Polícia

Terça-Feira, 18 de Junho de 2019, 07h:09 | Atualizado: 18/06/2019, 15h:22

Diretores da PCE e militares são presos por facilitar entrega de celulares a facção

Reprodução

Revetrio Francisco da Costa

O diretor da PCE Revétrio Francisco da Costa, na entrada da unidade; ele foi preso durante operação deflagrada hoje

A Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO) deflagrou a Operação Assepsia na manhã desta terça (18) e prendeu o diretor da Penitenciária Central do Estado (PCE) Revétrio Francisco da Costa, o sub-diretor Reginaldo Alves dos Santos, conhecido  como Peixe,  e três policiais militares, sendo dois da Rotam - sub-tenente Ricardo e o cabo Denizel -, e o tenente Ferreira, lotado no 3º Batalhão.

Eles, de acordo com a Polícia Civil, estariam facilitando a entrada de celulares na unidade. Além deles, outros dois presos tiveram o mandado de prisão cumpridos. 

Revétrio ficou popularmente conhecido após dar declarações por meio do Whatsapp, logo após a vitória do presidente Jair Bolsonaro (PSL), em 28 de outubro. Em um grupo ele afirmou "esperar só chegar a ordem para eliminar um raio".

Minutos depois, ele teria afirmado: "vamos estar descautelando as munições de borracha. Agora é no aço", em alusão ao modo como a segurança pública deveria se portar a partir da gestão de Bolsonaro.

No total estão sendo cumpridos 15 ordens judiciais autorizados pela 7ª Vara Criminal de Cuiabá, e foram expedidas depois de representação dos delegados e manifestação favorável do Ministério Público Estado, via o Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco).

Investigações

Divulgação

celulares apreendidos

Aparelhos de celular, carregadores, fones de ouvido e chips foram apreendidos dentro de freezer, que entraria na PCE

Em 6 de junho, na Penitenciária Central do Estado (PCE), foram localizados 86 aparelhos celulares, dezenas de carregadores, chips e fones de ouvido.  Todo o material estava escondido dentro da porta de um freezer, que foi deixado lá para ser entregue a um dos detentos.

Equipes da GCCO estiveram na PCE e verificaram que não havia nenhum registro de entrada ou mesmo informações acerca da entrega do referido eletrodoméstico.  Diante dos fatos e da inconsistência das informações, todos os agentes penitenciários presentes foram conduzidos até a Gerência e questionados sobre os fatos.

No mesmo dia, a autoridade policial determinou a apreensão das imagens do circuito interno de monitoramente da unidade, que foram extraídas por meio da Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec).

Por meio dos depoimentos, da análise das imagens e conteúdo de aparelhos celulares apreendidos e ainda, da realização de diversas diligências, foi possível identificar e comprovar de maneira robusta, que três policiais militares, dentre eles um oficial de carreira, foram os responsáveis pela negociação e entrega do freezer recheado com os celulares. 

Com a ciência do diretor e do subdiretor da unidade, os militares enviaram o aparelho congelador que era destinado a um dos líderes de uma facção criminosa atuante no Estado.

Ao longo das investigações, a Polícia Civil conseguiu comprovar que nomesmo dia, duas horas antes do freezer ser interceptado, os três militares e os diretores da unidade, participaram de uma reunião a portas fechadas com o preso líder da organização criminosa, por mais de uma hora, dentro da sala da direção. "Toda a dinâmica dos fatos foi registrada pelas imagens da unidade prisional”, aponta o relatório da investigação.

No decorrer das investigações, ficou constado ainda que o veículo utilizado para a entrega do freezer, na unidade, pertence a outro reeducando, que também é considerado uma das lideranças da mesma facção. Esse reeducando divide cela com o destinatário do equipamento.

Além das prisões preventivas dos servidores públicos e dos líderes da facção criminosa, serão cumpridas medidas de busca e apreensão nas dependências da Penitenciária Central do Estado.

O inquérito será concluído nos próximos 10 dias. Os investigados poderão responder pelos crimes de integrar organização criminosa, corrupção passiva e ainda por facilitação de entrada de celulares em estabelecimento prisional (Com Assessoria).

