Variedades

Terça-Feira, 05 de Março de 2013, 10h:25 | Atualizado: 05/03/2013, 13h:44

DENÚNCIA

Médico acusa conselheiro de usar cargo para ter vantagem

 -- Polícia foi acionada para assegurar colocação dos canos na fazenda Bocaina   O médico Alonso Alves Filho acusou o conselheiro do TCE Antonio Joaquim de utilizar estratégias ardilosas e desumanas para desvalorizar as terras de seu pai Alonso Alves Pereira (81 anos) e comprá-las por um preço abaixo do estabelecido pelo mercado. O médico, que chorou durante coletiva nesta terça (5), reclama ainda do fato do conselheiro conseguir, de forma célere, uma série de liminares, valendo-se da sua influência. “Nunca imaginei que um vizinho poderoso poderia tomar a sua casa. Mexer com gente que tem poder é complicado”, afirmou.

   Apesar disso, Alonso não aponta má fé por parte do Judiciário. Acredita que os juízes e o desembargador Dirceu dos Santos, da 5ª Câmara, que concedeu a última liminar, foram induzidos ao erro. “Ele (Antonio) mente”, constatou.

   Conforme Alonso, Antônio Joaquim já comprou todas as fazendas da redondeza, construindo um império às margens da Serra das Araras, em Nossa Senhora do Livramento, proximidades de Cáceres. As aquisições, que deram origem ao Rancho T, tiveram início há 10 anos e, agora, sobraram apenas pequenas propriedades e a Fazenda Bocaína (1.700 hectares), de propriedade da família do médico.

   O imbróglio entre a família do médico e o conselheiro teve início em outubro do ano passado, quando Antonio Joaquim conseguiu uma liminar junta a 2ª Vara Civel de Várzea Grande, o autorizando a circular por uma estrada que corta a Fazenda Bocaina, sob justificativa de que ela dá acesso a uma de suas propriedades. À época o despacho foi dado pelo juiz Marcos Siqueira. De lá, para cá, o que se viu foi uma queda-de-braço na Justiça.

 -- Na foto, canos que estão sendo instalados na Fazenda Bocaina  Ocorre que, de posse das liminares, o conselheiro teria determinado que funcionários entrassem fazenda adentro, colocando os canos necessários para retirar a água do córrego situado na fazenda Bocaina. Logo em seguida, o advogado de Alonso, Saulo Gahyva impetrou um recurso solicitando a interrupção das obras, que foi acolhido. O conselheiro, no entanto, reverteu em fevereiro, após decisão

   O caso veio parar no Tribunal de Justiça quando a família do médico obteve vitória em decisão de Dirceu dos Santos que, após novo pedido de Antonio Joaquim, reformou. O conselheiro teria alegado que não está construindo nada, apenas substituindo canos já existentes. A decisão foi cumprida com ajuda de policiais. Agora, Alonso aguarda apreciação de novos recursos na 2ª instância.

   Alonso argumenta ainda que Antonio Joaquim não necessita da água do córrego, situado na fazenda do seu pai, tendo em vista que possui 4 represas em suas propriedades, além de uma pista de pouso. O médico também reclama que a manobra vai secar o riacho, inviabilizando a sua fazenda e demais pequenas propriedades. “Não há argumento contra o interesse coletivo”, disse.

   Segundo Alonso, o conselheiro nunca apareceu, mas manda intermediários, que fazem pressão psicológica. Cita como exemplo funcionário que responde pela apelido de Micão. “Antônio Joaquim é um ente oculto, as pessoas falam em nome dele”. Por fim, Alonso alega que sua família quer apenas continuar na propriedade.

   Outro lado

   O conselheiro Antonio Joaquim concede coletiva hoje, às 11h. O objetivo é comentar o assunto e rebater as acusações.

 Confira, abaixo, mapa da área que motivou a denúncia

------------------------------------------------------

Postar um novo comentário

Comentários (8)

  • Glauco Borges Oliveira | Terça-Feira, 05 de Março de 2013, 19h49
    0
    0

    Glauco Borges Oliveira, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • Anacleto | Terça-Feira, 05 de Março de 2013, 16h01
    0
    0

    Para mim que já conversei com ele inclusive sobre terras, esse médico me parece prepotente e muito autosuficiente. Se não pisando no calo dele é assim, imagine pisando.

