ECONOMIA E AGRONEGÓCIO

Segunda-Feira, 11 de Abril de 2016, 12h:00 | Atualizado: 12/04/2016, 15h:41

Em Campo Novo do Parecis

Bolsonaro defende que produtores rurais usem fuzis contra invasões

Gilberto Leite/Rdnews

jair bolsonaro_gilberto leite (4).JPG

Deputado federal Jair Bolsonaro é pré-candidato a presidência da República

O palestrante da 9ª edição da Parecis SuperAgro 2016, deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ), defende a utilização de armas pesadas pelos produtores rurais para se protegerem de invasões. “O que depender de mim, vocês da área rural vão ter fuzil na sua propriedade porque a propriedade privada é sagrada, e é a base da democracia”, afirma o parlamentar em entrevista coletiva nesta segunda (11), na inauguração do evento, em Campo Novo dos Parecis.

Como pré-candidato à presidência da República, o deputado afirma que os adversários o chamam de fascista, racista e homofóbico em razão de não terem outras acusações contra ele. Explica ainda que se lança pré-candidato para tentar mudar o país. “Chega de esquerda, não podemos continuar trocando seis por meia dúzia ou 13 por 45. Agora tem que ser número diferente”, ressalta Bonsonaro referindo-se aos números do PT e PSDB.

Questionado acerca da sua forte aceitação e também pela alta rejeição da população, Bolsonaro explica que quem o “odeia” é porque não o conhece. Exemplificou que está casado há sete anos e que a sua esposa foi “metralhada” pelas colegas, dizendo que estaria casando com um monstro. “E hoje em dia ela continua apaixonada por mim”, justifica.

Em relação ao agronegócio, Bolsonaro afirma que é a locomotiva do país e que é preciso encontrar maneiras de não prejudicar quem quer produzir. “Não há menor dúvida que a crise poderá atingir o agronegócio. Existe a dependência de insumos que vem do exterior porque não pode explorar aqui no país, por questão de licenças ambientais ”, explica.

Solicitado para deixar uma mensagem para a população de Campo Novo do Parecis, Bolsonaro foi sucinto em agradecer e também provocar os homossexuais, com quem trava discussões ríspidas por ser contra os movimentos LGBT. “Um abraço hétero para os homens e um beijo nas mulheres”, provocou.

Programação

A programação segue até o dia 13. Hoje o destaque foi a palestra do deputado federal Jair Bolsonaro (PSC). Amanhã (12) acontecerá o painel “Novos Caminhos para o Mato Grosso”, mediado pelo jornalista Heraldo Pereira, com a presença do governador Pedro Taques (PSDB); do vice-governador Carlos Fávaro (PSD); dos senadores Blairo Maggi (PR) e José Medeiros (PSD); e os deputados federais Adilton Sachetti (PSB) e Nilson Leitão (PSDB). Pela tarde, acontecerá a palestra “Risco de Mercado”, com Guilherme Caldas.

Na quarta (13), estão programadas as palestras: “Os Grandes Desafios da Competitividade no Brasil”, com Marcos Troyjo, e “Como Construir Uma Tropa de Elite”, com Paulo Storani, ex-integrante do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope).

Postar um novo comentário

Comentários (17)

  • JOSÉ | Quarta-Feira, 20 de Abril de 2016, 13h23
    2
    0

    BASE DA DEMOCRACIA É A HONESTIDADE QUE TODOS OS HOMENS QUE OCUPAM CARGOS PÚBLICOS ELETIVOS OU NOMEADOS DEVERIAM TER, PARA NÃO APROPRIAREM ATRAVÉS DAS CORRUPÇÕES E DESVIOS, DO DINHEIRO PÚBLICO. ESSES SIM DEVERIAM SER COMBATIDOS A BASE DE BAIONETA, PQ NÃO MERECEM UMA BALA.

  • Cidadão | Quarta-Feira, 13 de Abril de 2016, 21h38
    6
    3

    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk, Piadista! Porque ele não usa fuzil para acabar com os bandidos do morro do estado dele?

  • alexandre | Terça-Feira, 12 de Abril de 2016, 08h34
    9
    8

    tem como resolver a criminalidade do RJ, é só dar liberdade para a PM e o exercito trabalharem sem direito dos manos e sem frescura de danos colaterais. tem que fechar as fronteiras pra não entrar drogas nem armas, m,as depende do governo federal, se fizer isso prejudica cumpanheiro, é a classe média que paga a conta quer quer fora dilma somos 80 % da população, os vermelhinhos são 8 % e dilma governa apenas para os movimentos sociais. quanto a questão agrária o TCU já denunciou o escândalo de terras com venda e doações de terras para quem não precisa.

  • Maria prestes de jesus | Segunda-Feira, 11 de Abril de 2016, 20h22
    10
    12

    Depois reclama do povo descer o morro. A elite é minoritária, menos de 5% da população, será que aguenta o rojão?

