A FLORESTA ENCANTADA

Sexta-Feira, 25 de Outubro de 2019, 07h:41 | Atualizado: 27/10/2019, 07h:41

PESQUE E SOLTE

9 pousadas de pesca esportiva dão acesso a pescado graúdo de até 30 kg - veja fotos


Enviada Especial a Alta Floresta

João Quental

Alta Floresta - Rd Exclusivo - Cristalino

Cássio Corradi exibe um jaú no rio Teles Pires. Usa roupas e idumentárias próprias para pesca de grande porte. Abaixo, pai e filho posam com um pintado

João Quental

Alta Floresta - Rd Exclusivo - Cristalino

É cada peixe enorme nos rios amazônicos. Alguns chegam a pesar 30 quilos. É por isso que pousadas de pesca esportiva são uma das grandes atrações do turismo em Alta Floresta (a 701 km de Cuiabá) e região.

O início de tudo foi com a implantação da Pousada Thaimaçu, no rio São Benedito, há mais de 20 anos. De lá para cá, outras nove pousadas de grande porte também recebem turistas para modalidade “Pesque e Solte” - um diferencial, já que ninguém leva o peixe para casa ou a fogueira.

Rios da bacia amazônica mato-grossense - Teles Pires, Juruena, São Benedito, Azul e Apiacás - são fartos em pescado.

Segundo dados divulgados este ano durante a Feira do Turismo da Amazônia Mato- grossense, o setor de pesca de esportiva gera mais de 300 empregos diretos com salários que giram entre R$ 2,5 mil a R$ 4,5 mil.

Guias e barqueiros são cadastrados e treinados e boa parte da mão de obra é local. Envolve serviços indiretos como: transporte aéreo, transporte terrestre, restaurantes, venda de artesanatos, barcos, material de pesca.

"Estamos aprimorando as estatísticas, mas podemos afirmar que em 2015 geramos mais de R$ 28 milhões com a pesca esportiva", conta o operador da modalidade, Luciano Cortez Pereira.

João Quental

Alta Floresta - Rd Exclusivo - Cristalino

Charmosas pousadas, como a Teles Pires, às margens do rio de mesmo nome, dão acesso fácil a barcos pesqueiros

As estruturas e logística das pousadas estão centralizadas na região e possuem como suporte a cidade de Alta Floresta é que uma cidade polo e funciona como receptivo, mas os empreendimentos, em torno de oito, nove estão distribuídos entre os rios Teles Pires e Juruena.

O gerente de Marketing da Pousada Teles Pires Lodge, Marcelo Basílio, conta que nos últimos anos algumas pousadas de pesca esportiva estão inovando e associando outras atividades em meses de baixa temporada de pesca. Entre elas, o turismo indígena e a observação de animais. O projeto da Pousada Teles Pires envolve hoje o etnoturismo, levando os turistas a terem uma experiência na Reserva Indígena Kawaip Kayabi, nas margens do rio Teles Pires entre os estados de Mato Grosso e Pará. Na reserva vivem três etnias: Apiaká, Kawaiwete e Munduruku. A Carta de Anuência da Funai que autoriza a entrada de turistas da pousada foi aprovada em 2016 e é renovada de três em três anos. O projeto tem a parceria com a Associação Indígena Kawaip Kayabi.

João Quental

teles pires alta floresta amazônia rd exclusivo floresta encantada

Outras pousadas de pesca esportiva estão implantando a observação de onças e de aves’” A proposta é aproveitar o corredor ecológico da Amazônia Meridional para explorar o turismo de forma sustentável, integrando-se a ideia de ecoturismo”, diz Marcelo. Ao todo são levados 18 pescadores em sete apartamentos com ar condicionado, Wi-fi, TV e alimentação completa. Para a pesca a pousada dispõe de oito barcos que saem com equipamentos de segurança, alimentação e guia. Por ano, a pousada atende 700 turistas, a maioria brasileiros.

O rio Teles Pires banha os estados de Mato Grosso e Pará. Sua nascente fica em Primavera do Leste, tendo uma extensão de 1.457 km até o encontro com o rio Juruena, formando o rio Tapajós, em Barra de São Manoel. É considerado um dos rios mais piscosos do Norte de Mato Grosso.

Gerente Administrativo da Teles Pires Lodge, Lucimar Barreto explica que de janeiro até maio, a abundância de espécies de peixe de couro é maior: jaú, pirarara, piraíba, entre outros. Na metade do ano, os amantes da pesca esportiva podem fisgar os peixes de escama, tais como o tucunaré, tambaqui, cachorra, bicuda, matrinchã. A regra principal é: pescar e soltar. O próximo investimento do grupo é a Pousada Cururu, nas margens do rio Cururu selvagem, afluente do rio Teles Pires com capacidade para apenas 8 pescadores. Localizado no estado do Pará, a Cururu terá tratamento diferenciado, tanto para a atividade esportiva como para a observação de aves.

