Executivo

Sexta-Feira, 04 de Janeiro de 2019, 18h:07 | Atualizado: 05/01/2019, 07h:52

Situação de Insolvência

Governo confirma o escalonamento dos salários e parcela 13º em 4 vezes até abril

O Governo do Estado acaba de anunciar o escalonamento da folha salarial de dezembro dos inativos e ativos, no valor de R$ 552,5 milhões, que deveria ser pagam no próximo dia 10. O remanescente do 13º dos servidores nascidos em novembro e dezembro, dos comissionados e do funcionalismo das autarquias e empresas, que ultrapassa os R$ 127 milhões,  será quitado em quatro parcelas até abril.

O cenário foi descrito pelo governador Mauro Mendes (DEM) em reunião do secretariado realizada ontem (3). O democrata classificou a situação do Estado como de insolvência. 

Escalonamento

No dia 10, o Executivo pagará todos os 33.473 aposentados e pensionistas, independente do valor dos proventos, no valor total de 177, 1 milhões;   aproximadamente 43 mil servidores em atividade que recebem até R$ 4 mil líquidos e seus pensionistas, totalizando R$ 168,5 milhões.

O  Governo do Estado também ratifica o seu compromisso de restabelecer o equilíbrio fiscal, hoje profundamente desajustado, adotando medidas rígidas de controle do gasto público, incrementando a receita pública e combatendo fortemente a sonegação fiscal, de modo a resgatar a pontualidade no pagamento dos subsídios dos servidores públicos e também dos fornecedores

 Já no dia 24, receberão seus proventos 16.531 servidores em atividade que recebem até R$ 6 mil  líquidos, no valor de R$ 73,1 milhões. Por fim, no dia 30, todos os demais 13.063 servidores ativos, no valor total de R$ 133, 6 milhões.

13º salário

O Governo do Estado ainda informa que  o 13º   salário remanescente de 2018, no valor de R$ 127, 2 milhões, será pago em quatro parcelas, nos dias dia 31/01;  28/02, 31/03 e 30/04.  Além disso, promete pagar o  13º  salário referente a 2019   a todos os servidores ativos e inativos no mês de dezembro.  

Desequílibrio Fiscal  

Segundo nota divulgada nesta sexta (4), o  Poder Executivo estadual encerrou   2018, em dados ainda não fechados, com dívidas acumuladas de folha de pessoal, custeio e investimentos no valor aproximado de R$ 2 bilhões, sem o respectivo lastro financeiro, agravado pelo não repasse do FEX por parte do governo federal. Alega ainda que não renovação do Fethab 2 também acarretará redução de receita no mês de janeiro de 2019.

 “O Governo do Estado reafirma o seu compromisso de falar a verdade e ser transparente com as informações de interesse da sociedade e dos servidores, não ocultando a dura realidade financeira pela qual atravessa o Estado de Mato Grosso”, diz trecho do documento.  

O  Governo do Estado também ratifica o seu compromisso de restabelecer o equilíbrio fiscal, hoje profundamente desajustado, adotando medidas rígidas de controle do gasto público, incrementando a receita pública e combatendo fortemente a sonegação fiscal, de modo a resgatar a pontualidade no pagamento dos subsídios dos servidores públicos e também dos fornecedores”, completa. (Com Assessoria)

Postar um novo comentário

Comentários (10)

  • Luiz | Sábado, 05 de Janeiro de 2019, 00h54
    6
    0

    ONDE ESTÃO OS DEPUTADOS SERVIDORES PÚBLICOS DE CARREIRA ELEITOS??? SOMENTE VIMOS ELIZEU NASCIMENTO, JOÃO BATISTA MAS CADÊ DELEGADO CLAUDINEI E PAULO ARAUJO DA SAÚDE? TÃO CALADINHOS OU JÁ MUDARAM DE LADO??? ESTAMOS DE OLHO EM VOCÊS

  • Aladir Leite Albuquerque | Sexta-Feira, 04 de Janeiro de 2019, 23h40
    1
    0

    Eu nunca tive duvidas das três candidaturas ao governo por MT. Em minha campanha para o Senado da Republica fiz vários alertas sobre os planos A B e C enfatizando que as três candidaturas eram farinha do mesmo saco. Ai esta a prova eles se protegem uns aos outros e nem um deles sai perdendo. Uma pergunta! Por que o Mauro Mendes manteve a permanência do Secretario de Fazenda do governo anterior no cargo? Pois é infelizmente o povo votou errado de novo, por não mudar as oligarquias. Agora só em 2022 chomano

  • joaoderondonopolis | Sexta-Feira, 04 de Janeiro de 2019, 23h03
    5
    0

    Falei que nós iríamos ter saudade do ex-governador Taques. E agora? Estamos no mato sem cachorro. Mas penso que ainda está bom, pelo pode vir pela frente.