  • Jorge | Segunda-Feira, 11 de Abril de 2016, 18h09
    19
    4

    Por que será que ninguém comenta sobre as terras griladas dos índios e posseiros? Há muito fazendeiro por aí posando de moralista, mas sua terra foram adquiridas por meios ilícitos. Por acaso, ninguém sabe a história de como a família Mendes conseguiu tanta terra? Vamos lá para Diamantino, Alto Paraguai, pesquisar um pouco? E esse Bolsonaro, filhote da Ditadura, o que ele sabe dessa história?

  • José Marques Braga | Segunda-Feira, 11 de Abril de 2016, 18h08
    3
    3

    DE VOLTA AO FUTURO

  • Aloisio | Segunda-Feira, 11 de Abril de 2016, 17h40
    9
    6

    A questão agrária ainda incomoda a sociedade brasileira, principalmente, àquela de mentalidade atrasada, que defende o latifúndio, independente ou não de ser produtivo. A Constituição Federal já resolveu essa situação, há muito tempo, definindo seu marco legal. Além da ignorância, esses eunucos se "borram", quando se fala em conflito agrário. Esquecem que o governo sempre esteve do lado do latifúndio. Apontem um governo que teve a coragem de promover a reforma agrária no país? Um só! Mais ainda, no Senado e na Câmara quem domina a discussão dessa questão são grandes latifundiários, grandes coronéis, agora dono de terra vai propor reforma agrária, em suas terras? Podem se deleitar, as chances de uma reforma agrária no Brasil, nos próximos 500 anos é mínima. Antes de dividir as terras com os pobres, sejam generosos ofereçam a nós educação, saúde pública, transporte de qualidade ... mais dignos, até para que possamos trabalhar para vocês

  • Consciente | Segunda-Feira, 11 de Abril de 2016, 16h58
    15
    5

    Já que ele é tão rigoroso assim. Que resolva os problemas da bandidagem no Rio! Ou então ele deve ter parceria com o bandos do estado dele. É triste ver gente acreditando em um sujeito que sabe conversar fiado!!!

  • Neto | Segunda-Feira, 11 de Abril de 2016, 16h37
    12
    18

    È isso mesmo Bolsonaro!!! Apoiado.

  • Angelo | Segunda-Feira, 11 de Abril de 2016, 15h08
    15
    12

    Os Fascistas estão saindo das suas catacumbas ... todos ouriçados com seu ídolo de "pés -de-barro" ... a história os varrera pra debaixo do tapete ...

Matéria(s) relacionada(s):

5 ensaiam em Cáceres pela oposição

tulio fontes curtinha   Enquanto três tucanos da base do prefeito Francis vivem expectativa por candidatura pelo palanque situacionista em Cáceres, grupos de oposição se movimentam para lançar nomes competitivos. O advogado e ex-prefeito por dois mandatos Túlio Fontes (foto), do PV, demonstra certo...

Base de Francis, Júnior e divergências

eliene liberado curtinha   O prefeito de Cáceres Francis Maris, no segundo mandato e, portanto, fora do projeto majoritário de 2020, não esconde mais de ninguém que o nome preferencial para a disputa à sucessão é do seu secretário de Turismo, Júnior Trindade. E isso não tem...

Prefeito é ovacionado em solenidade

emanuel pinheiro curtinha   O prefeito Emanuel Pinheiro (foto) foi ovacionado nesta segunda (17), durante a solenidade que marcou entrega das chaves das unidades do Residencial Nico Baracat I,  no Jardim Liberdade, região da Grande Osmar Cabral. No geral, 360 famílias receberam as chaves dos imóveis, programa do Minha...

Governador, Nota MT e provocação

mauro mendes curtinha   Ao lançar a Nota MT, programa que estimula e incentiva o contribuinte a pedir nota em toda compra de mercadoria, o que ajuda na cultura do combate à sonegação fiscal, o governador Mauro Mendes (foto) copia para o Estado a mesma proposta implantada em Cuiabá na época em que foi...

Cândida Farias troca MDB pelo DEM

candida farias curtinha   Aos 68 anos, completados nesta segunda (17), a empresária Cândida Farias (foto), segunda-suplente do senador Jayme Campos, está desembarcando do MDB e vai se filiar ao DEM. Apesar da mudança de legenda, ela não tem pretensões de concorrer a cargo eletivo nas urnas de 2020....

Vander forte pela oposição em Tangará

vander masson curtinha   O nome mais forte hoje da oposição em Tangará da Serra, do ponto de vista da densidade eleitoral, é do empresário Vander Masson (foto), que ficou em terceiro lugar para prefeito em 2016 e, no pleito do ano passado, concorreu e perdeu para deputado federal. Filho do ex-prefeito e...

ENQUETE

Tramita na Câmara Federal o projeto 832/2019, do deputado José Medeiros, requentando uma proposta de 2007 do então deputado Jair Bolsonaro, propondo extinguir o Exame da Ordem como exigência para inscrição na OAB e, assim, poder exercer a profissão. O que você acha disso?

Concordo - esse Exame tem de acabar

Discordo - bacharel precisa, sim, se submeter ao Exame

Sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.