Variedades

Segunda-Feira, 21 de Outubro de 2019, 19h:29 | Atualizado: 21/10/2019, 20h:36

Urach sobre vida na prostituição: quanto mais sujo o sexo, mais se faz dinheiro

Reprodução/Instagram

Andressa Urach

Andressa Urach, após prostituição, virou cristã

Andressa Urach expõe de forma nua e crua sua vida relacionada a prostituição e drogas no livro Desejos da Alma. Aos 32 anos e atualmente evangélica, a ex-Miss Bumbum revela que gostava de inventar polêmicas para ganhar mais dinheiro como garota de programa. Além disso, explica que sexo sujo rende mais cachê.

Em entrevista à revista Quem, Andressa relembrou um episódio de 2013, quando inventou que um de seus tops havia sido roubado. Num quarto de hotel, ela contou: “Foi aqui que inventei a história do top roubado da minha fantasia de Carnaval”.

“Foi um escândalo intencional porque eu queria ficar com a parte de cima nua. Eu era muito arrogante e prepotente. Não era nada, mas me sentia a estrela do momento”, disse.

Na época, Andressa chegou a chorar para a mídia, mas tudo não passava de armação. “Todas as famosas querem destaque na imprensa porque gastam absurdos. Eu gastava 80 mil reais em uma fantasia para aparecer um dia! É um investimento muito grande e às vezes, as pessoas pagam até muito mais para ser rainha”, afirmou.

“Era uma competição muito grande de quem queria aparecer mais. E eu queria muito aparecer e o Carnaval era o momento. Buscava estar em evidência para aumentar o meu cachê na prostituição”, revelou.

No bate-papo, Andressa também contou que, a longo prazo, a vida como prostituto não oferecia tanto dinheiro se ela não se arriscasse no sexo. “Comecei a fazer sadomasoquismo porque quanto mais sujo e nojento o sexo, mais a gente faz dinheiro. Eu já não pensava mais em nada, só no dinheiro. Perdi o limite. Comecei a não sentir mais prazer no sexo normal”, disse.

“Eu precisava ser agredida, agredir, me submeter à urina, fezes e coisas muito piores. Era algo que você perdia a dignidade e se sentia um lixo e sentia prazer em se sentir um lixo. Tinha clientes que me pagavam absurdos para que eu os humilhasse. Eram homens poderosos e famosos, geralmente casados com mulheres lindas”, refletiu Andressa, que já foi viciada em drogas.

“Comecei a usar cocaína aos 21 anos, quando entrei para a prostituição. A cocaína era um hábito para mim e fazia parte do meu dia; eu cheirava de manhã, de tarde e de noite. Também bebia todos os dias”, declarou.

Agora, após relatar no livro Morri Para Viver seu estado de quase morte, Andressa mantém uma vida sem luxos e se dedica à criação de seu filho, Arthur.

“Quando me converti, tive que aprender a perder para ganhar. Eu tinha um padrão de vida muito alto, que era mantido com a prostituição […] Sempre justifiquei a prostituição com a mentira de dar uma boa vida para o meu filho”, disse.

“Trocava pequenos momentos com o meu filho pela fama, baladas, viagens… Ficava dias sem dar notícia. Minha mãe assumia a responsabilidade com ele. Eu dava uma vida confortável e luxuosa para a minha mãe cuidar do meu filho, mas eu não comportava como mãe. Ele tinha 9 para dez anos quando meu converti. Digo que precisei morrer e nascer de novo para criar um laço com ele. Hoje meu maior prazer é ficar em casa com ele”, concluiu.

Postar um novo comentário

Comentários (3)

  • Lucia Matos | Terça-Feira, 22 de Outubro de 2019, 15h39
    0
    1

    JÁ DEU ESSA HISTÓRIA NÉ ANDRESSA? (LITERALMENTE) AGORA, VAI TRABALHAR DE VERDADE, MULHER!!!

  • Luciano Morais | Terça-Feira, 22 de Outubro de 2019, 10h55
    4
    2

    Tudo truque publicitário, pessoas como essa senhora, querem fazer sucesso a vida inteira sem ter talento algum, a não ser para prostituição. Agora vai viver das memórias, até que ponto verdadeiras? se a mesma confessa que chorou para a mídia, mentindo para ter mais sucesso. Vai valer-se de ter-se convertido a vida inteira, ganhando direitos autorais e dando dízimo, se calhar nesses dias casa com um pastor ex- presidiário, aí o milagre será total.

  • Wagner Cordeiro | Terça-Feira, 22 de Outubro de 2019, 08h29
    5
    2

    Segue ganhando dinheiro com o mesmo tema.No primeiro momento executando,agora contando.

Verba a quem não tem litígio à União

emanuel pinheiro 400 curtinha   Apesar do governo estadual anunciar que está recebendo os R$ 359 milhões da União, essa verba oriunda do chamado Orçamento da Guerra (Emenda Constitucional 106) para ajuda no combate ao coronavírus só será liberada a partir do próximo dia 9 e para quem, seja...

Salgadinhos sim; caminhão pipa, não

humberto bolinha 400 curtinha   Em Guiratinga, o prefeito Humberto Domingos, o Bolinha (foto), resolveu homologar na última segunda, 1º de junho, processo licitatório para contratar uma empresa com vistas a fornecer salgadinhos nas 11 secretarias municipais. Vão ser gastos com salgados R$ 21,7 mil. No mesmo dia, Bolinha...

Nepotismo e demissão na gestão Pátio

leandro junqueira 400   Acuado pela notificação recomendatória do Ministério Público Estadual, o prefeito de Rondonópolis, Zé do Pátio, não teve outra saída senão exonerar a servidora Renata Castilho Moreno do cargo comissionado de gerente do Departamento de Engenharia e...

Candidatíssima à vereadora em Cuiabá

gisele almeida 400 curtinha   A apresentadora de TV, Gisele Almeida (foto), vai mesmo encarar o teste das urnas como candidata à vereadora em Cuiabá. Irmã do ex-vereador, ex-deputado e hoje conselheiro afastado do TCE, Sérgio Ricardo, ela não perde tempo nas articulações. Recentemente, recebeu no...

Quebra-cabeça para definir a chapa

eduardo botelho 400 curtinha   Eduardo Botelho (foto) está postergando ao máximo a definição dos nomes de sua chapa ao comando da Mesa Diretora. A eleição já acontece no dia 10, na próxima semana. Como 12 dos 24 deputados brigam por espaço, o presidente da Assembleia sabe que, ao final,...

Secretário terá de explicar contrato

alex vieira 400 curtinha   O secretário de Educação de Cuiabá, Alex Vieira (foto), tem dois dias para apresentar defesa ao TCE sobre uma representação da empresa F. M Paragas, propriedade de Fernando Marcelo, que apontou supostas irregularidades na contratação, por dispensa de...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você conhece alguém próximo que foi infectado pelo coronavírus?

sim

não

em dúvida

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.