Nacional

Quarta-Feira, 17 de Julho de 2019, 11h:24 | Atualizado: 20/07/2019, 13h:21

MEC lança programa para aumentar verba privada nas unidades federais - saiba mais

Valter Campanato/Ag Brasil

Jair Bolsonaro e Abraham Weintraub

Ministro da Educação, Abraham Weintraub, e o presidente Jair Bolsonaro

O Ministério da Educação lançou oficialmente, nesta quarta-feira (17), um programa para reestruturar o financiamento do ensino superior público. A proposta, chamada “Future-se”, amplia a participação de verbas privadas no orçamento universitário.

As instituições poderão fazer parcerias público-privadas (PPP's), ceder prédios, criar fundos com doações e até vender nomes de campi e edifícios, como em estádios. Antes da adesão, haverá consulta pública.

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, afirmou que alunos não terão de pagar mensalidade nas universidades públicas, independentemente da faixa de renda. "Sem mensalidade, sem nada", disse o ministro.

O lançamento ocorre em meio ao contingenciamento de verbas das universidades, anunciado no fim de abril pelo governo. De acordo com a associação que representa os reitores das universidades federais, a Andifes, a medida atinge de 15% a 54% dos recursos que podem ser cortados das universidades federais.

Com o programa, as universidades poderão:

- Celebrar contratos de gestão compartilhada do patrimônio imobiliário da universidade e da União. As reitorias poderão fazer PPPs, comodato ou cessão dos prédios e lotes;

- Criar fundos patrimoniais (endowment), com doações de empresas ou ex-alunos, para financiar pesquisas ou investimentos de longo prazo;

- Ceder os “naming rights” de campi e edifícios, assim como acontece nos estádios de futebol que levam nomes de bancos ou seguradoras;

- Criar ações de cultura que possam se inscrever em editais da Lei Rouanet ou outros de fomento.

Antes da adesão das universidades, o MEC fará uma consulta pública sobre o Future-se nos próximos 30 dias, pela internet. A área jurídica do ministério ainda estuda quais pontos terão de ser aprovados pelo Congresso Nacional para entrarem em vigor.

“Às vezes, a crise, ela incomoda. Às vezes não, sempre. Ela incomoda, ela faz com que a gente repense as estruturas, a forma de trabalhar, agir, pensar. Mas se ela for bem conduzida, ela permite oportunidades, crescimento, desenvolvimento, revoluções”, declarou Weintraub.

Postar um novo comentário

Comentários (3)

  • Oi? | Quarta-Feira, 17 de Julho de 2019, 14h14
    3
    1

    "Jênios"! Quanta "jenialidade"!

  • Benedita da Silva | Quarta-Feira, 17 de Julho de 2019, 12h16
    4
    1

    Duvido que ex alunos e/ ou empresas doem qualquer coisa para universidades. Pelos comentarios postados recentemente, não doam nem nota de tres reais. A Unimed que tem em seus quadros ex alunos de Medicina, devia ser a primeira a seguir esta sugestao do Mec. Afinal ha um número de usuários deste plano, que cobra muito bem as mensalidades, aliás está propondo reajuste agora em agosto.

  • Kaca | Quarta-Feira, 17 de Julho de 2019, 11h43
    4
    2

    Quase tudo isso já é possível por leis que já existem, mas a burocracia é imensa. Só os naming rights (kkkk) podem ser novidadinhas. Mais uma vez, esse senhor choveu no molhado e quer fazer parecer que fez um gol de placa. Ai, Brasil, que lasqueira! A ressaca vai durar uns vinte anos.

Matéria(s) relacionada(s):

Governo monitora crise na segurança

mauro mendes 400 curtinha   O governador Mauro monitora de perto a crise instaurada no setor de segurança devido à operação desencadeada na Penitenciária Central do Estado, em Cuiabá, para acabar com regalias de presos "da pesada", que comandam o crime organizado de dentro das celas. Houve...

Faissal se licencia e Oscar assume vaga

oscar_curtinha_400   O deputado estadual de primeiro mandato Faissal Calil (PV), a partir de quarta (21), vai se licenciar por 4 meses. Assim, dará lugar para o retorno do ex-deputado Oscar Bezerra (foto), que disputou à reeleição no ano passado, sem sucesso. Oscar, que tem base eleitoral em Juara, teve 11.827 votos e...

Fora do Podemos e dando pitacos

marcelo_curtinha   O presidente do Podemos-MT, José Medeiros, se diz surpreso com as declarações do adjunto de Turismo da Capital Marcelo Pires, que se posiciona contra a filiação de Niuan no partido. O absurdo disso é que Marcelo sequer é filiado e muito menos militante. Só participou de uma...

Melhorias refletem no Mutirão Fiscal

emanuel pinheiro curtinha   O prefeito Emanuel Pinheiro (foto) está empolgado com a intensa procura dos contribuintes para negociação de dívidas municipais e ficou mais animado quando tomou conhecimento dos comentários de muitos, inclusive daqueles menos favorecidos, que estão indo à Arena Pantanal,...

Inclusão ilegal de Júlio no DEM-Cuiabá

fabio garcia 400 curtinha   A conspiração de Fabio Garcia (foto) na hora de definir novos membros do DEM-Cuiabá, armada às pressas e na base do atropelo, sem consultar os irmãos Júlio e Jayme Campos, principais referências do partido na Baixada Cuiabana, acabou por escancarar uma prova de ilegalidade....

Tragédia, Sachetti, 2020 e reflexos

adiltonsachetti_curtinha400   O apelo emocional provocado pelo acidente envolvendo Lidiane, esposa de Sachetti (foto), e que resultou na morte de uma criança de 3 anos, aliado à suspeita de fuga e omissão de socorro, seguramente terá reflexos nas eleições de 2020. Caso o ex-federal e ex-prefeito seja...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Na sua opinião, como está indo o Governo Mauro Mendes?

excelente

bom

regular

ruim

péssimo

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.