Cidades

Sexta-Feira, 28 de Março de 2014, 09h:28 | Atualizado: 29/03/2014, 07h:34

Policiais fazem uso de bombas de gás para expulsar famílias da Suiá Missu


De Barra do Garças

 Um casal de idosos foi expulso do antigo distrito de Estrela do Araguaia, o Posto da Mata, sob efeito de bombas de gás lacrimogêneo lançadas pelas forças policiais que estão na antiga gleba Suiá Missu para o cumprimento do mandado de reintegração de posse determinado pela Justiça Federal para a desocupação da Terra Indígena Maraiwatsédé, reocupada pelos produtores rurais há pouco mais de 40 dias.

Lourival Peres de Souza, de 77 anos, e Divina Oliveira, de 66, fazem parte das famílias que haviam sido retiradas em 2012 e resolveram retornar à área em protesto contra a decisão do governo federal em destinar suas antigas propriedades aos índios da etnia Xavante. O casal foi socorrido por ambulâncias e levado para atendimento médico em Alto Boa Vista.

A nova desocupação da Suiá Missu começou na noite desta quinta (27), com a expulsão das famílias que estavam acampadas no Posto da Mata. Policiais federais e rodoviários federais, que estão no local, praticamente esvaziram o distrito e hoje partiriam para as propriedades reocupadas. Cerca de 200 das sete mil famílias despejadas retornaram à gleba.

Segundo o prefeito de Alto Boa Vista, Leuzipe Domingos Gonçalves (PMDB), o ginásio de esportes da cidade está servindo de abrigo para as famílias que já haviam sido expulsas. “Quinze pessoas estão alojadas no local e hoje devem chegar mais. A prefeitura colocou veículos a disposição para apoiar as famílias, inclusive, com uma equipe da saúde com ambulância para uma eventual necessidade”, disse.

Além da retiradas dos produtores, máquinas estão sendo usadas para a destruição dos prédios que ainda permaneciam de pé no Posto da Mata. Órgãos de imprensa que estavam no local para acompanhar o cumprimento da decisão foram proibidos de acompanhar a movimentação dos policiais. (Com informações da Rádio Continental FM/Confresa)

Postar um novo comentário

Comentários (8)

  • AMAURI SERGIO RODRIGUES | Sábado, 29 de Março de 2014, 08h02
    0
    0

    SOBRE A QUESTÃO INDIGENA, CUIABÁ JÁ FOI ÁREA INDIGENA, QUE DOMINAVA TODO O VALE DO RIO. ENTÃO, CADE A FUNAI PARA REIVINDICAR A POSSE DESSA ÁREA? SEM NENHUMA APOLOGIA AO CRIME, A SOLUÇÃO É FOGO. ÁREA DE LETIGIO, MESES SECOS...

  • emidio de souza líder comunitario | Sexta-Feira, 28 de Março de 2014, 17h37
    0
    1

    E Hoje e uma briga democratica pelos seus direito Cerca de 200 das sete mil famílias despejadas retornaram à gleba Terra Indígena Maraiwatsédé imagina em 1970 Indígena Quilombola não tinha vez de Revindicar seus direito era só na buduna.o seguimento comunitário deveria se unido e Eleger Representante o Líder comunitário Emidio de Souza ,e remanescente de quilombola, o empresário Eraí Maggi, do Grupo tem sim bandeira política e militância.será que o agro negocio não precisa de politica quem que libera Bilhões R$, Ele e um representante do setor. No fundo, faz o jogo do primo Blairo Maggi,que e milionário,que pode me ajudar ser vitorioso como deputado Estadual de MT, vamos exigir do governo atitude.

  • ednor fernandes vieira | Sexta-Feira, 28 de Março de 2014, 17h07
    1
    0

    CONCORDO COM VOCÊ ROBERTO. ESTATUTO DO IDOSO SÓ SERVE PARA SER NOTICIA DO CONGRESSO, MAS NA HORA DE RESPEITAR OS IDOSOS MESMO E UMA BALELA, NÃO RESPEITA.

  • Robert Oliveira | Sexta-Feira, 28 de Março de 2014, 15h53
    1
    1

    Cadê o governador, assim intendi ele ta vistoriando as obras da copa. Será que aqui em nossa região do araguaia tem eleitores que vão servi-los. Mas com certeza por aqui num terá um voto, e nem a presidenta Dilma, porque são todos do mesmo saco. São seres humanos que precisa sobreviver, será que esses policiais não sabem que existe os estatuto do idoso. hummm entendi agora as leis só servem para inocentar mensaleiros...

