ECONOMIA E AGRO

Quinta-Feira, 14 de Dezembro de 2017, 23h:58 | Atualizado: 15/12/2017, 11h:20

Galvan assume Aprosoja e dispara contra "máfia" de classificadores de grãos em MT

O produtor rural Antônio Galvan tomou posse da Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja) na noite desta quinta (14) e disparou contra o que ele chama de "máfia" de classificadores de grãos que está roubando o setor na hora da avaliação da qualidade e peso dos produtos no Estado. Lutar contra a falta de padronização e de profissionalismo na classificação fraudulenta que diminui o valor do grão será um dos principais desafios de sua gestão. 

posse aprosoja

Posse do produtor Antônio Galvan (detalhe) na Aprosoja reúne líderes políticos e empresariais do agronegócio de MT e do país e 900 convidados 

De acordo com novo presidente, o trabalho desses empreendimentos não é objetivo e gera distorções que prejudicam a rentabilidade do produtor.  Em uma situação ocorrida nesse ano, ele conta que levou a soja em dois classificadores diferentes. Em um o grão valia R$ 12/saca e no outro R$ 28/saca. “Nesse assunto vamos precisar sentar com os senadores, com o ministro (Blairo Maggi) e com todo mundo. Não dá mais para aceitar, todo mundo quer levar uma fatia nossa”, desabafa.

O evento realizado no Cenarium Rural, no Centro Político Administrativo, em Cuiabá, contou com mais de 900 convidados e registrou a presença de diversos representantes da setor do agronegócio agropecuária mato-grossense e brasileiro, diretores e delegados da Aprosoja, junto de seus familiares, além de autoridades como o governador Pedro Taques (PSBD), os senadores Wellington Fagundes (PR) e José Medeiros (Podemos) e o deputado federal Nilson Leitão (PSDB), presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA).

Em discurso, Taques diz que sabe da importância de toda a cadeia produtiva e aproveita para prometer que não irá aumentar impostos ao agronegócio

Marcada para as 19h, a solenidade teve início somente às 20h30 após a chegada do governador para compor o dispositivo de autoridades. Antes da fala de Galvan foi tocado o Hino Nacional, o ainda presidente da Aprosoja Endrigo Dalcin recebeu uma premiação de honra e no discurso de despedida elenca suas conquistas e diz que sai do cargo “amando” a entidade.

Em seu discurso, que durou quase trinta minutos, Galvan pediu para que seus familiares subissem ao palco e ficassem ao lado dele. Sob muitos aplausos durante vários trechos de sua fala, ele tocou em temas como trabalho em equipe com outros órgãos agropecuários, sua luta contra as pautas que “sangram” o setor e sobre sua luta classista. “As pessoas não entendem que atrapalhar o agronegócio é atrapalhar o Brasil. Sinceramente temos que ter mais respeito, porque somos muito elogiados e muito criticados ao mesmo tempo. E é um peso que está ficando duro de carregar”, exclama.

Fechando os discursos, o governador Pedro Taques lembra que conheceu Galvan quando era procurador da República e desde então tem muito respeito pela figura do novo presidente da Aprosoja. Ele disse que, apesar de não ser do ramo, sabe da importância de toda a cadeia e ainda aproveita para prometer ao setor que não irá aumentar impostos. “Todos os dias nós encontramos pessoas dizendo ‘vamos taxar o agronegócio’. Desde sempre eu tenho dito aos senhores. E descobri isso com o Endrigo e o Carlão (vice-governador Carlos Fávaro), que nós não podemos taxar o agronegócio. Sou absolutamente contra e enquanto for governador dou minha palavra que isso não acontecerá”, argumenta sob aplausos.

Taques também fez questão de lembrar de um pontos em que é bastante cobrado pelo setor produtivo. Ele defende sua gestão e afirma aos participantes da cerimônia que em 3 anos a infraestrutura de Mato Grosso recebeu investimentos no montante de R$ 570 milhões e que mais de 1,4 mil km de estradas foram pavimentadas.

Carlos Palmeira

Antonio Galvan

Antonio Galvan foi eleito presidente em novembro e vai comandar a Aprosoja até 2020

Antes do governador ainda discursaram o presidente da Aprosoja Brasil, Marcos Rosa; o presidente da Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso (Famato), Normando Corral; o deputado federal Nilson Leitão e o senador José Medeiros. O assunto principal de todas as falas foi o potencial produtivo do Estado que pode aflorar a partir das condições corretas, principalmente políticas.

