PARTIDO

Sábado, 17 de Agosto de 2019, 09h:11 | Atualizado: 18/08/2019, 18h:30

Reunião pacifica ânimos no Democratas e diretório em Cuiabá é reconfigurado leia

Gilberto Leite

Coletiva do DEM

Eduardo Botelho, Júlio Campos, Mauro Mendes, Fabio Garcia e Jayme Campos são  a cúpula do DEM em Mato Grosso

Em uma reunião que começou às 17h30 e terminou por volta das 20h30 da noite desta sexta (16) no gabinete do presidente da Assembleia, Eduardo Botelho, a cúpula do DEM alinhou alguns ajustes importantes para que o partido se projete às eleições 2020. A principal decisão foi em torno dos nomes da diretoria do partido em Cuiabá.

No começo da semana, o presidente regional Fabio Garcia, que é 1º suplente do senador Jayme Campos, havia definido alguns nomes, mas considerou apenas pessoas ligadas ao governador Mauro Mendes. Na reunião, nova composição foi aprovada, pacificando os ânimos da ala tradicional do partido, que é liderada por Jayme e seu irmão, o ex-governador Júlio Campos.

A nova composição do diretório municipal contemplou seis indicados pelo governador Mauro Mendes e por Fabio Garcia, mais seis membros indicados por Jayme e Júlio, duas indicações de  Eduardo Botelho e uma pelo líder do Governo, Dilmar Dal Bosco.

Como já estava definido, como presidente ficou o cantor Alberto Machado, o Beto 2 a 1, que ocupa o cargo de secretário de Gabinete do governador. Na vice-presidência, ficou o indicado dos Campos, o advogado João Celestino, desbancando a vaga que tinha sido ocupada pelo ex-vereador e secretário de Estado Domingos Sávio Pereira, que acabou ficando como secretário-geral. O ex-secretário de Fazenda de Mauro enquanto prefeito de Cuiabá, Pascoal Santullo Neto permaneceu na função de tesoureiro.

Já os membros são a ex-deputada e ex-vereadora Chica Nunes, o ex-prefeito, ex-deputado federal e ex-senador Rodrigues Palma, o secretário da Sinfra, Marcelo de Oliveira, o ex-secretário de Mobilidade Urbana da Capital, Thiago França, a irmã de Jayme e Julio, Márcia Auxiliadora de Campos, o sobrinho de Eduardo Botelho, Leonardo Botelho, o cirurgião dentista Rodrigo Vandoni - que é filho da ex-presidente da Ager, Márcia Vandoni, o arquiteto Humberto Costa e Silva, Paulo Traven que é adjunto de Cultura, e Allan Porto que é secretário-adjunto executivo da Seduc.

A reunião contou com a participação dos irmãos Campos, de Botelho, João Celestino, Domingos Sávio e Fábio Garcia, que também representou o governador nas votações. O acordo firmado entre a cúpula do partido também estabeleceu que nenhuma decisão em relação às eleições 2020 será tomada antes de abril do próximo ano.

“Os pré-candidatos que quiserem disputar as prévias do partido tem liberdade para buscar viabilidade e fazer suas alianças. Em abril vamos realizar uma pesquisa e decidir qual é o melhor nome para a disputa eleitoral pela prefeitura”, explica Júlio Campos ao .

Postar um novo comentário

Comentários (5)

  • israel borges | Segunda-Feira, 19 de Agosto de 2019, 07h14
    0
    0

    DEMOCRAS 25 TUDO EM ORDEM A PROZA FOI FEITA ENTRE OS LIDERES EA BOLA JA ESTA PARA ROLAR

  • Mimi | Domingo, 18 de Agosto de 2019, 12h04
    0
    0

    Mimi, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • Cida Cortez | Sábado, 17 de Agosto de 2019, 18h05
    3
    1

    Uso da assembleia para reunião do Dem? Uso da estrutura? Uso de recursos públicos

  • kamila araújo | Sábado, 17 de Agosto de 2019, 17h19
    5
    0

    Manda quem pode obedece quem tem juízo...aprende aí "fabinho".

  • Carlos Gordo | Sábado, 17 de Agosto de 2019, 15h10
    1
    1

    Ainda bem, que a paz voltou a reinar nos meio dos Democratas de Cuiabá, pois fui convidado pelo Julio Campos a filiar no DEM para disputar uma vaga de Vereador em 2020, e já estava querendo desisitir dessa empreitada, mais agora posso ir para a parada.

Matéria(s) relacionada(s):

Lúdio e incógnita sobre quem apoiar

ludio cabral 400 curtinha   Em 2010, com PT rachado, o hoje deputado estadual Lúdio Cabral (foto) não apoiou Carlos Abicalil, do seu partido, para o Senado. Preferiu virar cabo eleitoral de Pedro Taques, que se elegeu. Agora, para este pleito suplementar ao Senado marcado para 26 de abril, para preencher a vacância devido...

Cotado à cadeira de desembargador

francisco faiad 400 curtinha   É forte o movimento nos bastidores entre os juristas, dentro e fora da OAB/MT, pela indicação do nome de Francisco Faiad (foto) pela classe Quinto Constitucional à cadeira de desembargador. Bem articulado e com bom conceito no meio jurídico, Faiad foi presidente da OAB/MT por dois...

Pivetta promete permanecer no PDT

allan kardec 400 curtinha   O empresário Otaviano Pivetta, que se tornou o mais badalado nesta fase de pré-campanha ao Senado por causa da grande logística em torno do seu nome, se encontra numa saia-justa. Para líderes do Podemos com os quais passou a ter afinidade política, como os senadores Álvaro Dias e...

Ao Senado, 2 partidos e apoio para EP

elizeu nascimento 400 curtinha   Elizeu Nascimento (foto), terceiro-sargento PM licenciado, não é nada bobo. Ex-vereador pela Capital e no mandato de deputado estadual, Elizeu hoje controla o DC-MT e ainda levou aliados de confiança para o PSL-MT, partido que ainda está ligado ao presidente Bolsonaro e que só de...

Digital de Selma no apoio para Pivetta

olga lustosa curtinha 400   Mesmo com laços antigos de amizade com Otaviano Pivetta, Olga Lustosa, que está se desligando do cargo de assessora do gabinete da senadora cassada Selma Arruda em Brasília, causou aquele climão dentro do Podemos quando apareceu no encontro do PDT, neste sábado. O ato marcou o...

Fritado ao Senado, Galvan deixará PDT

antonio galvan 400 curtinha   Como já esperado, o presidente da Aprosoja, Antonio Galvan (foto), foi mesmo patrolado dentro do PDT estadual na tentativa de concorrer ao Senado na suplementar de abril. Com a decisão oficial do partido de lançar o vice-governador Otaviano Pivetta à disputa, Galvan agora pensa em sair da...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Na sua opinião, como está indo o Governo Bolsonaro...

excelente

bom

razoável

ruim

péssimo

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.