação do plantio da cannabis no Brasil ainda está sendo debatida pela Anvisa.

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • Jisleyne | Sexta-Feira, 06 de Dezembro de 2019, 14h24
    0
    0

    Ridícula essa música, com tantos problemas sociais neste País, vem esses "artistas" cantando um lixo desses... faz apologia sim! Quem queima alface???? claro que ela quer falar sobre maconha! Com cigarro acesso, soltando fumaça! Influenciando crianças e adolescentes! Já basta dessa cultura de inversão de valores! Pq essa "moça" não usa o talento dela para fazer algo que preste? Lixo!

  • Edmilson | Quinta-Feira, 05 de Dezembro de 2019, 17h24
    4
    3

    Tá certissimo, ela tá fazendo sim apologia a maconha (produto bruto), se tivesse falando de remedio a base de cannabis, ai a coisa é diferente

Matéria(s) relacionada(s):

PDT quer França, mas não pra suplente

allan kardec 400   Embora o deputado e secretário de Cultura do Estado, Allan Kardec (foto), presidente regional do PDT, tenha flertado com Roberto França, tentando atraí-lo para o partido e com expectativa de candidatura, não há nenhum convite para este ser um dos suplentes ao Senado na chapa de Pivetta. A ideia...

Uma candidatura jovem na chapa

otaviano pivetta 400 curtinha   Otaviano Pivetta (foto) assegurou neste domingo que não definiu ainda os dois suplentes de sua futura chapa ao Senado. Sobre Sachetti, observou que trata-se de um parceiro e amigo e que está pronto para ajudar no projeto, sem fazer imposição para assumir suplência, assim como o...

Rei da soja incentiva Fávaro ao Senado

erai maggi 400 curtinha   O ex-vice-governador Carlos Fávaro não mantém o silêncio à toa. Embora tenha sido o terceiro mais votado em 2018 - por pouco não fica com a vaga ocupada hoje pelo senador Jayme Campos -, Fávaro está enfrentando uma série de dificuldades para se viabilizar de...

Professor terá desempenho avaliado

marioneide 400 curtinha   Professores da rede pública estadual agora vão passar por avaliação de desempenho tanto para fins de progressão funcional quanto para atender a uma série de novas exigências. A secretária de Educação, professora Marioneide Kliemaschewsk (foto), já...

O pinóquio de antes, o aliado de hoje

wilson santos 400 curtinha   Wilson Santos (foto), hoje deputado pelo quarto mandato, está levando porrete de todo lado pela decisão de entrar na base do Governo Mauro Mendes, seu então adversário político dos últimos 15 anos. Ambos, que se enfrentaram nas urnas duas vezes, uma a prefeito e outra para...

França, convite do Pode e suspense

roberto franca 400 curtinha   Roberto França (foto), que exerceu vários mandatos eletivos, entre eles de vereador e de prefeito de Cuiabá, ficou empolgado com o convite para se filiar ao Podemos, inclusive com abertura para concorrer novamente ao Palácio Alencastro. Para evitar conflitos, antes de fazê-lo, o...

MAIS LIDAS

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Sobre a senadora Selma Arruda, que teve mandato cassado por caixa 2 e abuso de poder econômico, você acha que ela foi...

ingênua

corrupta

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.