Postar um novo comentário

Comentários (6)

  • JUSTIÇA SERÁ FEITA | Quarta-Feira, 19 de Junho de 2019, 11h14
    5
    1

    ESSA CANALHICE QUE ESTÃO FAZENDO COM O REVÉTRIO, POR AQUELES URUBUS CARNICEIROS VAI TER VOLTA. A JUSTIÇA DIVINA SERÁ FEITA. QUEM O CONHECE E CONHECE SEU TRABALHO, SABE O QUANTO EL É DEDICADO E HONESTO. ESSE TURMINHA QUE O TENTA INCRIMINAR SÃO "LAGARTIXAS COMENDO O PRÓPRIO RABO PRA NÃO PASSAR FOME". OS VERDADEIROS CRIMINOSOS SERÃO IDENTIFICADOS, DESMASCARADOS, DESACREDITADOS E HUMILHADOS. PODE TER CERTEZA!

  • pescador de ilusão | Quarta-Feira, 19 de Junho de 2019, 10h45
    5
    1

    uma pergunta simples!!!! porque não se investe em bloqueadores no entorno de presídios?

  • Jango | Terça-Feira, 18 de Junho de 2019, 16h35
    4
    2

    E assim caminha a desumanidade...

  • OSCAR | Terça-Feira, 18 de Junho de 2019, 13h19
    3
    13

    TAO ACUSANDO POLICIAIS MILITARES INJUSTAMENTE SEM PROVAS

  • mauro santana | Terça-Feira, 18 de Junho de 2019, 08h17
    19
    6

    Infelizmente, isso acontece sempre, vemos agentes dos presídios com carros novos, mansões, etc. Sabemos também que quem comanda as prisões não são as policias e sim os comandos. Tem até mercado dentro dos presídios dos agentes prisionais com preços abusivos e vendem de tudo.

  • Pedro | Terça-Feira, 18 de Junho de 2019, 07h26
    15
    1

    Caramba! Será que ele vai para esse raio que será eliminado?

Matéria(s) relacionada(s):

Máquinas para reciclar garrafas pets

maquina 400 curtinha   Sob iniciativa da secretaria de Inovação e Comunicação da Capital, dentro dos projetos que buscam a sustentabilidade, a prefeitura vai colocar máquinas de reciclagem de garrafas pets em 15 pontos da cidade e com possibilidade de ampliar os locais de recolhimento. Em troca, o cidadão...

4 fora da reeleição em Rondonópolis

jailton 400 vereador curtinha   Em Rondonópolis, quatro dos 21 vereadores não devem ir à reeleição, sendo eles Thiago Muniz (DEM), Rodrigo da Zaeli (PSDB), Hélio Pichioni (PSD) e Jailton do Pesque e Pague (foto), do PSDB. Thiago e Rodrigo têm esperanças de concorrer a...

Prefeito apoia vice à briga em Cáceres

eliene liberato 400 curtinha   Francis Maris vai mesmo declarar apoio oficial à pré-candidatura da empresária Eliene Liberato à sucessão em Cáceres. Em público, o prefeito faz mistério para não contrariar outros pretensos candidatos do grupo e que têm esperanças de receber...

Preparando um dos aliados a federal

mauro carvalho 400 curtinha   Embora não comente publicamente, o governador Mauro Mendes está "costurando" acordos políticos com líderes mais próximos, visando não só o pleito de 2020, mas também às eleições gerais de 2022. Em época de busca de projetos e de...

Salvando 1º ano de mandato no cargo

selma arruda 400 curtinha   Embora "sangrando" e com a imagem arranhada, a juíza aposentada e senadora cassada pelo TRE-MT Selma Arruda, que trocou o PSL pelo Podemos, consegue concluir este primeiro de oito anos de mandato. E vai se licenciar nos próximos dias para ceder espaço aquele que financiou a sua campanha,...

Barbudo é menos empreguista de MT

nelson barbudo 400 curtinha   Dos oito deputados federais de MT, o estreante Nelson Barbudo (foto) é o menos "empreguista". Nestes 10 primeiros meses de mandato, ele nomeou no gabinete em Brasília e no escritório político em Cuiabá apenas 15 assessores. Cada gabinete pode ter até 25 secretários...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Como você avalia a decisão do Supremo de suspender prisão imediata após julgamento em segunda instância?

Concordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.