Polícia

Quinta-Feira, 01 de Outubro de 2020, 15h:54 | Atualizado: 01/10/2020, 16h:23

Comoção

PM mata jovem em Chapada e alega "baderna"; família denuncia excesso

Reprodução

Jonath da Silva Ros�rio

Jonath da Silva Rosário foi morto pela PM na madruga desta quinta (1)

Um jovem identificado por Jonath da Silva Rosário, de 23 anos, morreu após levar um tiro disparado por policiais militares na madrugada desta quinta (1º), no município de Chapada dos Guimarães (a 67 km de Cuiabá).

A vítima foi alvejada durante perseguição após, segundo a polícia, participar de “baderna” na praça Dom Wunibaldo com um grupo de amigos. Ele não resistiu ao ferimento e morreu no hospital.

O crime gerou comoção na cidade e a família aponta excesso da polícia. Segundo informações da PM, a Corregedoria Geral está acompanhando o caso e será instaurado Inquérito Policial Militar (IPM) para apurar a conduta dos policiais.

Afirma ainda que a Corregedoria encontra-se à disposição para atender e ouvir os familiares da vítima.

O crime

Tudo começou quando uma equipe da Polícia Militar estava dispersando pessoas na região da praça, ponto turístico da cidade. Ao retornar para a viatura, os PMs avistaram um suspeito em uma motocicleta Honda subindo a rua em alta velocidade e fazendo algazarras. O rapaz se tratava de Jonath.

De acordo com informações da Polícia Militar, o jovem não obedeceu a ordem de parada e lançou o veículo em direção dos policiais, momento em que se fez os militares realizaram o disparo contra a vítima que mesmo assim seguiu por uma distância de aproximadamente 100 metros e parou sua motocicleta e caiu no chão.

Conforme o boletim de ocorrência, o grupo estava fazendo “baderna” no local, e os militares foram lá para dispersá-los. Após o acontecido, os policiais encaminharam o jovem à unidade hospitalar mais próxima do local, mas Jonath não resistiu e morreu. O jovem não tinha nenhuma passagem na polícia.

A família e amigos de Jonath organizaram uma carreata pela manhã de hoje (01), em frente ao campo de futebol no bairro São Sebastião, para pedir justiça contra, segundo eles, a ação truculenta da PM.

Veja vídeo

Postar um novo comentário

Comentários (4)

  • fabinn | Quinta-Feira, 01 de Outubro de 2020, 18h20
    6
    7

    Indiferente do erro do jovem, andar sem habilitação, ou mesmo empinando a moto, nada justifica o DESPREPARO dos dois policiais, que se acharam no direito de julgar e agiram pela emoção. Isso é o DESPREPARO da Polícia Militar de MT e do Brasil. Policiais sem a mínima noção e achando que, até que se prove o contrário, todo mundo é bandido. A PM tem que dar uma resposta, urgentemente, tem video, i menino não estava fazendo baderna. Cadê a corregedoria da PM? Só afastaram esses policiais? Tem que prender. E a família do garoto, como fica? Cadê os direitos humanos que não serve de nada (quando precisa de verdade)? Isso vai ficar impune?

  • Dos Santos | Quinta-Feira, 01 de Outubro de 2020, 17h15
    7
    9

    Independente da "baderna" se é que existiu uma baderna mesmo ou se consideram baderna apenas empinar moto na rua, nada justifica a ação da policia em atirar no rapaz. Se o rapaz não estava armado e não ameaçou a policia, por que atirar?...que despreparo é esse, não existe outra forma de abordar o rapaz? Família tem que correr de justiça, não pode deixar barato. Como é filho de pobre, pode atirar sem perguntar?

  • RENATA | Quinta-Feira, 01 de Outubro de 2020, 16h40
    10
    11

    Nada justifica a violência contra o rapaz. Porém, infelizmente a grande maioria da nossa juventude, não respeitam nem os pais, quem dirá um professor, uma autoridade policial, enfim... Custava ter parado, mas quer mostrar para os amigos, que está acima da lei.

  • Liz | Quinta-Feira, 01 de Outubro de 2020, 16h35
    15
    9

    Aprendam, jovens! Quer pilotar ou dirigir??? Vá ao DETRAN mais próximo e se informe sobre a 1° Habilitação. Pai e mãe, ensinem seus filhos a NUNCA fugir de uma abordagem policial!!!

Briga eleitoral de parentes em General

renato vilela 400 general carneiro   A briga política, jurídica e eleitoral na pequena General Carneiro, de 14 mil habitantes, está acirrada e envolve, em palanques diferentes, grupos com vínculos familiares. São dois na disputa pela prefeitura. A ex-prefeita Magali Vilela desistiu de tentar de novo o teste das...

Ataques a EP e o revide dos amigos

fabinho 400 curtinha   O empresário Fábio Martins Defanti, o Fabinho Promoções (foto), que em 2016 disputou para vereador e perdeu, está sendo bombardeado de críticas em grupos de WhatsApp, inclusive pelos próprios amigos, por causa de comentários, gravados em dois vídeos, com um...

Luizão e 10 promessas em cartório

luizao 400   O empresário Luizão (foto), candidato a prefeito de Rondonópolis pelo Republicanos, registrou em cartório 10 comprimissos de gestão, garantindo, em caso de eleito, executá-los logo no primeiro mês de mandato. O primeiro deles é de zerar a fila de consultas, exames e cirurgias. E...

Ex-secretários de França sem mácula

roberto franca 400 curtinha   A assessoria jurídica da coligação de Roberto França (foto), que concorre à Prefeitura de Cuiabá pelo Patriota, classifica de mentirosa e irresponsável a notícia de que ex-secretários de França, da época em que comandou a Capital, de 1997 a...

Líderes de Lucas e apoios ao Senado

otaviano pivetta curtinha 400   As principais lideranças políticas da "República" de Lucas do Rio Verde estão divididas nos apoios sobre candidaturas ao Senado. O vice-governador Otaviano Pivetta (foto), recém-desfiliado do PDT, faz campanha pela coronel Rúbia Fernanda (Patriota), propagada como a candidata...

Reeleição difícil em Barra do Bugres

raimundo nonato 400   Aos 81 anos, o piauiense de Campo Maior, Raimundo Nonato (foto), busca renovar o mandato de prefeito de Barra do Bugres pelo DEM. Embora considerado carismático e populista, pioneiro no município e ajudado pela força da máquina pública, Nonato, que já foi prefeito nos anos 82 e 90,...