  • antonio jose | Terça-Feira, 05 de Março de 2013, 15h48
    0
    0

    estou com voce dr alonso trabalhador, oque tem foi com seus proprios suor, e voce conselheiro que so sabe, ganhar dinheiro facil alias do povo, façam justiça .....quero ver voce peder o mandato....

  • Nelson | Terça-Feira, 05 de Março de 2013, 12h49
    0
    0

    O conselheiro Antonio Joaquim tem autorizaçaõ para explorar a agua existente alí. A Sema já esteve nesta propriedade? Ele desvia um corrego, tem autorização?

  • geraldo roque | Terça-Feira, 05 de Março de 2013, 12h28
    0
    0

    como esta no interior vamos entao resolver a moda antiga (no soco )e pronto... ai vira noticia mundial e viva a democracia...

  • Andressa Vila Boas | Terça-Feira, 05 de Março de 2013, 12h20
    0
    0

    Engraçado, o medico tirou fez testes disjuntos para ter dinheiro, e o concelheiro, fez o que para ter tanto dinheiro para ter tantas fazendas?!

  • JOAO CARLOS | Terça-Feira, 05 de Março de 2013, 12h03
    0
    0

    kkkkk.... "cheio de qualidades e requinte" afff, tá puxado aí hein.. menos, assim fica muito evidente. mais sutileza.

  • Paulo Rogério Barcelos Santiago Lima "Ba | Terça-Feira, 05 de Março de 2013, 11h36
    0
    0

    Esse Alonso não pode falar nada de ninguém, tirou minha amígdala e de vários matogrossenses sem precisar, no seu consultório no começo de carreira na 13 de junho(aquele teste fajuto de alergia, kkkkk),para angariar recursos para montar seu patrimônio e o hospital otorrino, quem faz aqui paga aqui! Com usurá o usurado vai sofrer, eu acho é pouco! A usurá meche com vc neh!?!?!? Antonio Joaquim nem vai ligar para suas acusações infundadas, homem de boa-fé, cheio de qualidade e requinte,diferente de um medico

Tião com Flávio e "pau" nos Campos

tiao da zaeli 400 curtinha   A maior bronca dos Campos em Várzea Grande hoje é com o ex-prefeito Tião da Zaeli (foto), que motivou o amigo e empresário Flávio Vargas, dono do frigorífico Frical, a entrar na disputa à sucessão municipal. E Flávio conseguiu construir um amplo arco de...

A única dos maiores fora da reeleição

rosana martinelli 400 curtinha   Seis dos 10 prefeitos dos maiores municípios de MT poderiam disputar a reeleição neste ano por estarem no primeiro mandato ou já tendo exercido outros não consecutivos. E, destes, somente Rosana Martinelli (foto), de Sinop, não se recandidatou. Percebeu dificuldades...

Poconé tem 4 no páreo; Euclides dança

euclides santos 400 curtinha   Em Poconé, o ex-prefeito Euclides Santos (foto) nadou e morreu na praia. Numa queda de braço dentro do PSDB, Euclides, que havia se mudado para Cuiabá e tem o filho na disputa para vereador, perdeu espaço e autonomia para a ex-prefeita Meire Adauto, presidente municipal da legenda tucana e...

Fernanda em almoço com Bolsonaro

fernanda 400 bolsonaro curtinh   A coronel Fernanda, candidata à senadora pelo Patriota, almoçou com Bolsonaro nesta sexta, em uma fazenda, em Sorriso. A militar foi a única que teve o apoio declarado do presidente na eleição suplementar ao Senado que acontece em 15 de novembro. Mais cedo, por volta das...

Prefeita cobra duplicação e ferrovia

rosana_curtinha   A prefeita de Sinop Rosana Martinelli aproveitou a visita do presidente Jair Bolsonaro na Capital do Nortão para cobrar uma solução para a duplicação da BR-163, sob concessão, e também pediu empenho na Ferrogrão e a implementação de porto seco na cidade. O...

Podemos se alia à esquerda em Barra

sandro saggin 400 curtinha   O direitista Podemos, comandado no Estado pelo deputado Medeiros, fechou coligação com partidos de extrema esquerda em Barra do Garças, como PC do B, PT e Pros. Sandro Saggin (foto), até então pré-candidato a prefeito pelo Pode, recuou e compôs com o grupo liderado pelo...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você está animado para votar nas eleições de novembro?

sim

não

nem sei!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.