Variedades

Quarta-Feira, 13 de Janeiro de 2021, 13h:51 | Atualizado: 13/01/2021, 13h:55

Duda Reis relata sua versão de ameaças e manipulação do ex-noivo Nego do Borel

Reprodução

Duda Reis

Nesta quarta-feira (13.01), poucas horas após quebrar o silêncio e surgir, pela primeira vez, no Instagram contando parte da sua versão do que teria vivido durante o relacionamento com Nego do Borel, Duda Reis voltou a aparecer por lá.

Nos Stories, a atriz contou que ficou sabendo que o ex-noivo, com quem rompeu em dezembro do ano passado, estaria sendo orientado por uma advogada criminalista e que, de acordo com fontes, irá se pronunciar nesta tarde.

Segundo ela, a suposta estratégia do artista será a de desqualificar os depoimentos que a jovem vem dando. "A primeira estratégia do abusador é fazer a vítima passar como louca", disparou ela, que ainda disse que o ex-namorado se pronunciaria ainda hoje, à 14h.

Logo depois, ela revelou que teria sofrido agressões físicas durante os 3 anos que viveu com o artista. "Eu apanhava e depois recebia amor. Então eu tinha medo. Fiquei 3 anos achando que amor era você apanhar e depois receber um beijo."

Abaixo, o relato completo de Duda nesta tarde:

"Confesso que tô nervosa, não tô me sentindo bem, mas preciso gravar e ser honesta com vocês. Vamos lá, ontem eu dei um relato pra você, não falei metade, da metade, da metade do que vivi, mas falei uma coisa que é um fato.

A primeira estratégia do abusador é fazer a vítima ser uma maluca, se passar como louca. E é justamente o que ele vai fazer hoje.

Tive acesso a fontes extremamente seguras que me confirmaram que hoje a tarde ele vai se pronunciar. Ele se juntou com uma advogada mulher, criminalista, focada em crimes que homens realizam contra mulheres, e está ajudando ele a sair dessa e a me taxar como louca.

O que eu gostaria de falar com vocês é a verdade, como eu já falei ontem, mas mais a verdade ainda. Eu era muito manipulada, tinha muito medo, ele me ameaçava, dizia que eu brigava com cachorro grande, dizia que ia mandar matar minha família.

Todas às vezes que me expus a favor dele, eu era obrigada a fazer isso. Sentia medo, não sabia o que fazer, me sentia um rato num beco sem saída. Era a pior sensação do mundo.

Eu sabia de tudo o que ele fazia, sabia de todas as coisas ilícitas que ele está envolvido e sempre esteve, que não cabe a mim falar, mas cabe as autoridades do país investigarem. Isso não é um dever meu.

Vim falar sobre mim. Sempre tive medo dele, não conseguia sair da relação, eu era dependente emocional dele. Ele falava que nunca na vida ninguém ia me querer, que nenhum homem seria capaz de amar uma mulher como eu.

Ao mesmo tempo que eu não prestava, era um amor confuso.

Eu apanhava e depois recebia amor. Então eu tinha medo. Fiquei 3 anos achando que amor era você apanhar e depois receber um beijo. Sendo que amor não é isso.

Ele quer me taxar como louca.

Sofri, sim, agressão física, já tiveram episódios que ele me empurrou. Num deles eu caí tão forte em cima de várias cadeiras e me machuquei. Um amigo dele, que é uma figura pública, inclusive, entrou no meio pra apartar e poder segurar.

Isso vai fazer parte de um dos B.O's de agressão que estou abrindo contra ele.

Não foi a primeira, não foi a única agressão, assim como todas as agressões verbais que eu ouvia, e todas as manipulações também.

Eu era muito manipulada a sempre defendê-lo. Enquanto eu, ao mesmo tempo, tentava acreditar que ele teria salvação. E mulher não é centro de reabilitação pra homem com mal-comportamento.

Sofri, sim, agressão. Sou vítima de agressão verbal e física. Não foi só uma vez.

Em Portugal, ele queria me deixar na van no meio da estrada, é real.

Hoje, ele com um advogado homem e essa advogada mulher, vão fazer de tudo pra me fazer passar como maluca, como se eu tivesse inventado tudo. Ele vai falar, primeiramente, que eu traí ele. Sendo que eu nunca traí ninguém. Jamais trairia uma pessoa, independente do que ele fez comigo.

