Cidades

Quinta-Feira, 24 de Setembro de 2020, 18h:17 | Atualizado: 25/09/2020, 11h:10

ENSINO MÉDIO

Seduc e diretores estudam retorno de aula presencial em outubro: 1º o "Terceirão"

Seduc-MT

Sala de aula

Estudantes da rede estadual de ensino de Mato Grosso devem retornar  às escolas no início de outubro, inicialmente para alunos do 3º ano do ensino médio

As aulas na rede estadual de ensino de Mato Grosso devem ser retomadas gradualmente de forma presencial no início do mês de outubro. A possibilidade foi discutida por diretores de escolas públicas do Estado e representantes da Secretaria Estadual de Educação (Seduc) durante reunião realizada via webconferência, na manhã desta quarta (23). Na ocasião, os profissionais e o Governo debateram planos estratégicos para reabertura das escolas. A data do retorno ainda não foi divulgada pela secretaria.

As aulas na rede estadual de Mato Grosso estão suspensas desde o dia 23 de março para 386 mil alunos devido à pandemia do novo coronavírus (Covid-19). 

A retomada, inicialmente, seria apenas para alunos do 3º ano do ensino médio devido à proximidade do Enem, cuja as provas da edição 2020 do exame estão marcadas para os dias 17 e 24 de janeiro de 2021. No decorrer do mês, está previsto o retorno dos 1º e 2º ano do ensino médio, conforme diretores ouvidos pelo

As salas de aula contariam com número reduzido de alunos, em torno de 14, para evitar contágio e a proliferação do vírus.

A volta gradual das aulas já é de conhecimento do Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público de Mato Grosso (Sintep), que não vê problemas no processo de recomeço das atividades, desde que seguidas as normas sanitárias para segurança dos profissionais e alunos. 

Segundo material publicado pela Seduc no site do Governo, a pasta vem trabalhando desde o início de junho na elaboração do plano estratégico com medidas de segurança para os alunos e profissionais da educação no retorno às aulas.

Entre as ações estudadas estão a distribuição e o uso obrigatório de máscaras, álcool 70% para higienização das mãos, além da desinfecção, quando necessário, das escolas, bem como o distanciamento de no mínimo 1,5 metro entre os alunos.

Aulas virtuais

Atualmente, os estudantes da rede estadual estão tendo aulas por meio da plataforma digital Aprendizagem Conectada, que pode ser acessada pelo computador e dispositivos móveis. De acordo com um levantamento da Seduc, o atendimento pela plataforma tem alcançado um total de 40.046 alunos, representando uma porcentagem de 84,03% pessoas atendidas de forma remota pelos professores em todo o Estado.

Outro dado aponta que 3.287 alunos têm ficado em média apenas 6 a 4 horas por semana estudando na plataforma Teams. Pouco mais de 3 mil alunos em torno de 16 a 20 horas e cerca de 2.900 estudantes estudam em média 21 a 25 horas semanais.

O desempenho dos estudantes quanto a essa modalidade tem ficado abaixo do esperado, conforme dados da pesquisa. Muitos alunos não têm internet o que acaba dificultando o acesso à plataforma, além de não terem outras condições necessárias para estudar de modo à distância.

A reportagem do solicitou uma nota da Seduc para saber que já havia alguma data prevista da volta dos estudantes às salas de aula, porém, até a publicação desta matéria não tivemos retorno. O espaço continua aberto para o posicionamento. 

Postar um novo comentário

Comentários (7)

  • DEUSENIR DE LIMA FEITOSA | Terça-Feira, 29 de Setembro de 2020, 07h18
    0
    0

    Por mim minha filha continua fazendo aula online pois não quero que minha filha pega um coronavirus

  • Não faz sentido | Sexta-Feira, 25 de Setembro de 2020, 23h29
    2
    0

    Governador liberou até shows e as aulas não voltam???

  • Ana Maria | Sexta-Feira, 25 de Setembro de 2020, 21h42
    2
    1

    Gostaria que continuasse online até ter realmente segurança e estrutura para voltar a aula presencial.

  • todeolho | Sexta-Feira, 25 de Setembro de 2020, 07h30
    18
    13

    a pandemia já nem existe mais, se pode ir para praia, festas, pq não escola? é so sair na rua e verá que tudo já voltou ao normal.

  • Paula Prolo | Quinta-Feira, 24 de Setembro de 2020, 19h55
    20
    4

    Mas e como seria a contratação desses profissionais? Pois somos sabedores que existem muitas escolas na qual estão com professores com licença saúde na qual não tiveram contratação devido ao período eleitoral, sem contar q falta profissional de Apoio e Técnico no qual não tiveram contratação ainda sem contar os do grupo de risco. Vai voltar com a metade dos alunos e metade dos funcionários?

  • Wilson | Quinta-Feira, 24 de Setembro de 2020, 19h46
    22
    4

    E um absurdo, os pais não conseguem nem cuidar dos filhos, por isso a educação vai mal, na hora de fazer filho todo mundo e bom, na hora de cuidar ninguém quer saber.

  • Eu | Quinta-Feira, 24 de Setembro de 2020, 18h43
    17
    41

    Está passando da hora

TCE vê superfaturamento em Juara

carlos sirena 400 curtinha   Em plena campanha eleitoral o prefeito de Juara, Carlos Sirena (foto), candidato à reeleição pelo DEM, está tendo que buscar explicações sobre irregularidades apontadas pelo TCE-MT em alguns casos de dispensa de licitação, especialmente nas compras de produtos para...

Doação à campanha a pedido de Jayme

jayme campos 400 curtinha   O senador Jayme Campos (foto) não tirou um centavo do bolso para colocar na campanha de Kalil Baracat, mas é o responsável pela entrada de praticamente a metade dos R$ 1,4 milhão doados ao candidato do MDB à Prefeitura de Várzea Grande. Graças à...

Ex-senadora ajuda a afundar Reinaldo

selma arruda 400   Mesmo entregue ao ostracismo político, após ser cassada neste ano da cadeira de senadora por crimes eleitorais, como caixa 2, Selma Arruda (foto) ainda acha que consegue "arrebanhar" eleitores. E foi pensando nisso que ela apareceu no curto tempo do horário eleitoral de Reinaldo Morais para pedir voto ao...

Taques agora na lista de ficha-suja

pedro taques 400 curtinha   O ex-senador e ex-governador Pedro Taques (foto) entra na lista dos fichas-sujas. Ele se inscreveu para concorrer ao Senado pelo SD, mas teve registro indeferido pelo TRE devido a uma condenação aplicada pelo próprio Tribunal pelo uso eleitoreiro da Caravana da Transformação...

Briga eleitoral de parentes em General

renato vilela 400 general carneiro   A briga política, jurídica e eleitoral na pequena General Carneiro, de 14 mil habitantes, está acirrada e envolve, em palanques diferentes, grupos com vínculos familiares. São dois na disputa pela prefeitura. A ex-prefeita Magali Vilela desistiu de tentar de novo o teste das...

Ataques a EP e o revide dos amigos

fabinho 400 curtinha   O empresário Fábio Martins Defanti, o Fabinho Promoções (foto), que em 2016 disputou para vereador e perdeu, está sendo bombardeado de críticas em grupos de WhatsApp, inclusive pelos próprios amigos, por causa de comentários, gravados em dois vídeos, com um...

MAIS LIDAS