Postar um novo comentário

Comentários (7)

  • João | Sábado, 26 de Outubro de 2019, 15h28
    1
    3

    Será por que o governo está tão empenhado para aprovar essa Lei de cota zero, será que é para atender o interesse da população, ou para atender o interesse particular dos pescadores da região Sul e sudeste do Brasil, que iram levar todos os pescados do Pantanal para a suas regiões.

  • Armindo | Sábado, 26 de Outubro de 2019, 08h24
    5
    1

    Não se intimidem deputados por conta de meia duzia de vendedora de iscas que ficam agitando as audiências públicas. A população de um modo geral apoia o Cota Zero. Nossos rios estão sem peixes já.

  • Nilton | Sexta-Feira, 25 de Outubro de 2019, 15h36
    7
    1

    Sou a favor da cota zero para o Mato Grosso e para a Amazônia também Vejam como o Dourado voltou no Pantanal depois de só vermos pequenos exemplares Na Amazônia isto está acontecendo com o Tucunaré

  • Bugre | Sexta-Feira, 25 de Outubro de 2019, 14h25
    9
    1

    Marcão, já li besteiras nesses comentários, mas igual ao seu nunca. Vai estudar um pouco, leia mais sobre turismo de pesca pra não passar vergonha. Fica a dica.

  • Maria Figueiredo Gonçalves | Sexta-Feira, 25 de Outubro de 2019, 11h48
    5
    1

    Sensacional a reportagem. Parabéns Rdnews por abrir espaço como este. Sinto orgulho dessa prática do jornalismo.

  • marcão | Sexta-Feira, 25 de Outubro de 2019, 09h04
    6
    12

    Tudo isso para falar que o Cota Zero é a solução... Então é um sucesso atender 700 turistas por ano e enriquecer um dono de pousada, em detrimento disso a tradição de 300 anos de pesca dos ribeirinhos e amantes da pesca será subjugada por cinco anos para os turistas ricos se deliciarem com nossos peixes... Acorda Gato Grosso. Sou pescador esportivo , mas não apoio o Cota Zero...

  • pedro paulo | Sexta-Feira, 25 de Outubro de 2019, 08h22
    6
    1

    Só corrigindo o Rio Tele Pires tem sua nascente no município de Planalto da Serra com o nome de São Manoel !!

Prejuízos para Acorizal de R$ 753 mil

clodoaldo monteiro 400 curtinha acorizal   O conselheiro interino Moisés Maciel concedeu medida cautelar proposta pela secretaria de Controle Externo de Contratações Públicas do TCE, suspendendo de imediato um termo de parceria, em vigor desde 2017, entre a prefeitura de Acorizal e a Oscip Iso Brasil. Foi descoberto...

"Eu não devo um centavo para Júlio"

sergio rezende 680   O empresário e ex-vereador de Chapada dos Guimarães, Sergio Rezende (foto), que foi "enquadrado" pelo cacique político do DEM, Júlio Campos, reagiu, mas sem as críticas duas de antes contra o ex-governador. Irritado pelos ataques feitos por Rezende em um grupo de WhatsApp, Julio gravou um...

Ex-vereador do DEM recua da disputa

ivan evangelista 400 curtinha   O pecuarista e ex-vereador Ivan Evangelista (foto) vai mesmo jogar a tolha. Apontado como uma das apostas do DEM na briga por vaga no Legislativo cuiabano, Ivan não se empolgou, notou dificuldades para se obter êxito nas urnas e vai comunicar a direção do partido de sua desistência da...

Gestão Tatá sob várias irregularidades

tata amaral 400 curtinha   A gestão Tatá Amaral (foto), em Poconé, está sendo marcada por uma série de irregularidades. Uma denúncia feita junto ao TCE pelo auditor público interno municipal, Ademar Vivan Júnior, foi confirmada. Descobriu-se, por exemplo, contratação...

Ucamb é multada por irregularidades

edio 400 curtinha   Numa sessão realizada por videoconferência, o TCE puniu o líder comunitário Édio Martins de Souza (foto) por irregularidades num convênio de 2009 com o Estado. Na época, Édio presidia a União Cuiabana de Associações de Moradores de Bairro (Ucamb)....

PSD reforça nome de Flávio em VG

selleman mathias 400 curtinha psd vg   Chamou a atenção a presença do presidente do diretório do PSD, em Várzea Grande, Selleman Mathias (foto), no lançamento da candidatura do empresário Flávio Vargas (PSB) à sucessão da prefeita Lucimar Campos, nesta quarta. Ao que tudo...

MAIS LIDAS

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

O Governo de MT estuda retomada das atividades escolares presenciais possivelmente em agosto ou setembro. O que você acha?

Estou de acordo

Não - aulas não podem voltar por agora

tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.