Executivo

Segunda-Feira, 16 de Março de 2020, 19h:22 | Atualizado: 16/03/2020, 19h:28

PEDIDO DE SUSPENSÃO

Enxergaram agora o que vi há 15 dias, diz Mauro sobre suspender eleição ao Senado

Mayke Toscano Secom-MT

governador de Mato Grosso, Mauro Mendes, anuncia as pr�ximas medidas em rela��o ao Coronav�rus

O governador Mauro Mendes (DEM) concede entrevista no Palácio Paiaguás ao lado do secretário da Casa Civil, Mauro Carvalho. Na pauta, coronavírus

 O governador Mauro Mendes (DEM) afirmou que a iniciativa do ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, (DEM-MS), que  pediu ao Supremo Tribunal Federal (STF) que determine a suspensão da eleição suplementar ao Senado em Mato Grosso, marcada para 26 de abril, comprova o acerto do Governo do Estado ao fazer a solicitação ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) há 15 dias. Entre outros argumentos, o Executivo alegou o risco de contaminação com o coronavírus.

 No entanto, o pedido do Governo de Mato Grosso foi negado pela presidente do TSE, ministra Rosa Weber. A magistrada seguiu parecer de assessoria técnica da própria Corte.

“Há 15 dias, eu encaminhei pedido ao TSE com esse argumento. Às vezes, precisamos enxergar além do obvio. Era óbvio que o coronavírus chegaria no Brasil, como chegou. E muito obvio que ele proliferaria no país. Lá atrás eu enxerguei. Que bom, ou que lamentável, que outros estejam enxergando   agora o que  eu enxerguei há 15 dias”, declarou Mauro após assinar decreto com medidas emergências contra a pandemia.

O TSE ainda não se manifestou sobre o pedido de Mandetta, que indicou realizar a suplementar juntos com as eleições municipais de outubro. Já os candidatos ao Senado se dividem sobre o tema.

Enquanto Otaviano Pivetta (PDT) divulgou nota favorável ao adiamento da eleição suplementar, José Medeiros (Podemos) rechaça a possibilidade. Classifica como “traquinagem” do governador para favorecer o adversário Carlos Fávaro (PSD).

Postar um novo comentário

Comentários (5)

  • JANUÁRIO | Terça-Feira, 17 de Março de 2020, 13h13
    6
    0

    Ele teve premonição em vários casos: quando aumentou os impostos previu que iria arrecadar mais e te ter mais dinheiro pra gastar com VI pros chegados; quando taxou em 14% os velhinhos aposentados previu que iria sobra mai $ pra outras coisas do interesse dele; agora vai deixar pra apoiar um candidato ao senado na reta final, porque já previu que o candidato dele vai tomar fumo.

  • Teka Almeida | Terça-Feira, 17 de Março de 2020, 12h05
    6
    0

    Mauro MENTE governo FAKE NEWS toma VERGONHA assume o que sabe fazer de melhor MENTIR. Quando fez a solicitação foi para o ingresso imediato do Fávaro, nem se cogitava o corona. Inclusive a argumentação foi que Mato Grosso ficaria em desequilibrio com apenas 2 senadores. Que na realidade, se juntar não dá meio.

  • Marcilia Ribeiro | Terça-Feira, 17 de Março de 2020, 07h57
    15
    2

    Com todo o respeito, senhor governador, seu interesse era outro! Assuma!!!

  • Natalino Almeida Lima | Segunda-Feira, 16 de Março de 2020, 21h49
    18
    4

    Está havendo um erro do Mauro Mendes, não solicitou adiamento da eleição por motivo de custo não foi ventilado vírus nenhum para o adiamento agora vêm dar uma de mãe Dinar está achando que o povo não está sabendo dos motivos faça o favor.

  • Zé Alves | Segunda-Feira, 16 de Março de 2020, 19h56
    5
    17

    Parabéns governador pelas medidas,e quando o sr.alertou foi motivo de chacota,agora tá aí a situação

Decreto "anula" o MPE em Juscimeira

moises 400 juscimeira curtinha   Em Juscimeira, o promotor de Justiça Adalberto Ferreira recorreu à Justiça de forma desnecessária. Pleiteou e conseguiu uma liminar para suspender um decreto do prefeito Moisés dos Santos que, segundo a ação, havia reduzido as medidas de isolamento social, permitindo...

Kero-Kero quer levar Abílio para Pode

wilson kero kero 400 curtinha   Na contagam regressiva do prazo para o troca-troca partidário - vence em 3 de abril para quem pretende ser candidato em outubro deste ano -, o vereador Wilson Kero-Kero (foto), do PSL e um dos opositores à gestão Emanuel Pinheiro em Cuiabá, está fortalecendo o Podemos. E se...

ECSP explica confusão com Marcrean

marcrean 400 curtinha   A Empresa Cuiabana de Saúde Pública (ECSP) emitiu nota sobre a suposta “carteirada” do vereador Marcrean Santos (foto) no HMC. Ele foi pivô de confusão e um vídeo viralizou nas redes sociais. Segundo a ECSP, o parlamentar foi até o local pedir informações...

PL quer suspender dívidas das cidades

max russi curtinha 400   Ex-prefeito de Jaciara, o deputado Max Russi (PSB) apresentou projeto que visa suspender os pagamentos das dívidas dos municípios com o Estado, durante o período de calamidade pública que foi decretado pelo governo por causa da pandemia do coronavírus. Max ressalta que MT não deve...

Articulação pra tentar voltar ao Procon

gisela simona 400 curtinha   Com adiamento e ainda sem nova data para a eleição suplementar ao Senado, Gisela Simona (Pros), que se afastou do Executivo para concorrer ao pleito, quer retornar ao cargo de secretária-adjunta de Proteção e Defesa dos Direitos do Consumidor (Procon), vinculado à secretaria...

Senadora, ataques e defesa de Galvan

selma arruda 400 curtinha   Selma Arruda, senadora cassada por crimes eleitorais, um deles caixa 2, escreveu artigo entitulado "MP x Aprosoja. Afinal, quem tem razão", especialmente para defender o aliado político Antonio Galvan, presidente da Aprosoja. Ao concordar com plantio de soja dentro de período proibido pela...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você concorda com a decisão de prefeitos, que começam a decretar estado de emergência, fechando comércio, serviços públicos e o transporte coletivo?

sim

não

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.