  • Andre Santos | Sexta-Feira, 28 de Março de 2014, 15h19
    0
    1

    Andre Santos, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • ednor fernandes | Sexta-Feira, 28 de Março de 2014, 14h37
    1
    2

    MANOEL VOCÊ NÃO SABE DE NADA E FICA CONVERSANDO FIADO , FALANDO O QUE NÃO SABE, NÃO SÃO GRILEIROS, MAS SIM PESSOAS DE BEM, E VOCÊ NÃO ESTA AQUI SE ESTIVESSE SENTIRIA NA PELE A VERDADE DAS COISAS, ESSAS PESSOA TINHA TUDO NESTA LOCALIDADE, E SAIRÃO SEM NADA, MUITOS JÁ MORRERAM POR DEPRESSÃO POR TER PERDIDO TODAS SUAS ECONOMIAS, E OUTROS ESTÃO COM PROBLEMAS MENTAIS, SUICÍDIO JÁ TEVE 5 MORTES, E AI SÃO PESSOAS QUE TEM QUE APANHAR IGUAL O SENHOR DISSE, QUE UMA PESSOA DE 77 ANOS DE IDADE ESTARIA FAZENDO ALI SE NÃO FOSSE PELA TERRA QUE ELES TINHA E VIVIAN MUITO BEM, HOJE ESTÃO VIVENDO NA BEIRA DA ESTRADA POR CAUSA DE UM PRESIDENTE CHAMADO FERNANDO HENRIQUE CARDOSO QUE DECRETOU EM 1998 COMO TERRA INDÍGENA, SENHOR MANOEL EU NÃO TENHO TERRA LA MAS ME SOLIDARIZO COM ESSAS PESSOA QUE TINHA SUAS COISAS LA, IMAGINA CHEGAR NA SUA CASA E TIRAR O SENHOR DELA, O QUE O SENHOR ACHARIA SENDO QUE SERIA A UNICA COISA QUE POSSUI PARA MORAR, REFLITA SUA PALAVRAS E ÍNDIO NÃO FAZ NADA, NÃO PRODUZ NADA, PELO CONTRARIO SÓ ATRASA O DESENVOLVIMENTO DA REGIÃO.

  • Claudio | Sexta-Feira, 28 de Março de 2014, 10h52
    2
    2

    Este e o Brasil comunista que o governo do PT esta criando

  • Manoel | Sexta-Feira, 28 de Março de 2014, 10h45
    1
    2

    Grileiros,foras da lei,usando como pano de fundo(sem terra), que façamos justiça não são. Este golpe vem sendo usado por quadrilhas, que invadem e expulsam indios,agricultores de suas terras e lares. Tem sempre a sua frente ; politicos,advogados,gente da imprensa etc... Colocam na frente como bucha de canhão ,idosos,crianças,mulheres,e até drogados. Isso em todo Mato Grosso,principalmente em Poxoréu e Primavera. Pau nêles!!!

MDB em clima de racha em Tangará

joao jose 400 curtinha   Em Tangará da Serra, o MDB enfrenta racha. O prefeito Fabio Junqueira, com apoio de filiados históricos, quer lançar à sucessão municipal o seu secretário de Infraestrutura e antigo gestor do Serviço de Água e Esgoto, Wesley Lopes Torres, sobrinho do ex-vereador Daniel...

Advogados disputam cadeira no TJ-MT

andre pozetti 400 curtinha   É extensa a lista de advogados que estão se movimentando, nos bastidores, para a cadeira vitalícia de desembargador do Tribunal de Justiça, sob indicação do Quinto Constitucional da OAB/MT. Caberá ao Colégio de Conselheiros da Ordem, composto por 33 advogados,...

Max insiste em ficar na 1ª Secretaria

max russi 400 curtinha   Max Russi (foto) ainda não desistiu de continuar na Primeira-Secretaria na próxima Mesa Diretora, mas, como possui menos apoio do que a emedebista Janaina Riva, deve mesmo ocupar outro posto, o de primeiro-vice-presidente. A eleição, que marcará a reeleição de Botelho na...

Deputados criticam membros da CCJ

elizeu nascimento 400 curtinha   Membros da CCJ da Assembleia, especialmente o presidente e o vice, respectivamente, Dilmar Dal Bosco e Sebastião Rezende, foram bastante criticados pelos colegas em sessão nesta quarta. Deputados como Thiago Silva, Wilson Santos e Elizeu Nascimento (foto) disseram que a Comissão, uma das mais...

Testemunhas pra protelar investigação

camila silva 400 curtinha   Os vereadores poconeanos Camila Silva (foto), do PP, e Ademir Zulli (PTB) usaram de uma estratégia jurídica para protelar, ao máximo, a conclusão dos trabalhos da recém-criada Comissão de Investigação e Processantes (CIP) para apurar denúncia de quebra de...

Luta de Misael e asfalto no Despraiado

misael galvao curtinha 400   O presidente da Câmara da Capital, Misael Galvão (foto), está comemorando uma vitória suada: a retomada das obras de pavimentação em toda extensão das ruas Afonso Pena e Oswaldo Correa, no bairro Despraiado. Ele fez várias indicações para...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você conhece alguém próximo que foi infectado pelo coronavírus?

sim

não

em dúvida

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.