Ana Lacerda

Expectativas para 2021

Por 06/01/2021, 07h:20 - Atualizado: 06/01/2021, 07h:26

Dayanne Dallicani

Colunista Ana Lacerda

Se teve uma coisa que o ano de 2020 deixou bastante evidenciada, é que o inesperado também faz parte de nossas vidas. Mas, também mostrou que é preciso gestão, planejamento e antever cenários, quando possível, para lidar melhor com eles.

Se estivéssemos no cinema, esta seria a hora do filme em que esperaríamos a virada de mesa, afinal de contas, a angústia e o suspense já marcaram presença demais. E é realmente assim que um dos vislumbres pode acontecer.

A primeira mudança que realmente fará alguma diferença palpável no decorrer desta fase de nossa história é a imunização da população. Caso contrário, trata-se apenas de seguir o fluxo do tempo. Em relação às vacinas disponíveis, tanto a elaborada pela Fiocruz ou a Coronavac, do Instituto Butantã, possivelmente começam a ser aplicadas na população em meados de março, todavia, não se tem um plano para a vacinação em massa e deve ser projetado um plano de priorização. São muitos os desafios de logística e produção, mas estamos muito perto desse momento. Vale lembrar que ainda não chegamos nele, portanto, as medidas de proteção ainda precisam ser levadas a sério.

Com a imunização, as atividades em geral devem ser retomadas, o mercado de empregos deve esquentar e a reversão da crise deve chegar a passos largos, a exemplo do que houve em 2008, com os estímulos econômicos de governos e Bancos Centrais. É desejável que o Poder Público trabalhe no sentido de fortalecer a economia e favorecer aqueles que pretendem investir e se desenvolver.

Segundo o site de investidores XP, permanece o ambiente de juros baixos, a inflação ancorada, a pressão do mercado por novas reformas e prudência no âmbito fiscal, o que deve ajudar na retomada financeira nacional. 

Com a imunização, as atividades em geral devem ser retomadas, o mercado de empregos deve esquentar e a reversão da crise deve chegar a passos largos, a exemplo do que houve em 2008, com os estímulos econômicos de governos e Bancos Centrais. É desejável que o Poder Público trabalhe no sentido de fortalecer a economia e favorecer aqueles que pretendem investir e se desenvolver.

Ana Lacerda

Insta salientar também que se findam programas de transferência de renda, porém há indícios fortes de recuperação do mercado de trabalho. Consoante o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados – CAGED e a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios – PNAD, há uma intensa criação líquida de postos de trabalho, que abrange formais e informais.

Quanto ao setor da agricultura, o Produto Interno Bruto (PIB) deve crescer 3,2% em 2021, segundo projeção divulgada pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), com destaque para milho e soja. Na pecuária, a projeção é de recuperação para todos os segmentos (bovinos, frango, suínos, leite e ovos), conforme dados do mesmo Instituto.

O setor imobiliário, ao contrário do esperado, esteve em franco crescimento em 2020, e deve se manter em 2021. Pelo que parece, ficar em casa realmente mudou de significado; e aqueles que puderam, investiram em conforto nessa área, mantendo o mercado em ascensão.

A educação é outra questão delicada, não se sabe ao certo como e quando serão retomadas as aulas. Tudo fica suspenso enquanto não se tem mais certeza sobre a imunização. A pandemia escancarou as desigualdades e muitos estudantes não tiveram acesso às aulas durante esse período. Restou clara a necessidade de investimento, da aplicação mais organizada de tecnologias.

Os segmentos de turismo e eventos devem ser os últimos a conseguirem se reerguer totalmente. O ministro Paulo Guedes se pronunciou sobre o que se espera para o ano já corrente: “O grande desafio à frente é transformar essa recuperação cíclica em uma retomada do crescimento sustentável. Ou seja, transformar essa onda de consumo que tirou o Brasil do fundo do poço através de ferramentas monetárias e fiscais que utilizamos esse ano para uma onda de investimentos”, afirmou.

Estamos esperançosos com a fala do ministro. Ela confirma o que se espera do governo para 2021, um posicionamento favorável à produção; às parcerias público-privadas; por fim, um Poder Público que trabalhe realmente a favor do bem-estar da população em todas as esferas.

Ana Lacerda é advogada do escritório Advocacia Lacerda e escreve exclusivamente nesta coluna às quartas-feiras. E-mail: analacerda@advocacialacerda.com. Site: www.advocacialacerda.com

Postar um novo comentário

Investimentos em segurança pública

alexandre bustamante 400   Alexandre Bustamante (foto), secretário estadual de Segurança Pública, é enfático ao afirmar que o Estado tem investido em equipamentos e infraestrutura para combater a criminalidade. Segundo ele, a maior prova disso são os projetos que integram o programa MT Mais. Ao todo, devem...

Folha antecipada em Várzea Grande

kalil baracat 400 curtinha   Com o privilégio de ter assumido a prefeitura em janeiro com superávit de R$ 74 milhões da antecessora Lucimar Campos, o prefeito várzea-grandense Kalil Baracat (foto) quitou a folha de fevereiro na última quinta (25), três dias antes da virada do mês. São cerca de...

Grupo de risco em casa até 31 de maio

Em novo decreto, dentro das medidas emergenciais e temporárias de prevenção ao Covid-19, o prefeito cuiabano Emanuel Pinheiro determinou que servidores municipais que integram o chamado grupo de risco não devem trabalhar presencialmente nas secretarias e/ou órgãos da administração. São considerados desse grupo servidores acima de 60 anos, imunodeprimidos e/ou portadores de doenças crônicas e servidoras grávidas e...

Beco do Candeeiro só abrirá em abril

Carlina 400   A secretária municipal de Cultura, Esporte e Lazer, Carlina Jacob (foto), em visita ao Grupo Rdnews, revelou que a revitalização do Beco do  Candeeiro, que foi concluída em janeiro, será entregue à população em abril, nas comemorações dos 302 anos de...

Águas, expansão e investimentos

william figueiredo 400 aguas cuiaba curtinha   O diretor-geral da Águas Cuiabá, executivo William Figuereido (foto), disse, em visita à sede do Rdnews, quando aproveitou para conceder entrevista à tv web Rdtv, que a concessionária já distribui água para toda Cuiabá e que, em quase quatro anos...

Creci combate empresas irregulares

benedito odario 400 curtinha   O presidente do Conselho Regional de Corretores de Imóveis do Estado, Benedito Odário (foto), aproveitou a operação desenvolvida na quinta, com apoio da Polícia Civil e da Decon, para enfatizar que não dará trégua àquelas empresas que, irregularmente,...