Polícia

Quarta-Feira, 27 de Novembro de 2019, 07h:30 | Atualizado: 27/11/2019, 09h:00

NOVA MARILÂNDIA

PM prende mãe e companheira acusadas de espancar o filho de 3 anos até a morte

casal homicídio menino filho

Fabiola Pinheiro Bacelar e Luana Marques de Souza, mãe de Davi, formam um casal. Estão presas e o menino morto

Mãe e companheira são presas pela Polícia Militar suspeitas de espancarem até a morte Davi Augusto Marques de Souza, de 3 anos, em Nova Marilândia (a 261 km de Cuiabá). Segundo informações da PM, o menino chegou até a UPA desacordada e com múltiplas escoriações e hematomas no corpo. A equipe médica realizou procedimentos de reanimação, mas a vítima não resistiu aos ferimentos e morreu.

Luana Marques de Souza, 25, mãe do menino e Fabiola Pinheiro Bracelar, 22, deixaram a criança na UPA e foram embora. Segundo o boletim de ocorrência, o secretário de Saúde do Município, Luís Fernando, foi quem acionou a PM, relatando que a criança deu entrada no hospital com a mãe e a convivente.

marcas espancamento davi nova marilândia

Marcas dos espacamentos e urina no short

Conforme cinco testemunhas, o menino era frequentemente torturada pelo casal, o que foi confirmado inclusive pelo avô paterno de Davi. Diante desta informação, os policiais seguiram até a rua Joaquim Arrais e prenderam as mulheres.

Na delegacia, Fabiola relatou que a criança reclamou de dores no corpo e ela apenas o socorreu, levando até o PA. Mas que as escoriações que o menino apresentava foi por conta de uma queda de bicicleta. Já a fratura no fêmur foi fruto de outra queda, no campo de futebol.

Porém, quando os policiais estavam concluindo o BO, as testemunhas chegaram, sendo que uma delas narrou que, após vários dias indo na casa dela, o menino lhe contou que a fratura no fêmur foi por conta de um atropelamento causado pela Fabiola, que o prensou no portão.

Por conta da gravidade dos ferimentos, na época, Davi foi levado pelo pai até Cuiabá para buscar tratamentos adequados. Um médico contou ao pai que o ferimento ocorreu não por conta de uma queda de futebol e sim por atropelamento, pois o fêmur estava quebrado em vários locais.

Durante o depoimento das testemunhas, o pai do menino enviou várias fotos com outras lesões, inclusive a costela quebrada, comprovando que ele também era ciente dos fatos. Ainda na delegacia, o irmão de Davi, ainda de colo, teve que tomar banho no quartel, pois estava sem os cuidados de higiene necessários.

O corpo da criança foi encaminhado ao IML de Diamantino, para apuração da causa da morte. O caso é investigado pela Polícia Civil.

Postar um novo comentário

Comentários (5)

  • Lis | Quarta-Feira, 27 de Novembro de 2019, 09h37
    17
    0

    Não sei de quem sinto mais raiva... da mãe e namorada monstras ou do pai negligente, que sabia de tudo e não tomou providências para salvar a criança.

  • EVA REIS | Quarta-Feira, 27 de Novembro de 2019, 09h19
    11
    6

    Quanta crueldade querer ligar a morte desse anjinho com a questão da orientação sexual da mãe. Na semana passada em São Paulo, um casal hétero, mãe e padrasto mataram a pequena Micaely, de 3 anos em SP, da mesma forma do Davi. O questionamento que precisa ser feito é: cadê os pais dessas criança?, elas foram geradas por um pai e por uma mãe e onde está esse pai que sabia dos maus tratos? assim como no caso da Micaely o pai não é questionado, não é responsabilizado, ei sociedade hipócrita , é por ficar olhando para o moralismo que nossas crianças estão morrendo. Pela responsabilização dos pais, esse pai que até trouxe o filho pra Cuiabá quando foi atropelado devia ser preso junto com quem cometeu o ato, ele foi cúmplice.

  • BDZ | Quarta-Feira, 27 de Novembro de 2019, 09h12
    21
    1

    Várias pessoas sabiam e ninguém fez nada antes do pior ocorrer. bando de covardes!!!

  • Chico Bento | Quarta-Feira, 27 de Novembro de 2019, 08h47
    15
    9

    Cadê os que defendem a degradação da família (para eles um novo modelo de família), não vão manifestar defendendo esse casal? PT, PSOL, PCdoB e outros que aprovaram o casamento gay!

  • Juca | Quarta-Feira, 27 de Novembro de 2019, 08h09
    18
    2

    Não teremos barulho da turma da lacração neste caso. Silêncio cri, cri, cri........

Contrato para tocar eventos do TCE

O presidente do Tribunal de Contas do Estado, conselheiro Guilherme Maluf, fechou um contrato anual com a Infortouch Agência e Comunicação, Eventos e Produtos Alimentícios, aproveitando ata de registro de preços  do Tribunal de Justiça de MT, com adesão-carona num processo de 2019. A empresa vai faturar R$ 376,9 mil para atender demandas do TCE em toda logística de eventos, envolvendo as etapas de planejamento,...

Ação de promotor e volta de restrições

Adalberto Ferreira   O promotor de Justiça Adalberto Ferreira garante que prefeito de Juscimeira Moisés dos Santos não havia editado nenhum decreto endurecendo as regras de restrições à pandemia do coronavírus antes do MPE propor ação na Justiça. Ao falar sobre nota publicada...

Oséas agora está nas mãos de Abílio

oseas machado 400 curtinha   Oséas Machado (foto) conseguiu derrubar Abílio Júnior, a quem denunciou por quebra de decoro parlamentar, e assumiu a cadeira deste na Câmara da Capital. Agora, o cassado se articula para dar o troco. O problema é que ambos estão no PSC. Oséas quer buscar a...

Decreto "anula" o MPE em Juscimeira

moises 400 juscimeira curtinha   Em Juscimeira, o promotor de Justiça Adalberto Ferreira recorreu à Justiça de forma desnecessária. Pleiteou e conseguiu uma liminar para suspender um decreto do prefeito Moisés dos Santos que, segundo a ação, havia reduzido as medidas de isolamento social, permitindo...

Kero-Kero quer levar Abílio para Pode

wilson kero kero 400 curtinha   Na contagam regressiva do prazo para o troca-troca partidário - vence em 3 de abril para quem pretende ser candidato em outubro deste ano -, o vereador Wilson Kero-Kero (foto), do PSL e um dos opositores à gestão Emanuel Pinheiro em Cuiabá, está fortalecendo o Podemos. E se...

ECSP explica confusão com Marcrean

marcrean 400 curtinha   A Empresa Cuiabana de Saúde Pública (ECSP) emitiu nota sobre a suposta “carteirada” do vereador Marcrean Santos (foto) no HMC. Ele foi pivô de confusão e um vídeo viralizou nas redes sociais. Segundo a ECSP, o parlamentar foi até o local pedir informações...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você concorda com a decisão de prefeitos, que começam a decretar estado de emergência, fechando comércio, serviços públicos e o transporte coletivo?

sim

não

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.