Judiciário

Sábado, 03 de Março de 2018, 17h:06 | Atualizado: 04/03/2018, 20h:10

Exclusivo

Incendiários incriminam gestor e apontam conspiração para culpar Barranco confira

Incêndio na Prefeitura de Nova Bandeirantes destruiu documentos e atrapalhou investigação sobre crimes

exclusivo

Depoimento de envolvidos  no  incêndio criminoso da Prefeitura de Nova Bandeirantes (a 1 mil km de Cuiabá),  ocorrido em outubro do ano passado, ligam o prefeito Valdir Rio Branco ( PSB) ao crime. Os documentos foram obtidos com exclusividade por . Segundo os depoentes Juliano Rocha e Juliano Guedes,  uma  reunião foi realizada na chácara do então gestor, onde pediram que ele escolhesse entre 10 pessoas para que acusassem de serem os mandantes.

Reprodução

trecho depoimento Nova Bandeirantes 1

 No depoimento, Juliano Rocha aponta participação do prefeito Valdir Rio Branco e revela que advogado Thiago Pereira, filho do gestor, prometeu defendê-lo

Na lista forjada para incriminar pessoas  estariam o ex-prefeito e deputado estadual Valdir Barranco (PT) e o vice-prefeito, Jeremias Baioco (PP). Como pagamento pela ação criminosa, Rocha e Guedes receberiam R$ 15 mil  e a garantia de que o advogado Thiago Pereira, filho de Valdir Rio Branco,  patrocinaria  a defesa na Justiça.

No depoimento prestados nos dias 30 de novembro e 3 de dezembro de 2017,  na Delegacia Especializada em Crimes Fazendários (Defaz) de Cuiabá, Rocha e Guedes detalharam como se deu o planejamento para incendiar a Prefeitura de Nova Bandeirantes e afirmaram que a ordem teria  partido do secretário de Obras,  José Gabriel Bueno Schmitt, o Cica,  e do empresário conhecido como  Vagner, proprietário da Loja Imperial.

 Rocha confirmou que participou do incêndio criminoso na Prefeitura de Nova Bandeirantes e que Cica e o empresário Vagner pediram que ele arrumasse alguém para ajudar. Foi  neste momento que  chamou um homem identificado como Ratão e que ofereceram R$ 50 mil pelos serviços.

“Ratão ofereceu R$ 10 mil reais e inclusive mostrou até o pacote do dinheiro, sendo que sua participação consistia em apenas ficar na frente do Mercado Verza para informar se os “homens” (policiais) aparecessem nas proximidades”, diz trecho do depoimento.

Após o incêndio, Rocha explica que foi para casa de uma tia que reside na cidade. E na sequência,    Guedes o procurou  levando um recado de Cica e Vagner, no qual oferecia R$ 5 mil para que ele incluísse falsamente o nome de outras pessoas no crime.

“Levou em uma chácara onde estava um senhor de óculos “Klebão”, um pequenino e o doutor Thiago que falaram que iam dar o dinheiro e o que falariam na delegacia de Nova Bandeirantes”, completa.

Reprodução

trecho depoimento Nova Bandeirantes 2

 Trecho do depoimento também revela o modus operandi dos incêndiários na noite do crime

O depoente  destacou que antes de decidir contar a verdade, foi para Apíacás, mas antes sofreu uma tentativa de assassinato em Alta Floresta, próximo a escola Cecília Meireles, quando desferiram cinco tiros de dentro de um carro Vectra. Com isso, começou a mandar mensagens para Guedes cobrando o pagamento pelo falso depoimento, que nunca foi pago.

Rocha e Guedes afirmam em depoimento que as reuniões em que decidiram o que falar nos depoimentos foram realizadas na Chácara do prefeito Valdir Rio Branco. Segundo o depoimento Guedes,  as reuniões e o pagamento foi realizado pelo advogado Thiago Pereira, filho do gestor.

Fogo

O incêndio ocorreu na madrugada do dia 2 de outubro, quando dois homens armados teriam abordado o segurança e utilizado de algum tipo de líquido inflamável para iniciar as chamas. Três caminhões pipas contribuíram para que o fogo fosse controlado. O setor administrativo  da Prefeitura de Nova Bandeirantes ficou totalmente destruído. Com isso,  a documentação do RH, Contabilidade, Licitações, Tributos e Compras entre outros arquivos foram queimados.

