ARTIGOS

Quinta-Feira, 13 de Fevereiro de 2020, 11h:24 | Atualizado: 13/02/2020, 11h:31

Olga Lustosa

Enxergamos aquilo que reforça nossas convicções

Olga_200_fora

Cidadãos querem ser candidatos para reforçarem suas convicções políticas, o pregador aborda o fiel baseado em suas convicções religiosas, a família educa de acordo com suas convicções morais. A vida porém, é mais saudável num espaço de múltiplas visões e conflitos.

Temos testemunhado a ascensão do radicalismo por todos os lados e a raiva e polarização são as forças vitais de qualquer movimento radical. Estou sentindo as possibilidades de diálogo cada vez mais reduzidas, a capacidade de entendimento cada vez menos praticada, já nem mesmo tentada. Nos diálogos já não se tenta convencer, apenas marcar divergência.

O tom em que esses ideais são proferidos me irrita infinitamente. Onde quer que estejamos estamos construindo muros de ideais, ideologias, intolerância e não estamos bem intencionados quando propomos diálogo. Diálogo, em tese seria submeter minhas próprias ideias à sua experiência, sem leva-la em consideração.

Sempre queremos ser vistos como certos, sempre certos. Mas como viver a certeza diante do pluralismo, que mais remete a tolerância e ao encorajamento de lançar-se à perspectivas conflitantes?

Sempre queremos ser vistos como certos, sempre certos. Mas como viver a certeza diante do pluralismo, que mais remete a tolerância e ao encorajamento de lançar-se à perspectivas conflitantes? Será necessário aflorar muito mais do que um ajuste ideológico para cultivarmos a coragem necessária para não erguermos cercas entre o que pensamos e o que pensa o outro. Precisamos educar nossos corações para o convício e tolerância.

A sociedade está marcada pela ansiedade, reina uma inabilidade de experimentar profundamente o que nos chega, o que importa é poder descrever aos demais o que se está fazendo, reforçar as convicções exibicionistas. Entre nossas exibições e dos outros, há um contexto a ser explorado, diferenças econômicas e sociais gritantes, cenários e expressões que são reflexos das realidades individuais.

É fundamental notar que nem toda realidade compartilhada é objetiva. A subjetividade eleva os níveis da realidade que revelamos. As convicções são geradas e reforçadas nem sempre com base em valores do conhecimento, mas permeadas pela vaidade e pelo desmerecimento do que é o outro. Uma das razões, pelas quais se atribui relevância e valores a objetos, como casas, roupas e carros. Estes, passam a ter importância porque reforçam e refletem parte do que somos; a superficialidade.

Objetos reforçam convicções. Objetos dão significados a realidade. E assim, o que temos e a forma como percebemos as coisas em nossas mentes, se tornam nossas verdades. Sem dar ouvidos, sem perceber o outro, sem adentrar no mundo do outro, sem sorver conhecimento numa fonte diferente. Não ser capaz de conviver com realidade, ideais e ideologias diferentes é o que tem nos tornado arredios, arrogantes ou ignorantes.

Baseada em suas convicções esdrúxulas, ignorando a relevância da cultura e da leitura, a Secretária de Educação do Estado de Rondônia listou nada menos que 43 obras clássicas da literatura brasileira e as baniu das escolas públicas, por considerar, segundo o estreitamento de sua visão sobre a educação, que os livros contém conteúdos inadequados. Entre os autores estão Mário de Andrade, Rubem Fonseca e Machado de Assis. Partiu ela da premissa egoísta; se eu não gosto, ninguém aqui vai ler.

Classifico como absurda essa ideia de que só existe uma verdade

Classifico como absurda essa ideia de que só existe uma verdade, e esta é a minha. Sobre isso o filósofo francês, Foucault disse que as verdades nunca são livres, são sempre manipuladas e vão gerar formas de comportamentos diversos e constrangimentos.

Todos os assuntos estão polarizados. Ou somos contra ou a favor, ou somos aliados ou adversários ferrenhos. Assim é quando discutimos as questões climáticas, religião, futebol, corrupção, os rumos da economia, indicações ao Oscar e a política segue esta vertente perigosa.

Por mais que sejamos ideológicos, os opostos não precisam se odiar, tampouco menosprezar quem tenta fazer a paz reinar entre eles. Considero conviver um exercício de observação e aprendizado fabuloso. A troca, sem intervenção, me completa. Valores e princípios diferentes agregam sabor a existência. Acho que nasci com a intuição para buscar a sabedoria que está no meio.

Olga Borges Lustosa é cerimonialista pública e escreve exclusivamente neste Blog toda terça-feira - olgaborgeslustosa@gmail.com e www.olgalustosa.com  

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Matéria(s) relacionada(s):

Cotado à cadeira de desembargador

francisco faiad 400 curtinha   É forte o movimento nos bastidores entre os juristas, dentro e fora da OAB/MT, pela indicação do nome de Francisco Faiad (foto) pela classe Quinto Constitucional à cadeira de desembargador. Bem articulado e com bom conceito no meio jurídico, Faiad foi presidente da OAB/MT por dois...

Pivetta promete permanecer no PDT

allan kardec 400 curtinha   O empresário Otaviano Pivetta, que se tornou o mais badalado nesta fase de pré-campanha ao Senado por causa da grande logística em torno do seu nome, se encontra numa saia-justa. Para líderes do Podemos com os quais passou a ter afinidade política, como os senadores Álvaro Dias e...

Ao Senado, 2 partidos e apoio para EP

elizeu nascimento 400 curtinha   Elizeu Nascimento (foto), terceiro-sargento PM licenciado, não é nada bobo. Ex-vereador pela Capital e no mandato de deputado estadual, Elizeu hoje controla o DC-MT e ainda levou aliados de confiança para o PSL-MT, partido que ainda está ligado ao presidente Bolsonaro e que só de...

Digital de Selma no apoio para Pivetta

olga lustosa curtinha 400   Mesmo com laços antigos de amizade com Otaviano Pivetta, Olga Lustosa, que está se desligando do cargo de assessora do gabinete da senadora cassada Selma Arruda em Brasília, causou aquele climão dentro do Podemos quando apareceu no encontro do PDT, neste sábado. O ato marcou o...

Fritado ao Senado, Galvan deixará PDT

antonio galvan 400 curtinha   Como já esperado, o presidente da Aprosoja, Antonio Galvan (foto), foi mesmo patrolado dentro do PDT estadual na tentativa de concorrer ao Senado na suplementar de abril. Com a decisão oficial do partido de lançar o vice-governador Otaviano Pivetta à disputa, Galvan agora pensa em sair da...

Contratos suspensos de 7 prefeituras

domingos neto 400 curtinha   O conselheiro do TCE-MT, Domingos Neto, determinou, até julgamento do mérito, a suspensão de pagamento por sete prefeituras à Oscip Tupã. Ele é relator de uma representação feita pelo Ministério Público de Contas contra as prefeituras de Vera,...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Na sua opinião, como está indo o Governo Bolsonaro...

excelente

bom

razoável

ruim

péssimo

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.