Variedades

Segunda-Feira, 24 de Janeiro de 2011, 12h:18 | Atualizado: 24/01/2011, 18h:45

ANÁLISE

Voto ainda é moeda de troca

O jornalista Romilson Dourado comenta no RDTV desta 2ª sobre a importância do voto consciente. Segundo o jornalista, a compra de voto continua cada vez mais sofisticada e inovadora. Um exemplo é o fato de candidatos contratarem milhares de cabos eleitorais e, como moeda de troca, cobrar a votação dos familiares dessas pessoas. Ainda segundo Romilson Dourado, nenhum dos deputados eleitos, por exemplo, gastou menos de R$ 1 milhão na campanha do ano passado. Confira o comentário e dê sua opinião.

Postar um novo comentário

Comentários (6)

  • Augustus | Terça-Feira, 25 de Janeiro de 2011, 16h29
    0
    0

    Será mesmo que um candidato consegue, pelo número do título de eleitor, aferir se um eleitor votou mesmo nele? O fato de ter uma lista de eleitores, não significa compra de votos. Todo candidato precisa se relacionar com o eleitor e um cadastro é imprescindível para entabular esse relacionamento. A compra de votos existe e deve ser combatida, mas fazer uma matéria tão generalista é querer Ibope, eu penso.

  • Eduardo Manfrin | Terça-Feira, 25 de Janeiro de 2011, 16h11
    0
    0

    É por isso que se chama "Crime Organizado", afinal, qual a melhor maneira de ser eleito "lícitamente" em um país como o nosso?? Pincelando algo parecido com asfalto em ano de eleição, "doação" de combustivel, um cento de tijolhos ou bolsa família?? Hmm, acho que todos. Mas doque isso importa, afinal sempre foi assim, AINDA é, e vai ser pra sempre, SEMPRE! Não existe futuro social para o país se basearmos nossas esperanças em votos. Talvez (sim, eu escrevi "talvez") ainda exista a solidariedade, a confiança no proximo, o respeito (social, cultural, étnico), uma pontinha de justiça, o trabalho em equipe em prol de um bem maior. Mas votos.. Esqueça.

  • Maria | Terça-Feira, 25 de Janeiro de 2011, 11h11
    0
    0

    Parabéns.. Romilson meta a boca no trombone... enquanto houver esses "benditos" cabos eleitorais, essa sujeira toda nunca vai mudar... vai ser sempre isso.. Mudaaaaaaaa Mato Grosso que tem tudo p/a crescer e ser feliz

  • CARLOS | Terça-Feira, 25 de Janeiro de 2011, 09h18
    0
    0

    QUEM TEM DÚVIDA QUE OS VOTOS SÃO COMPRADOS NO MATO GROSSO! SÓ COM MUITA GRANA É QUE SE CONSEGUE SE ELEGER E É POR ISSO QUE VCS VERÃO SEMPRE OS MESMOS EM SUA GRANDE MAIORIA, POIS JÁ TEM OS ESQUEMAS COM OS GRANDES PATROCINADORES DE CAMPANHAS QUE DEPOIS TIRAM TUDO COM BONS LUCROS DOS BESTAS QUE SÃO ESTES VENDALHOES DE VOTOS. ETA POVINHO SEM VERGONHA ESTE NOSSO E O PIOR BUROOOOOOOOOOOOOOOOOOO

  • denir | Segunda-Feira, 24 de Janeiro de 2011, 23h05
    0
    0

    isso está mas que explicito em todas as campanhas eleitoriais,somente o TRE,não consegue enxegar ,pois essa bandalheira é notoria,mas par um orgão que espera que os politicos com irregularidade usufruir do mandato ,para depois cumprir com as leis eleitorais ,somente fazem somar para que tudo isso continue,equanto isso o nosso suado dinheiro sai pelo ralo , através destes politico que fazem de tudo para recuperar o investimento (?) de campanha, gostaria de saber da justiça eleitoral quando de fato vão deixar de fazer parte desta quadrilha,pois não consigo enxegar de outro modo, pois que se cala consente .

  • matilde | Segunda-Feira, 24 de Janeiro de 2011, 22h28
    0
    0

    E, quem não tem a moeda de troca nem deve entrar porque leva ferro. O povo está mal acostumado , o que nos envergonha.

Sexto suplente na Câmara por um mês

aluizio leite 400 curtinha   Aluízio Leite (foto), filiado histórico do PV, tomou posse como vereador pela Capital na último dia 2. Mas vai ficar na cadeira por somente 31 dias, até o retorno do titular, delegado Marcos Veloso, que se afastou para cuidar de assuntos pessoais e hoje se encontra hospitalizado com...

No TCE pra tentar receber da prefeitura

flavia mesquita 400 curtinha   Flávia Mesquita (foto), da Luppa Administração de Serviços, pediu socorro ao TCE para tentar receber por serviços prestados à secretaria de Saúde de Cuiabá, alegando que o município está inadimplente há oito meses. E apontou quebra da ordem...

Pai e filho pré-candidatos em Poconé

henrique santos 400 curtinha pocone   Em Poconé, pai e filho estão animados para o teste das urnas deste ano. Um a prefeito e, outro, para vereador. Euclides Santos, que já foi vereador (89/92) e prefeito por duas vezes (93/96 e 2001/2004), além de secretário de Infraestrutura e Serviços Urbanos em...

Expectativa de tocar a Cultura de MT

paulo traven 400 curtinha   Um dos três adjuntos da pasta de Cultura, Esporte e Lazer do Estado, José Paulo da Mota Traven (foto) vem se articulando para assumir de forma efetiva o comando da secretaria. Ele conta com apoio de alguns membros do staff, como do secretário de Governo, Alberto (Beto) Machado. O governador...

Poconé tem hoje vários "prefeitáveis"

euclides santos 400 curtinha   O ex-vereador e ex-prefeito de dois mandatos de Poconé, Euclides Santos (foto), que era do MDB e agora está no PSDB, vem se movimentando nos bastidores para concorrer novamente à sucessão municipal. Seria um dos nomes de oposição ao prefeito Tatá Amaral, que vai tentar...

Apostas do PTB para vereador em VG

silvio fidelis 400 curtinha   Detentor da segunda maior bancada na Câmara de Várzea Grande, com cinco assentos, atrás somente do DEM da prefeita Lucimar, que conta com sete vereadores, o PTB aposta na hipótese de ao menos manter as cinco vagas. E todos os seus vereadores vão à reeleição, sendo...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Em Cuiabá, o prefeito suspendeu a decisão de implantar rodízio de veículos entre placas pares e ímpares devido à Covid-19. Mas quer debater a ideia. Você concorda com rodízio?

concordo

discordo

tanto faz

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.