Cidades

Quarta-Feira, 20 de Novembro de 2019, 07h:50 | Atualizado: 21/11/2019, 09h:33

DISCRIMINAÇÃO

Sofro racismo mesmo sendo médico: "Por que esse preto chegou e eu não?" - vídeo

Dayanne Dallicani

Rubens presidente da Unimed racismo Dia da consciência negra

Presidente da Unimed Cuiabá, médico patologista Rubens Carlos de Oliveira Júnior, profissional de sucesso, diz que, mesmo assim, não escapa do racismo

Médico patologista Rubens Carlos de Oliveira Júnior, de 47 anos, um dos mais respeitados da Capital, está no topo da carreira. Dono do laboratório Lapat, é também presidente do maior plano de saúde de Cuiabá, a Unimed. Mesmo assim, ainda hoje, afirma que, por ser negro, é alvo de racismo escrachado ou velado.

 “Sofri (na infância e juventude) e sofro até hoje, sofro racismo como presidente da Unimed Cuiabá. Racismo é inerente, esquece...Não sou daqueles ativistas, mas dentro do meu espectro de pessoas, combato muito isso”.

selo consciência negra

 

Por que esse preto chegou e eu não?

Não foi um percurso fácil e nada caiu do céu. O garoto Rubens Jogava futebol - o que é dentro do que se espera de um negro: ser craque. Porém, muito bom de notas, a mãe sugeriu outro caminho: que estudasse. Então resolveu pegar pesado nos livros. Passou em 3 faculdades de primeira, escolheu a UFMT, onde se formou em 1996. “Sou um predestinado e Deus gosta de mim”, comenta. Na turma, só tinha ele mais um outro negro, que também se formou, o oncologista Dirceu Gonçalo. O resto todos brancos.

Em uma situação de conflito, um colega o chamou de “preto safado, vagabundo, sem-vergonha”. Não deixou por isso mesmo e o processou. Ganhou a ação. O agressor teve que doar 150 cestas básicas e se retratar em jornal de grande circulação, e isso foi feito no Diário de Cuiabá.

Você vai lapidando a pedra bruta dentro de si, lidando com esta situação (o racismo) como uma oportunidade de fazer o melhor, mas a gente se machuca. Chorei, fiz terapia. Então não me chamem de ladrão. Conquistei tudo que tenho com muito sangue, suor e lágrimas

Uma coisa que o irrita muito, hoje em dia, é ser chamado de ladrão. “Podem falar o que quiserem, mas isso me tira do sério, uma das poucas coisas que me tiram do prumo, porque não foi fácil chegar onde cheguei e com essa cabeça. Você vai lapidando a pedra bruta dentro de si, lidando com esta situação (o racismo) como uma oportunidade de fazer o melhor, mas a gente se machuca. Chorei, fiz terapia. Então não me chamem de ladrão. Conquistei tudo que tenho com muito sangue, suor e lágrimas”.

Ele acredita que muitos o olham com desconfiança. "Como esse preto chegou e eu não?"

Por ajudas que obteve na jornada, é grato, como a do dentista Jorge Uemura. "Meu pai estava quebrado e ele gostava muito de mim, me ajudou muito, aproveito para agradecer".

Nascido em Santos (SP), Rubens veio para Cuiabá com a família, quando tinha 4 anos, em 1976. Todos negros: o pai, primeiro protético de Mato Grosso; a mãe, dona de casa; e mais 2 irmãos. Todos se formaram, mas médico Rubens ainda é o único da família. “Primeiro e único”.

Sobre a data de hoje, discorda do feriado. Preferiria que houvesse palestas e atividades sócio-culturais.

Workaholic, trabalha 16 horas por dia. Pai de 3 filhos, procura orientá-los, para não se abaterem com o racismo.

Veja vídeo

Postar um novo comentário

Comentários (14)

  • Jonas | Quinta-Feira, 21 de Novembro de 2019, 21h55
    2
    1

    Fala que sofre racismo sendo eleito por uma grande maioria branca

  • sinopense | Quinta-Feira, 21 de Novembro de 2019, 13h54
    0
    0

    sinopense, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • TANGARENSSE | Quinta-Feira, 21 de Novembro de 2019, 13h53
    4
    2

    QUER COMOVER QUEM ???? A UNIMED VIROU HEREDITÁRIEDADE IGUAL CARTÓRIO ANTIGAMENTE.... QUANTA HIPOCRESIA...

  • MARIANA | Quinta-Feira, 21 de Novembro de 2019, 13h50
    3
    2

    FACAM UMA DEVASSA NAS CONTAS DA UNIMED SÓ ISSO...

  • CARMEN | Quinta-Feira, 21 de Novembro de 2019, 11h55
    3
    5

    Esse aí não precisou de cotas para entrar na universidade. Parabéns por ter estudado e passado com méritos próprios, sem favores.