A Polícia Civil  passou a investigar o caso, que pode estar atrelado com a operação Loki, deflagrada no último dia 20 de setembro para apreender documentos, computadores e celulares que possam comprovar indícios de crimes contra a administração pública.

Às 20h20 - Outro Lado

O prefeito Valdir Rio Branco afirma que é inocente e que Rocha e Guedes mudaram a versão dos fatos em novo depoimento à Polícia Civil, o que afasta seu envolvimento no caso. No entanto, não apresentou termos de declaração e nenhum outro documento comprobatório. Já seu filho Thiago Pereira, com os ânimos alterados, optou pela intimidação e ameaça.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Matéria(s) relacionada(s):

Desorganização e Arena sem energia

Pegou muito mal para a diretoria do Cuiabá e à administração da Arena Pantanal, sob custódia do governo estadual, a queda parcial de energia e a demora para o seu restabelecimento, comprometendo a sequência da final do Brasileirão da Série C entre o time do Cuiabá e do paranaense Operário, neste sábado à noite. A partida ficou interrompida por 1h20min por causa da queda de uma das três fases que alimentam o...

2 ex-prefeitos reforçam Neri à Câmara

marino franz curtinha   Apontado nos bastidores como um dos futuros deputados federais, inclusive com perspectiva de superar a 100 mil votos, Neri Geller continua agregando apoios em diferentes regiões. Nesta sexta, a 16 dias para as eleições, dois ex-prefeitos fizeram questão de gravar pronunciamento para...

Mendes vai reunir mais de 70 prefeitos

mauro mendes cuiaba curtinhas   Líder nas pesquisas na corrida ao Paiaguás, Mauro Mendes (DEM) vai falar a um grupo de mais de 70 prefeitos, no encontro que a coordenação de sua campanha está organizando para a próxima terça (25), às 9 horas, no Delmond Hotel, em Cuiabá. Vão estar...

Expectativa e aval de Malta e Romário

jose medeiros curtinha   O senador José Medeiros (Podemos), que ganhou projeção nacional pela coragem de combater o chamado petismo, se opondo de forma dura aos governos Lula e Dilma, caminha para ser uma das surpresas das urnas no Estado. Ele concorre a deputado federal. E pontua bem nas pesquisas de intenção de...

Sachetti e Maria Lúcia de fora da TCVA

adilton sachetti curtinha   Os candidatos ao Senado, Adilton Sachetti (foto), do PRB, e Maria Lúcia (PC do B) não vão participar da rodada de entrevistas da próxima semana da TV Centro América, afiliada da Globo. A direção da emissora já tinha informado aos assessores dos candidatos a senador...

3 perdem posições no Ibope ao Senado

procurador mauro curtinha   Três candidatos que apareceram entre os primeiros colocados para a senatória, no Ibope de agosto, perderam posições nas intenções de voto. Dois despencaram. O procurador Mauro (foto), do Psol, e Maria Lúcia (PC do B) perderam 7 pontos percentuais cada. O candidato do Psol...

Fávaro já disputa a 2ª vaga com mais 2

carlos favaro curtinha   A 2ª rodada da pesquisa Ibope para o Senado mostra um novo cenário 30 dias depois do primeiro resultado. Traz Jayme na liderança disparada, embora tenha oscilado negativamente de 34% para 32%. O tucano Nilson Leitão manteve-se estável nos 16%, já em 2º lugar, embora dentro da...

Taques oscila pra baixo e WF o alcança

pedro taques curtinha   O resultado da 2ª pesquisa Ibope, divulgado nesta 5ª à noite, caiu como balde de água fria na cabeça do governador Taques (PSDB). Em um mês, o tucano oscilou negativamente nas intenções de voto, de 22% para 20%, e foi alcançado pelo senador Wellington (PR), que no...

Os 5 candidatos e debate ao vivo hoje

Pela segunda vez neste pleito, os 5 candidatos a governador voltam a se encontrar, desta vez nesta quinta, às 20h, no debate promovido pela OAB/MT, numa parceria com a TV Assembleia. O Rdnews vai transmitir o debate ao vivo, com template das imagens disponível na capa do portal - nesse caso, basta clicar no botão volume para abrir o áudio. Até agora, Mendes, Taques, Wellington, Arthur e Moisés só tiveram juntos no confronto eleitoral da TV Vila...