Executivo

Quinta-Feira, 06 de Fevereiro de 2020, 12h:30 | Atualizado: 06/02/2020, 20h:04

"IMPRATICÁVEL"

Mauro afasta proposta de Bolsonaro para zerar ICMS dos combustíveis: impraticável

mauro mendes bolsonaro 680

Mauro (ao centro Caiado) e Bolsonaro apertam aos mãos em Barra do Garças em visita a MT

O governador Mauro Mendes (DEM) rechaçou a proposta do presidente da República Jair Bolsonaro de zerar os impostos federais sobre combustíveis se os governadores também zerarem a cobrança do ICMS. O preço  cobrado na bomba vem sendo tema de debates entre autoridades dos governos federal e estaduais.

Segundo Mauro, a proposta de Bolsonaro é impraticável. Isso porque o ICMS dos combustíveis representa 25% da receita própria de Mato Grosso, o que é a média dos estados. Já o PIS e o Cofins são apenas 2% dos impostos arrecadados pela União.

“A  proposta do presidente Jair Bolsonaro é muito boa de ouvir, mas na prática é impossível de ser implementada. O ICMS dos combustíveis representa 25% da nossa receita própria. O PIS,  Confins e Cide representam 2% da receita do Governo Federal. Quando ele propõe aos estados, corta 25% que eu corto 2%, me permitam a brincadeira, é como chegar para você e dizer: corta sua perna que eu corto o meu dedinho”, declarou Mauro, durante visita a Assembleia na manhã desta quinta (6), respondendo questionamento do deputado estadual Ulysses Moraes (DC).

A  proposta do presidente Jair Bolsonaro é muito boa de ouvir, mas na prática é impossível de ser implementada

Governador Mauro

Além disso, o governador questionou se os Poderes aceitariam reduzir seus duodécimos em 25%. Também lembrou que caso a proposta de Bolsonaro seja implementada, obras e investimentos na saúde sofrerão cortes drásticos.

“Será que a Assembleia corta 25% do duodécimo? E o Tribunal de Justiça corta 25% do duodécimo? Os servidores cortam 25% do salário? Vamos cortar 25% das obras? Será que todo mundo topa? É possível cortar 25% dos investimentos que estamos fazendo na saúde. Propor ‘corta sua perna que eu corto meu dedinho’ é muito bom de ouvir, mas é impraticável”, completou.  

Nesta semana, Mauro  e outros 21 governadores assinaram comunicado, encaminhado a Bolsonaro, no qual pedem a redução dos tributos federais sobre combustíveis. Eles também reivindicaram a revisão da política de preços da Petrobrás. Por isso, o presidente da República falou em zerar os tributos.

Postar um novo comentário

Comentários (9)

  • Ariel de Assis Silva | Quinta-Feira, 13 de Fevereiro de 2020, 08h29
    1
    0

    Govenador pare de ser falso descarado seje homem tome vergonha na sua cara, vc é tão safado que a sua empresa tinha uma dívida milionário com estado e vc mesmo deu o perdão fiscal a vc mesmo esse estado aqui não merece alguém como vc para o governar vc vai sair e se Deus permitir nunca irá nem ser presidente de bairro

  • Nery | Sexta-Feira, 07 de Fevereiro de 2020, 09h39
    7
    0

    Bom dia Srs, final de ano viagei de carro do Norte de MT onde resido a Porto Alegre RS, posso afirmar, o combustível no meu caso, óleo diesel, mais caro é o de MT. É gritante a diferença de preço em alguns estados comparado com o MT. Mas estou com a consciência tranquila, pois não votei neste cidadão que governo o nosso querido Estado.

  • alexandre | Sexta-Feira, 07 de Fevereiro de 2020, 08h49
    6
    0

    550 milhoes é a mesada anual da AL....se cortar duodécimos, verba indenizatoria, ferias indenizadas em triplo..., aux palitó

  • ARNALDO | Quinta-Feira, 06 de Fevereiro de 2020, 18h06
    7
    0

    VOTEI NESSE GOVERNO . MAS JA ME ARRENDO E MUITO RUIM SO SABE FALAR EM IMPOSTO .PORQUE NAO FALA EM CORTAR SALARIO DELES E AS MORDOMIAS

  • olavo | Quinta-Feira, 06 de Fevereiro de 2020, 17h50
    9
    2

    Vamos fazer um desafio Governador, faz igual dante de oliveira, que baixou o ICMS à 3% do algodão e transformou MT em polo mundial na produção da pluma e gerou empregos... não precisa fazer igual o algodão, baixa o ICMS dos combustíveis para digamos Gasolina e Etanol a 5% e Diesel para 7% vamos ver se não AUMENTA A ARRECADAÇÃO, tem frota de Carretas que saem de MT, e vão abastecer em MS... quantas carretas não passariam a abastecer em MT???... seja mais inteligente governador...

