Cidades

Terça-Feira, 20 de Agosto de 2019, 16h:23 | Atualizado: 20/08/2019, 16h:38

CAOS NA EDUCAÇÃO

Servidores ficam sem receber valores cortados e ameaçam paralisar atividades

Diversos servidores estaduais que aderiram à greve da Educação, que durou 75 dias, não receberam a primeira parcela dos pontos cortados, que foi paga nesta terça (20). O fato causou revolta em membros do Sintep, sindicato que representa os servidores da Educação estadual, e alguns trabalhadores cogitam paralisar novamente as atividades. O também recebeu reclamações pelo WhatsApp (99988-4251), canal para que leitores denunciem situações e sugiram pautas.

Rodinei Crescêncio

Professores fazem assembleia-geral na frente do TRT

Professores e servidores da pasta da Educação ficaram em greve por mais de 70 dias

Os servidores da Educação entraram em greve em 27 de maio. Eles pediam que o governo concedesse à categoria reajuste de 7,69%, correspondente à Lei de Dobra do Poder de Compra. Pediam também a concessão da Revisão Geral Anual (RGA). Mesmo sem acordo, decidiram encerrar o movimento após a paralisação se arrastar por mais de dois meses e a categoria passar todo o período sem salário.

O Executivo encaminhou documento no qual se comprometeu a conceder os 7,69% e a RGA deste ano quando voltasse a cumprir a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), que orienta que os gastos com funcionalismo público devem ser correspondentes a 49%. O Executivo também se comprometeu a pagar os pontos cortados em duas parcelas: em 20 de agosto e 10 de setembro.

Apesar de afirmarem que não concordavam com a proposta do Executivo, por considerar que ela não abrange os pedidos da categoria, os servidores suspenderam o movimento paredista e retomaram às aulas na última quarta (14). A expectativa de muitos era que parte dos recursos cortados fossem pagos nesta terça.

No entanto, diversos professores e servidores – não foram divulgados dados oficiais pelo Governo ou pelo Sintep – ainda não receberam a primeira parcela dos pontos cortados. O Sintep classificou o fato como “retaliação”. “Estão escolhendo quem vai receber ou não”, declarou o presidente do sindicato, Valdeir Pereira.

“O descumprimento da decisão por parte do governo abala a deliberação definida em assembleia geral dos trabalhadores”, apontou nota do Sintep. Os servidores afirmaram que irão buscar esclarecimentos na Casa Civil, nesta quarta (21).

A secretaria estadual de Educação (Seduc) afirma que fez os pagamentos da folha complementar nesta terça. Porém, alguns servidores não entraram na folha porque há escolas que não encaminharam os dados para a secretaria em tempo hábil, "ou seja, antes do fechamento dessa folha".

A pasta afirmou que aqueles que não receberam a primeira parcela irão receber o valor somente na folha de pagamento deste mês, que será quitada no início de setembro.

Para o presidente do Sintep, não há dúvidas de que a falta de pagamentos a alguns servidores foi uma retaliação da secretaria contra alguns grevistas. Ele afirma que a Seduc teve tempo suficiente para gerar a folha com todos os nomes. “Problemas até poderiam existir, um ou outro, mas não regra geral”, disse.

Valdeir afirmou esperar que o Executivo pague aqueles que ficaram sem a primeira parcela até o fim de quarta (21). Caso contrário, alguns profissionais poderão paralisar as atividades. “Caso não ocorra, algumas escolas já estão ameaçando paralisar as atividades novamente a partir de amanhã, quarta-feira”, declarou.

Postar um novo comentário

Comentários (5)

  • alexandre | Quarta-Feira, 21 de Agosto de 2019, 08h11
    3
    1

    Quem voltou a trabalhar dia 06 recebeu no dia 10 e o restante no dia 20, a escola tem que mandar a lista de quem trabalhou, DENTRO DO PRAZO, dia 22/08 é folha estorno, portanto o próximo pagamento somente dia 10/09/2019, infelizmente...A greve se alongou demais...

  • edmalvadeza | Terça-Feira, 20 de Agosto de 2019, 22h13
    6
    4

    tem que trabalhar para receber, por mim demite quem não quer trabalhar, tenho dó unicamente dos alunos e seus pais que ficaram reféns do Sintep e suas ideologias... Parabéns aos que não fizeram parte da bagunça e terão seu ano letivo normal, aos demais, demissão imediata caso queiram nova greve... vão trabalhar petistas e comunistas...

  • Povo de Mato Grosso. | Terça-Feira, 20 de Agosto de 2019, 19h17
    13
    11

    Nem deram as aulas perdidas e ja querem receber? Tinha que pagar de acordo com as aulas repostas.

  • COSTA | Terça-Feira, 20 de Agosto de 2019, 16h32
    14
    12

    olha é uma piada esse sindicato e essa categoria.

  • . | Terça-Feira, 20 de Agosto de 2019, 16h31
    10
    11

    Façam greve à vontade. Eu estou fora dessas roubadas.

Prefeito coloca secretarias em alerta

emanuel pinheiro 400 curtinha   O prefeito Emanuel Pinheiro (foto) colocou em estado de alerta a Defesa Civil e as secretarias municipais de Obras e Serviços Urbanos por causa da chuva torrencial que caiu neste sábado em Cuiabá. Em vários locais, inclusive na região central, como em frente à praça...

Jovem prefeito à reeleição e os Maia

gustavo melo 400 curtinha   Em Alto Araguaia, Gustavo de Melo (foto), o mais jovem dos 141 prefeitos mato-grossenses - completa 36 anos no próximo 26 de junho -, está disposto a buscar a reeleição pelo PSB. Mas carrega forte desgaste. O que traz certo conforto para Gustavo é o fato de Maia Neto, que comandou o...

Suposta delação tira sono de Alencar

alencar soares 400 curtinha   A notícia de que o STJ já teria homolagada delação de Sérgio Ricardo caiu como uma bomba. Mesmo depois do ex-deputado e hoje conselheiro afastado do TCE vir a público desmenti-la, assegurando não ter motivos para fazer tal colaboração premiada, os efeitos...

SD também deseja Taques ao Senado

pedro taques 400 curtinha   Empolgado com resultado de uma pesquisa interna, na qual estaria bem pontuado, aparecendo entre os preferidos ao Senado, mesmo após deixar o cargo de governador bastante desgastado, Pedro Taques (foto) passou a flertar não só com o Cidadania, conduzido no Estado pelo seu ex-secretário Marco...

Presidente do TJ-MT assume Codepre

carlos alberto tj 400 curtinha   O presidente do TJ-MT Carlos Alberto (foto) foi eleito presidente do Colégio de Presidentes dos Tribunais de Justiça (Codepre) do país. O cargo alça o membro de MT à liderança de discussões nacionais importantes. Dentre as atribuições do colégio...

Brecha pra futuro cassado ir à Justiça

kero kero curtinha 400   Wilson Kero-Kero (foto), ex-SD (socialista) que foi para ex-PSL (direita), anunciou ida para Podemos, mas permanecerá no partido direitista, é o relator do processo de cassação do colega Abílio Júnior, na CCJ da Câmara de Cuiabá. Na Comissão de Ética o...

MAIS LIDAS

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Na sua opinião, como está indo o Governo Bolsonaro...

excelente

bom

razoável

ruim

péssimo

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.