Diz ele que gravou várias conversas minhas com as minhas amigas. Começando por aí: não podia nem ligar, dentro da casa que eu morava, pras minhas amigas, porque eu era, pelo que entendi, gravada e espionada.

Ainda mais quando eu tinha sessão de terapia. Minha terapeuta ficava angustiadíssima porque eu não conseguia conversar porque ele ficava na minha frente. Querendo que eu falasse na frente dele. E quando eu não fazia a ligação na frente dele, ele botava pra gravar.

Ele é um agressor. Mas todas às vezes que eu apontava pra ele que ele era um agressor,  abusivo, ele vinha pra mim surtando, vinha de uma maneira que eu tinha muito medo. E ele começou a me gravar, a me filmar, perguntando coisas do tipo: 'amor, eu te bato?', 'amor, você não acha que seus pais são tóxicos?'... E eu com medo sempre falava que não ou concordava. Não tinha saída na minha cabeça.

Sendo que, sim, eu tenho saída. Tenho uma família que me ama, seguidores que estão me apoiando. Talvez até pessoas, desculpem, burras, acreditem na manipulação desse homem. Mas as mulheres, ou pelo menos pessoas normais e sensíveis, vão ter sororidade comigo e vão entender que o buraco aqui é bem mais embaixo.

Ele não se manisfestou ontem porque queria reunir coisas contra mim e me taxar como maluca. Isso é cíclico, é o que eles fazem. E hoje ele vai fazer. Mas já estou me antecipando aqui.

Sem contar com os relatos de todas as moças que trabalhavam na casa que eu morava, que me contam, e eu tenho tudo salvo aqui, que elas morriam de medo dele, morriam de medo que ele me batesse, o que ele já fazia, morriam de medo que eu saísse toda machucada.

Algumas, inclusive, já entraram no meio pra me defender e vão dar depoimento, vão me ajudar."

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Romoaldo, prescrição e elegibilidade

romoaldo junior 400 curtinha   Assim como Wilson Santos, o deputado Romoaldo Júnior (foto) assegura que hoje também está elegível porque uma condenação de dois anos e três meses de prisão, inclusive com perda do mandato, acabou prescrita. Ele disse que ainda não sabe se disputará...

Juca quer ex-deputado no Gabinete

roberto nunes 400   O presidente do Legislativo cuiabano, vereador Juca do Guaraná, disse que irá convidar o ex-vereador, ex-vice-prefeito e ex-deputado estadual Roberto Nunes (foto) para assumir a Chefia de Gabinete da Presidência. Enfatiza que Roberto é bem articulado politicamente, tem habilidade e experiência e,...

Governo "desmama" senador do Dnit

wellington fagundes 400   O Governo Bolsonaro conseguiu, enfim, "desmamar" Wellington Fagundes (foto) do Dnit. Há décadas, entra e sai governo e o ex-deputado federal por seis mandatos (24 anos) e no cargo de senador desde 2015 vinha indicando apadrinhados no cargo de superintendente regional do Dnit em MT. O último foi Orlando...

Ex-deputado demitido de assessoria

luiz soares 400   O ex-deputado Luiz Soares (foto), hoje com 63 anos, foi exonerado do cargo de assessor parlamentar do contemporâneo Wilson Santos. Ganhava quase R$ 10 mil brutos. Estava lotado no gabinete do deputado tucano havia quase dois anos. Soares é pensionista do extinto Fundo de Assistência Parlamentar, ganhando...

Arsec concede reajuste; prefeito veta

alexandro adriano arsec 400   No último dia 22, a diretoria-executiva colegiada da Agência Municipal de Regulação de Serviços Públicos Delegados de Cuiabá (Arsec), presidida por Alexandro Adriano Lisandro (foto), aprovou índice de reajuste de 2,21% nas tarifas de água e esgoto. E...

Novo ensaio do privilegiado Neurilan

neurilan fraga 400   Neurilan Fraga (foto) transformou mesmo a AMM não apenas num cabide de emprego, mas numa entidade para, em alguns casos, atender a seus interesses pessoais. Ali, investido no cargo de presidente, inclusive já pelo quarto mandato, mesmo não sendo mais prefeito, ele se articula politicamente o tempo todo....

MAIS LIDAS

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

O Governo de MT optou pela implantação do BRT em Cuiabá-VG em detrimento do VLT. O que você acha disso?

Estou de acordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.