Variedades

Sábado, 17 de Abril de 2010, 15h:01 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:25

COMUNICAÇÃO

Revista Sina condena projeto do zoneamento

    A nova edição da revista mato-grossense Sina está nas bancas e aborda o projeto do Zoneamento Socioeconômico e Ecológico (ZSEE). Sob o título “A fraude ruralista: a Assembleia Legislativa contra Mato Grosso”, a reportagem acusa o Legislativo de fraudar a proposta. Expõe a análise do projeto sobre a ótica do promotor Domingos Sávio e ainda critica o governo e a postura dos parlamentares que avaliam o projeto. Segundo a reportagem, “o resultado concreto da reunião foi extremamente negativo e consolidava um cenário em que a construção do ZSEE de Mato Grosso fica definitivamente comprometida”. A revista ainda aponta o deputado estadual Dilceu Dal Bosco como a liderança partidária que encabeça as mudanças que fere inclusive leis ambientais. 

   Sina também dá destaque a um tema de comportamento humano. Intitulada “O momento de enfrentar os pais e a sociedade para assumir a homossexualidade”, a reportagem trata das dificuldades que algumas pessoas têm para assumir sua opção sexual.

 Um outra matéria traz dados de um estudo sobre a urgência em se implantar e implementar políticas públicas voltadas às mulheres envolvidas em crimes. Segundo a ONG Pastoral Carcerária, o tráfico de drogas ocupa o primeiro lugar no ranking de crimes praticados por mulheres. Em Mato Grosso existem mais de 1,1 mil mulheres reclusas em todos os regimes.

Postar um novo comentário

Comentários (3)

  • Sueli | Segunda-Feira, 19 de Abril de 2010, 11h15
    0
    0

    É isso mesmo Regis. Vc tem toda razão, vamos botar a amazonia no chão. Ainda temos muito que explorar dessa floresta. Vem um povinho dizer em preservação. Vamos adotar o slogan: Desmatamento Já, total e irrestrito!!!!!

  • luis alberto poconeano | Domingo, 18 de Abril de 2010, 15h36
    0
    0

    Parabéns a revista Sina pela reportagem. só faltou colocar o artigo publicado recentemente pelo analista ambiental eduardo figueiredo que fala justamente da questão de que zoneamento sócio-econômico-ambiental sem assumir principios de sustentabilidade ambiental é somente zoneamento agrícola.

  • Régis Rodrigues Ribeiro | Domingo, 18 de Abril de 2010, 05h37
    0
    0

    O ZEE de Mato Grosso está muito aquém do necessário para a sobrevivência DO SER HUMANO que habita a dita "amazônia legal matogrossense". Pois no meu pensar a mesma nem seria necessária, pois Mato Grosso se mostra pujante em seu desenvolvimento ajudando o Brasil a crescer por esforço único do SER HUMANO que a habita. Não é que eu seja contra o meio ambiente e a ecologia, não, muito pelo contrário, devemos preservar sim, MAS DESDE QUANDO este meio ambiente, estas florestas de pé deêm sustento a seus habitantes na mesma quantia que ela daria deitada. Não podemos concordar que organismos internacionais mantidos por países diversos que já destruiram suas florestas, VENHAM INFRINGIR A SOBERANIA NACIONAL sob o falso argumento de preservar o meio ambiente. Os habitantes da "Amazônia" são capazes de gerenciar a floresta sem imposições, pois o que lhes faltava era conhecimento da importância da preservação, e agora já sabido, e não será com retaliações dos países que já destruíram seu meio ambiente que conseguirão acabar com o desmatamento da amazônia, pois à força não se consegue nem que uma só pessoa faça o que outra deseja, muito menos conseguirá fazer com que milhares de pessoas o deixem de fazer. Forçar não funciona, vou dar um exemplo: Imagine a situação de um pai que tranca um filho viciado em "crac" num quarto, esse "forçamento" de situação vai acabar com o vício do filho? Agora imagine outro pai que interna o filho em clínica de tratamento e depois dá ao filho condições FINANCEIRAS do filho se reerguer perante a sociedade, qual dos dois filhos se curará e se tornará um ser humano melhor? Da mesma forma acontece com o SER HUMANO QUE HABITA A AMAZÔNIA, pois, para onde os levarão? Há, vão pagar pela preservação da floresta, mas quanto? Tem fazendeiro que aufere anualmente R$ 500.000,00, e com isso ele contribui para o sustento de mais umas 50 famílias. Com o pagamento pela preservação da floresta ele terá esse ganho? Ou será que o caminho da preservação é outro? Creio que PRIMEIRO SE DEVE PENSAR NO SER HUMANO QUE HABITA A AMAZÔNIA, depois na floresta, e por último, bem por último devemos pensar em Ong´s e em estrangeiros, caso contrário ENTREGAREMOS A AMAZÔNIA DE MÃO BEIJADA PARA OS GRINGOS, iludidos que a estamos preservando.

Filho de ex-deputado rumo a vereador

willy taborelli 400   O coronel PM da reserva e ex-deputado estadual Perry Taborelli, que concorreu e perdeu para prefeito de Várzea Grande em 2016, lançou de novo o filho à cadeira de vereador. Trata-se do jovem advogado Willy Jacyntho Taborelli (foto), de 32 anos. Desta vez, ele concorre pelo PV. Na eleição...

Beto vê aliado como mais preparado

wellington marcos 400   O prefeito de Barra do Garças, Beto Farias (MDB), tem sido um cabo eleitoral fundamental para o candidato à sucessão municipal, advogado e atual vice-prefeito Wellington Marcos (foto), do DEM. Beto, que está concluindo o segundo mandato consecutivo com 80% de aprovação popular,...

Produtores e a unificação de eleições

antonio galvan 400 curtinha   Mato Grosso pode ter três eleições no mesmo dia, 15 de novembro. Isso porque, além das municipais e a suplementar ao Senado, alguns produtores rurais se movimentam para que a escolha do novo presidente da Aprosoja também seja na mesma data das eleitorais. Inicialmente, o pleito da...

Euclides, ideia do "calote" e frustração

euclides ribeiro 400 curtinha   O advogado Euclides Ribeiro (foto), que enriqueceu atuando na área de recuperação judicial e hoje detém um patrimônio declarado de R$ 23 milhões, não "decolou" com a candidatura ao Senado. Acreditava-se que sua principal proposta, aquela de recuperar o nome e o...

Empresários revoltados com candidato

vinicius nazario 400 curtinha   Os candidatos a prefeito de Alta Floresta, cidade pólo do Nortão, participaram de uma live nesta terça, organizada pela Universidade do Estado (Unemat). E chamou atenção, vindo a repercutir de forma negativa e provocar certa revolta no comércio local, o comentário do...

Olhar Dados mantém EP na liderança

emanuel pinheiro 400 curtinha   A sexta pesquisa do Olhar Dados sobre intenções de voto para prefeito de Cuiabá, divulgada nesta terça pelo site Olhar Direto, traz o prefeito Emanuel Pinheiro (foto) estável, em primeiro, com 31,2%. Em segundo, com 7 pontos atrás, figura Abílio Júnior, com...