  • TUKINHA NETTO DE CUIABÁ | Quinta-Feira, 21 de Novembro de 2019, 11h39
    6
    4

    Nossa senhora APARECIDA é negra , Rei Pelé é negro , Campeão mundial de F 1 é negro , Ex Presidente do USA que todos pedem sua volta é negro , e nossa vida continua com trabalho e honestidade e respeito a todos ! Caras e Bokas e atitudes que vivo todos os DIAS por pessoas de mal com a vida , EU devolvo com sorriso e gentileza , pois EU NÃO TENHO CULPA DELES TEREM NASCIDO ! Precisamos sempre lembrar , que quando nascemos de dentro de nossas mães sai um de cada vez , quando morremos dentro do caixão só vai uma pessoas , é simples a VIDA cada um cuida de si e ELA NA FRENTE TERÁ QUE PRESTAR CONTAS A DEUS . Meu amigo , como é bom ver um negro sempre em lugares de destaque ainda mais quando se tem uma bela história de lutas ! Como é sua história Presidente e de seus familiares . Eu Sou o TUKINHA NETTO DE Cuiabá-MT

  • Dyego Franncis Costa Matos | Quinta-Feira, 21 de Novembro de 2019, 10h12
    7
    4

    E dai se vc é medico...Eu sofro racismo mesmo sendo cidadão do Bem e respeitando o próximo!

  • José Sesostris de Lima | Quarta-Feira, 20 de Novembro de 2019, 21h11
    5
    3

    Aprendi a gostar e respeitar esse ser humano fantástico. Meu afetuoso abraço.

  • Orlandir Cavalcante | Quarta-Feira, 20 de Novembro de 2019, 18h10
    12
    0

    Essa Ana é o Ó do Borogodó kkkkkk Elite Cuiabana não é racista! kkk Cuiabá não está no Brasil ? O primeiro argumento do racista brasileiro é tentar se justificar que é negro, tem parentes negros, tem amigos negros !!!! E ainda se considera ser elite cuiaban por ser negra!!!! Caracas kkkk ... Mas parabéns ao entrevistado.... mostrou se corajoso em colocar o dedo na ferida em um dia como este... A sociedade brasileira é racista e vive tetando esconder este flagelo... desvelar é necessário.....

  • Carlos | Quarta-Feira, 20 de Novembro de 2019, 18h05
    5
    3

    Como negro não sinto isso nas ruas da nossa capital. Concordo com a Ana, a elite do nosso estado há muito tempo é negra ou parda. Nos últimos anos com a ascensão dos sulistas isso tem mudado um pouco, mas Cuiabá é um exemplo de respeito entre as pessoas. O que se vê aqui dificilmente se vê em outras grandes cidades.

Bolinha é multado por irregularidades

humberto bolinha 400 curtinha   Por causa de irregularidades cometidas ainda em 2017, ao fazer aquisições sem realizar licitação e/ou pesquisa de preço, o prefeito de Guiratinga, Humberto Domingues, o Bolinha (foto), recebeu multa do TCE de 12 UPFs-MT, correspondente hoje a R$ 1,7 mil. E será intimado pelo...

Puxando o "rei" pra baixo em Tangará

reinaldo morais 400 curtinha   A pré-campanha ao Senado do empresário Reinaldo Morais (foto), o "rei dos porcos", evangélico e bolsonarista, vem ganhando aceitação popular em vários municípios. Mas, em Tangará da Serra, enfrenta muita resistência. Algumas pessoas próximas ao...

3 estaduais e 2 federais para prefeito

juarez costa 400 curtinha   Se na Assembleia, três dos 24 deputados se articulam por candidatura a prefeito, na Câmara Federal dois entre oito da bancada mato-grossense também pretendem fazer o mesmo. Tratam-se do emedebista Juarez Costa (foto), que apostará todas as fichas no retorno ao comando de Sinop, e do petebista...

PSDB rachado sobre nome a prefeito

ricardo saad 400 curtinha   O tucanato enfrenta uma incógnita em Cuiabá. A bancada na Câmara, hoje composta pelos vereadores Renivaldo Nascimento, Ricardo Saad (foto) e Toninho de Souza, defende apoio ao projeto de reeleição do prefeito Emanuel Pinheiro. O partido, presidido na Capital por Saad, já faz parte...

Poucos da AL se arriscam pra prefeito

silvio favero 400 curtinha   Inicialmente seriam seis dos 24 deputados estaduais dispostos a concorrer ao pleito de novembro deste ano. Mas a lista vem sendo reduzida à medida que se aproxima das convenções. Sílvio Fávero (foto), por exemplo, sabe que a chance de ganhar a Prefeitura de Lucas do Rio Verde, onde...

Transferindo pandemia para Cuiabá

lucimar campos 400   Prefeita de Várzea Grande, Lucimar Campos (foto) transferiu praticamente o pepino da pandemia da Covid-19 à gestão da cidade vizinha, comandada por Emanuel Pinheiro. Ela faz questão de enfatizar que, numa reunião com porta-vozes do governo estadual, do TCE, da Assembleia e dos dois maiores...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

O Governo de MT estuda retomada das atividades escolares presenciais possivelmente em agosto ou setembro. O que você acha?

Estou de acordo

Não - aulas não podem voltar por agora

tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.