Após das mais de duas horas de falas, o jantar foi servido, preparado pelo Buffet Leila Malouf, e os presentes ouviram uma apresentação da dupla sertaneja Kelvin Araújo e Chico Rocha.

Perfil

Galvan é natural de Sananduva (RS) e é diretor financeiro da atual gestão da Aprosoja. Por duas oportunidades ele disputou a presidência da Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso (Famato), sendo derrotado em 2013, por Rui Prado, e 2016, pelo atual presidente, Normando Corral.

O produtor também já tentou uma candidatura à Assembleia, em 2010. Com o nome na urna de “Galvan Sindicato Rural de Sinop”, ele disputou o pleito pelo Partido Democrático Trabalhista (PDT) e recebeu 7,1 mil, quantidade insuficiente para elegê-lo.

Ele foi eleito como presidente da Aprosoja em eleição que ocorreu em 13 de novembro e comandará a instituição no triênio 2018/2020, em substituição a Endrigo Dalcin. Galvan é filiado ao PDT, sigla que hoje faz oposição ao governo estadual.

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • diego | Sexta-Feira, 15 de Dezembro de 2017, 15h11
    1
    2

    Nunca vi um discurso de fazendeiro dizendo que tá bom, tão com o bolço cheio de grana e só sabem chorar... trabalho dignifica as pessoas.........

  • Evandro Morales | Sexta-Feira, 15 de Dezembro de 2017, 01h40
    3
    0

    Parabéns ao Galvan e estamos certos de que será uma excelente gestão para os Produtores.

Sem alarde, vereador muda de partido

viniciys clovito curtinha   De última hora e sem alarde, o vereador pela Capital Vinicyus Hugueney (foto) resolveu deixar o PP e se filiou ao Solidariedade. Com isso, o PP não se torna o único com a maior bancada. Está com três vereadores, assim como o PV e o PSDB. No SD, Vinicyus vai concorrer internamente com...

Irmão de Thelma na lista dos traidores

ronaldo pimentel 400 curtinha   Na carta aberta assinada por Ricardo Saad, que preside o PSDB cuiabano, ele reclama de dívidas milionárias herdadas de antecessores, inclusive dos R$ 4 milhões de pendências somente do pleito de 2016, e menciona, entre outras coisas, que "(...) há correligionários, que estavam...

A bronca de Saad com Wilson Santos

ricardo saad curtinha 400   O vereador Ricardo Saad (foto), presidente do PSDB da Capital, resolveu disparar a metralhadora verbal contra colegas tucanos. Sobre o ex-prefeito e hoje deputado Wilson Santos, considera que este nada fez para ajudar o partido a se reestruturar, visando as eleições de outubro. Mesmo sendo vice-presidente...

Janela tira muitos políticos do calvário

gilberto figueiredo curtinhas   O fechamento da janela partidária, que encerrou-se no último sábado, dia 4, marcou o fim de um longo calvário aos partidos, que tiveram que suportar em seus quadros políticos que não estavam mais de “alma”, mas somente de “corpo”. Na Câmara...

Só 2 vereadores não vão à reeleição

felipe wellaton curtinha 400   Apenas dois entre os 25 parlamentares cuiabanos não vão buscar a reeleição. O licenciado Gilberto Figueiredo, que trocou o PSB pelo DEM, quer concorrer a prefeito, assim como Felipe Wellaton (foto), que até trocou de partido, saindo do PV e agora no Cidadania. Pretende disputar...

4 fora da reeleição em Rondonópolis

thiago muniz 400 curtinha   Dos 21 vereadores de Rondonópolis, somente quatro não vão à reeleição, sendo eles Thiago Muniz (foto), agora no DEM, Hélio Pichioni (PSD), Jailson do Pesque-Pague e Rodrigo da Zaeli (ambos do PSDB). Eles garantem se tratar de um caminho sem volta. Destes, dois tentam...

MAIS LIDAS

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você concorda com a decisão de prefeitos, que começam a decretar estado de emergência, fechando comércio, serviços públicos e o transporte coletivo?

sim

não

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.