  • olavo | Quinta-Feira, 06 de Fevereiro de 2020, 17h49
    8
    1

    “25% dos valores dos combustíveis é PIS e Cofins, ou seja impostos federais. Os combustíveis representam 30% da nossa receita. Nosso ICMS é de 17%. Então, se a gente pegar esses 17% e baixar para 12%, cada um percentual representa R$ 100 milhões. Então, essa conta ficaria em R$ 500 milhões por ano”, afirmou. FAKE NEWS A ALÍQUOTA DO ICMS É DE 20% DA GASOLINA E ETANOL EM MT... a quem vcs querem enganar? seja homem governador, e topa o desafio do Bolsonaro, e esse papo furado de perda na Arrecadação é balela!!! por que vcs não conlocam na conta o AUMENTO DE CONSUMO COM OS COMBUSTÍVEIS MAIS BARATO NA BOMBA????? quantas pessoas iriam andar de tanque cheio??? quem estudou econômia vai se lembrar a regra básica da oferta e demanda e da curva de equilibrío!!! quanto mais a oferta barata dos combustíveis MAIS aumenta a demanda e ai AUMENTA A ARRECADAÇÃO será que não tem ninguém com cérebro nessa equipe econômica no Governo de MT???????

  • JANUÁRIO | Quinta-Feira, 06 de Fevereiro de 2020, 15h35
    15
    0

    O Sr. confiscou 3% dos salários dos Servidores Públicos, não pagou O RGA de 2018 e pelo que já deixou entre linhas, não pagará o de 2019. Qual a contrapartida do governo nesse caso???????? Existiu??????? no de outros é refresco no do Governo dói, né?????

  • jose | Quinta-Feira, 06 de Fevereiro de 2020, 13h38
    15
    4

    esse governador é uma vergonha para mt é pior que silval e julio campos junto

  • alexandre | Quinta-Feira, 06 de Fevereiro de 2020, 12h57
    17
    1

    baixar o ICMS o MM infarta, ele quer aumentar o ICMS.... sobre alimentos, remedios, combustivel, mas ele já fez.....

DEM agora sem amarras dos Campos

frankes siqueira curtinha 400   Sem o controle absoluto dos Campos, como nas últimas duas décadas, desde quando era PFL, o DEM, que não elege vereador em Cuiabá desde 2004, vive melhores expectativas, agora sob comando da ala ligada ao governador Mauro. É presidido pelo secretário de Estado de Governo,...

O pulo de Elias do PSDB para o DEM

elias santos 400 curtinha   Elias Santos (foto), irmão do deputado Wilson, agiu como estrategista na construção de sua pré-candidatura a vereador por Cuiabá. Concluiu que teria mais dificuldades de obter êxito nas urnas no PSDB porque os dois vereadores tucanos que vão à...

DEM e voz na Câmara após 16 anos

marcelo bussiki 400 curtinha   O DEM (antigo PFL) passa a ter voz na Câmara da Capital 16 anos depois. Aproveitando a janela de março em que a Justiça Eleitoral permite mudança de legenda sem risco de perda do mandato, dois vereadores migraram para o Democratas, sendo eles Marcelo Bussiki (foto) e Gilberto Figueiredo, que...

MDB agora com 2 na Câmara-Cuiabá

juca do guaran� curtinha 400   O MDB do prefeito Emanuel Pinheiro, que não elegeu vereador em 2016 em Cuiabá, agora ganha duas vozes na Câmara. Tratam-se de Juca do Guaraná (foto), militante histórico do nanico Avante que resolveu migrar para a legenda emedebista, e do recém-empossado...

PT segue sem voz na Câmara-Cuiabá

bob pt 400 curtinha   O PT, presidido em Cuiabá por  Elisvaldo Almeida, o Bob (foto), está mesmo "queimado" e sem prestígio. Em meio ao troca-troca de partido entre os vereadores cuiabanos, aproveitando a janela de março, cujo prazo para mudanças para quem deseja se candidatar em outubro encerrou-se neste...

Deputado, única causa e os interesses

xuxu 400 curtinha   Xuxu Dal Molin (foto), deputado pouco atuante e limitado a defender a bandeira do agronegócio, é mais um daqueles que demonstram, na prática, usar a política para beneficiar os seus. De familiares de agricultores, Xuxu bateu duro, se posicionando contra a proposta encaminhada pelo governador Mauro...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você concorda com a decisão de prefeitos, que começam a decretar estado de emergência, fechando comércio, serviços públicos e o transporte coletivo?

sim

não

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.