  • Albino Pfeifer Neto | Sexta-Feira, 04 de Janeiro de 2019, 22h24
    9
    2

    Isto é culpa do INCOMPETENTE do Rogério Gallo. Ele era o Secretário de Fazenda fo Taques. Estao armando um circo pra depois colocar o pagamento na data correta e dizer que conseguiram. Bom como servidor tenho o direito de trabalhar pelo que fui concursado. Chega de dar o sangue pelo Estado. Vou trabalhar apenas naquilo que meu concurso traz como minha função. E nao vou mais comprar material de limpeza pra limpar o escritório.

  • Paulo César Henrique | Sexta-Feira, 04 de Janeiro de 2019, 21h40
    12
    2

    Estavam achando Pedrinho ruim!... Sabe de nada, inocente!!!

  • Elvis Levino da Silva | Sexta-Feira, 04 de Janeiro de 2019, 20h18
    8
    11

    O ex governador Pedro Taques dizia na campanha eleitoral que agora a casa está arrumada, perdeu a eleição, desarrumou tudo. Ainda bem que não foi eleito senão teríamos mais 4 anos preocupados. Torçamos agora para que o atual governador consiga cumprir com as promessas de campanha.

  • Carlos Nunes | Sexta-Feira, 04 de Janeiro de 2019, 19h25
    7
    2

    Afinal de contas o FEX vem ou não vem? Se viesse talvez amenizasse a situação, ou não? Será que alguém já conversou com o BOLSONARO sobre isso? FEX é resultado do Agronegócio...o dinheiro já entrou no caixa do governo federal, POR QUE não veio pra Mato Grosso o FEX até hoje?

  • Alfredo | Sexta-Feira, 04 de Janeiro de 2019, 19h00
    16
    1

    Pelo amor de Deus, o sindicato não pode cruzar os braços, greve geral já, meu carro esta empenhorado por falta de dinheiro para passar o Natal e Ano Novo com minha família, com esse parcelamento não terei como tirar, não é justo só nós de Novembro e Dezembro recebermos parcelado, poe exemplo quem ganha doze mil compensa, e os que ganham menos governador? Cade o Ministério Publico? A eles não estão nem a e né, estão todos com dinheiro no bolso, pra cima deles não vamos aceitar esse parcelamento, socorrooooooo esse Mauro Mente, tira esse galo de la, fora Galooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooo.

  • Benedita da Silva | Sexta-Feira, 04 de Janeiro de 2019, 18h52
    13
    1

    Promessas, palanques, marketing, agora chegou a fatura, e com ela as insatisfações dos prejudicados. Cobranças, paralisações, todos os estados estão com caixa arregaçada, hora de mostrar ser serviço!

  • Eleitor | Sexta-Feira, 04 de Janeiro de 2019, 18h43
    12
    1

    Agora tenho certeza que ele é Homem de palavra: "DISSE QUE PAGAVA O SALÁRIO NO DIA 30 E VAI CUMPRIR".

Matéria(s) relacionada(s):

Prédio da Câmara receberá decoração

misael 400 curtinha   A Câmara Municipal de Cuiabá vai gastar R$ 41 mil com decoração natalina. E quem executará os serviços para deixar o prédio do Legislativo todo iluminado é a Capriata de Souza Lima & Souza, vencedora do pregão eletrônico. Com seus 25 vereadores, 521...

Avalone aposta em Nigro pra prefeito

carlos avalone 400 curtinha   Carlos Avalone (foto), hoje vice-presidente da Executiva estadual do PSDB, está cheio de planos como futuro presidente tucano. Já anunciou que em fevereiro Paulo Borges renuncia ao comando partidário e, então, passa a tocar a legenda no Estado e com a missão de coordenar os trabalhos...

"Choque" de agenda de EP e de MM

mauro mendes 400 curtinha   Prefeitos e primeiras-damas estão sendo convidados para dois eventos programados para o mesmo dia e horário, em Cuiabá. Um partiu do prefeito Emanuel Pinheiro, que entrega 100% do Hospital Municipal de Cuiabá em 18 de novembro, às 20h, e espalhou convites para tanto gestores municipais,...

Mutirão já negociou quase R$ 40 mi

O Mutirão Fiscal Fecha Acordo do Governo de Mato Grosso, em parceria com o Judiciário, já negociou, na primeira semana, R$ 22.430 contratos, somando brutos R$ 37,7 milhões. E, com os descontos, ficaram em R$ 20,8 milhões, sendo R$ 12 milhões à vista. As negociações são feitas por meio da PGE e da Sefaz. O mutirão começou em 1º de novembro e segue até o próximo dia 29. Funciona no segundo...

Parceiros pra eventos de final de ano

emanuel pinheiro marcia 400 curtinha   Esta semana o prefeito da Capital Emanuel Pinheiro e a primeira-dama Márcia, que faz trabalho social voluntário, iniciam a maratona de reuniões com empresários em busca de apoio e parcerias para realização de festas natalinas e do réveillon. A ideia é,...

Fora da disputa e elogios à prefeita

toninho domingos 400 curtinha   Irmão do ex-prefeito Murilo Domingos (já falecido), o empresário Toninho Domingos (foto), que foi vice-prefeito por duas vezes, das gestões Nereu Botelho (94/98) e Jayme Campos (2001/2004), disse neste domingo que não está animado para concorrer à sucessão em...