Polícia

Sexta-Feira, 21 de Junho de 2019, 19h:04 | Atualizado: 21/06/2019, 19h:11

SUPOSTO CONLUIO

Imagens mostram PMs, diretor da PCE e acusado de liderar CV antes de "reunião"

Reprodução

Imagens PCE

Imagens da câmera de segurança, segundo Gcco, mostram diretor da PEC, militares e preso

Um vídeo que mostra policiais militares entrando na sala da direção da Penitenciária Central do Estado (PCE) junto com suspeito de liderar uma facção criminosa é utilizado como uma das provas da Operação Assepsia, que apura a entrada de aparelhos celulares na unidade prisional.

As imagens, feitas pelo circuito de segurança interna da PCE, mostram o diretor da penitenciária, Revétrio Francisco da Costa, com o subtenente Ricardo de Souza Carvalhaes e o cabo Denizel Moreira, ambos da Rotam, e o tenente Cleber de Souza Ferreira, lotado no Terceiro Batalhão.

Junto com eles está, de acordo com a Polícia Civil, Paulo Cesar da Silva, conhecido como Petróleo, apontado como um dos líderes do Comando Vermelho (CV) na Capital.

Nas imagens, é possível ver os cinco homens caminhando em um corredor da PCE, em sentido à sala da direção da unidade prisional. O vídeo foi registrado em seis de junho deste ano, por volta das 15h.

No encontro, eles teriam feito uma reunião que, segundo a Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO) – responsável pelas apurações da Assepsia –, durou cerca de uma hora. O assunto discutido entre eles não foi divulgado pela Polícia Civil.

Os cinco homens que, segundo a GCCO, aparecem no vídeo foram presos durante a Assepsia, deflagrada na manhã de terça (18). Além deles, também foi detido o subdiretor da unidade, Reginaldo Alves dos Santos, conhecido como Peixe, que é acusado de participar do grupo que facilitava a entrada de celulares na unidade prisional.

Outro alvo da operação é Luciano Mariano da Silva, o Marreta. Ele, assim como Petróleo, é apontado como principal líder do Comando Vermelho em Cuiabá. Os dois acusados de integrar o CV, que já estavam presos, foram alvos de mandados de prisão preventiva. Segundo as investigações, eles teriam se beneficiado pelas entradas ilegais de celulares na PCE.

Veja o vídeo do momento em que os homens caminham no corredor da PCE:

Associação nega participação de militares

Por meio de nota, divulgada na última quarta (19), a Associação dos Oficiais da Polícia e Bombeiro Militar de Mato Grosso (Assof/MT) afirmou que os militares presos na Assepsia estavam realizando um trabalho de inteligência para a PM e foram pegos por engano.

“Em conversa com os militares, verificamos que, na verdade, a prisão deles teria ocorrido por um equívoco, pois o que eles teriam ido fazer na unidade prisional era se reunir com o reeducando para colher informações de ações criminosas que estariam prestes a ocorrer em Cuiabá. É importante registrar que esses militares já atuaram em diversas operações com apreensão de drogas e armas, bem como, na prevenção de assaltos a estabelecimentos comerciais”, diz trecho da nota.

A GCCO, porém, reitera que não houve engano nas prisões e afirma que há envolvimento dos militares com os crimes investigados na operação.

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Frank Sabiá | Sexta-Feira, 21 de Junho de 2019, 20h28
    2
    1

    Os Militares querem dizer Então que o próprio Líder do CV iria "Agir" contra os Irmãos ? O GCCO não daria um bote desse se não tivesse as provas necessárias.

Pátio, adversários fracos e reeleição

ze do patio 400 curtinha   O prefeito de Rondonópolis Zé do Pátio (foto), por mais populista, demagogo e com uma gestão avaliada pela maioria como desastrosa, caminha a passos largos para conquista de mais um mandato. Tende a vencer pela lógica do menos pior. Seus virtuais adversários são...

Pode recebe 2 já derrotados em BG

sandro saggin curtinha 400   O Podemos conseguiu juntar em Barra do Garças o grupo de dois já derrotados à prefeitura, Daltinho, que também foi deputado e em 2018 teve votação pífia na tentativa de reeleição, e Sandro Saggin (foto), um "eterno" candidato. Entregue ao ostracismo,...

Câmara de Barra devolve R$ 100 mil

joao rodrigues 400 presidente c�mara barra do gar�as   A Câmara Municipal de Barra do Garças devolveu à prefeitura R$ 100 mil para serem investidos em medidas de combate ao novo coronavírus. O presidente do Legislativo, vereador João Rodrigues de Souza, o doutor...

Auditor assume Secretaria de Controle

demilson nogueira 400   O auditor Newton Gomes Evangelista, servidor de carreira, é o novo secretário de Controle Interno da Assembleia. Ele já respondeu também pela Auditoria-Geral da Casa. Newton assumiu a Controladoria Interna no lugar do ex-prefeito de Ponte Branca, Demilson Nogueira (foto), que deixou o posto...

Cuiabá é a unica com tudo fechado

emanuel pinheiro curtinha   A pressão sobre o prefeito Emanuel Pinheiro (foto) fica agora mais forte para flexibilizar logo o decreto restrito por causa do coronavírus. Ele é o único dos gestores das maiores cidades mato-grossenses que ainda mantém decisão de fechar praticamente tudo na Capital, com...

Deputado põe aliado no lugar do irmão

ronaldo taveira 400 curtinha   Coube ao próprio deputado Wilson Santos indicar um nome para o lugar do irmão Elias Santos, que na última sexta (3) deixou a secretaria de Gestão de Pessoas da Assembleia para concorrer a vereador em Cuiabá. E o ex-prefeito emplacou no cargo que rende R$ 19,9 mil mensais o velho...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você concorda com a decisão de prefeitos, que começam a decretar estado de emergência, fechando comércio, serviços públicos e o transporte coletivo?

sim

não

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.