Variedades

Domingo, 17 de Janeiro de 2010, 19h:26 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:15

Música

Em protesto, Caetano diz que Haiti é aqui

   Um dos ícones da MPB, Caetano Veloso gravou nos anos 1990 a canção Haiti, motivado por uma tragédia no Estado das Caraíbas para falar da miséria brasileira. A música é carregada de intervenção política e social sobre o Brasil numa época em que já se fazia campanha humanitária ao país caribenho, então atingido por um furacão. Duas décadas depois, um grande terremoto sacudiu o Haiti e destroçou sua capital Porto Príncipe, causando um número incalculável de mortos, inclusive de brasileiros. Com a força de 30 bombas atômicas, o terremoto deixou mais arrasado um país que já é paupérrimo.

   Baiano de Santo Amaro da Purificação, Caetano iniciou a carreira interpretando canções de bossa nova, sob influência de João Gilberto, um dos fundadores do movimento. Foi um dos responsáveis por deslocar a melodia pop na direção de um ativismo político e de conscientização social. O nome ficou então associado ao movimento hippie do final dos anos 1960 e às canções do movimento da Tropicália. É irmão de outra artista, a cantora Maria Bethânia. O primeiro trabalho musical foi uma trilha sonora para a peça teatral Boca de Ouro, do escritor Nelson Rodrigues, do qual Bethânia participou em 1963. Ainda nos anos 60 ingressou na Faculdade de Filosofia da Universidade Federal da Bahia.

    Desde o início da carreira, Caetano demonstrava uma posição política ativa mais de esquerda. Ganhou, por isso, a inimizade do regime militar instituído no Brasil durante 21 anos (64/85). Por esse motivo, as canções foram frequentemente censuradas neste período e algumas até banidas. Em 27 de dezembro de 1968, Caetano e o parceiro Gilberto Gil foram presos, acusados de terem desrespeitado o hino nacional e a bandeira brasileira. Foram levados para o quartel do Exército de Marechal Deodoro, no Rio, e tiveram suas cabeças raspadas. A liberdade veio em fevereiro de 1969. Depois, em Salvador, eles foram mantidos em regime de confinamento, sem aparecer e nem dar declarações em público. Acabou exilado na Inglaterra.

------------------
Clique aqui e ouça Haiti

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Políticos e prisões nos últimos 2 anos

gaspar lazzari 400 curtinha   Vários políticos, que exerceram mandatos eletivos, como de vereador, prefeito, deputado e de governador, foram em cana nos últimos dois anos em MT. Eis alguns deles com passagem pelo cárcere: ex-governador Silval Barbosa, ex-deputados José Riva, Mauro Savi e Gilmar Fabris e o hoje...

Contratos da MTI vão ser suspensos

kleber geraldino mti curtinha 400   O governador Mauro Mendes vai determinar que o presidente Kleber Geraldino Ramos dos Santos (foto) suspenda todos os contratos da Empresa Mato-Grossense de Tecnologia da Informação (MTI - ex-Centro de Processamento de Dados do Estado), após ser informado de irregularidades em pelo menos dois...

Diretor define contratos emergenciais

alexandre beloto 400 curtinha diretor hospital   O diretor-geral da Empresa Cuiabana de Saúde Pública, Alexandre Beloto Magalhães (foto), tem feito compras emergenciais de materiais hospitalares para surprir demandas, especialmente do São Benedito e do Hospital Municipal de Cuiabá (HMC), que detém uma...

Bancada garante R$ 10 mi para IFMT

neri 400 curtinha   O deputado Neri Geller (foto), coordenador da bancada federal mato-grossense, anunciou destinação de R$ 10 milhões em emendas para o Instituto Federal de Mato Grosso no orçamento de 2020. Dirigentes do IFMT promoveram duas reuniões para debater projetos para melhorar a estrutura física...

Juca e aval do prefeito a projeto social

juca do guaran� curtinha 400   Juca do Guaraná Filho (foto), do Avante, conseguiu sensibilizar o prefeito Emanuel Pinheiro a apresentar uma mensagem à Câmara isentando do pagamento de IPTU os portadores de câncer e HIV. O  projeto foi apresentado originalmente na Câmara Municipal da...

Supremo enterra pedido contra Maluf

maluf_400   A 1ª Turma do STF enterrou de vez um pedido do advogado Waldir Caldas (Novo), ex-candidato ao Senado, que tentava revogar os atos que conduziram o ex-deputado Guilherme Maluf (foto) a uma cadeira no Tribunal de Contas. Caldas queria, ele próprio, ter a chance de ser indicado ao cargo, que era de prerrogativa da Assembleia. O...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

O que você acha das denúncias, principalmente sobre pagamento de propina, feitas pelo ex-presidente da AL José Riva, que tenta fechar delação?

São verdadeiras

Nem tudo é verdade

Acho que ele está mentindo

Não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.