Cidades

Sexta-Feira, 18 de Setembro de 2020, 08h:00 | Atualizado: 18/09/2020, 10h:26

PANTANAL

Com equipe exausta, fogo vem "ganhando quase todas as batalhas" - veja fotos

José Medeiros

Pantanal

Com equipe exausta e o fogo "ganhando quase todas as batalhas", bombeiros e demais brigadistas que atuam integrados - do ICMbio, Sesc e Marinha -  tentam livrar o Pantanal das chamas que se avolumam e movem rapidamente, queimando vegetação e animais. Só no Parque Estadual Encontro das Águas, onde vivem cerca de 80 onças-pintadas, mais de 85% da área está devastada.

A intensidade do fogo diminuiu à noite, devido às condições climáticas. Mas, de dia, ele avança em alguns pontos e a gente consegue extingui-lo em outros

Para aguentar o "tranco", em uma atividade fatigante e perigosa, os 160 envolvidos na operação não ficam tempo todo em campo, cumprem escala. Major Fernando Rodrigues, que estava no comando da operação até esta quinta (18), por 10 dias sequenciais, conversou com o , de Poconé (a 103 km de Cuiabá), na porta de entrada do Pantanal mato-grossense. "A intensidade do fogo diminuiu à noite, devido às condições climáticas. Mas, de dia, ele avança em alguns pontos e a gente consegue extingui-lo em outros e assim vamos em frente", comenta. É como uma guerra mesmo. A operação integrada começou, oficialmente, em 7 de agosto, ou seja, já tem 1 mês e 11 dias.

Equipes usam mangueiras, abafadores, bombas costais, foice e enxada, pá carregadeira e aplicam muita força física, tem que ter resistência. Importante ressaltar que são homens e também mulheres nessa tarefa árdua, ainda sem expectativa de fim. "É a maior operação da qual já participei, quanto à devastação e volume de fogo", avalia major Rodrigues, que tem 13 anos no Corpo de Bombeiros. Nesta sexta (18), ele retorna à Cuiabá, para um descanso e faz a troca de comando.

Vou ser bem sincero, as condições estão mais favoráveis a ele

No salvamento dos bichos, está o coronel Paulo Barroso. Animais feridos e sedentos têm causado bastante comoção no país, dando maior visibilidade à problemática. "Estamos, dentro do possível resistindo ao fogo, mas ele está ganhando quase todas as batalhas, vou ser bem sincero, as condições estão muito mais favoráveis a ele do que a nós, mas é assim: vamos lutando, um dia de cada vez".

José Medeiros

Pantanal

Famílias pantaneiras assistem a tudo assustadas, de acordo com o fotógrafo José Medeiros, que passou 41 dias em Poconé, para registrar as dificuldades que elas já estavam passando devido à pandemia de Covid-19. Somando efeitos pandemia com fogo, ele assegura que a situação é de fome e muitos pequenos produtores rurais resistem por amor à terra. "São 9 meses sem chuva, o rio Bento Gonçalves, que abastece Poconé, para se ter uma ideia, já secou, estão puxando água de outros pontos. Fotografei um senhor de 74 anos que queimou o pé ajudando a apagar o fogo, que dessa vez veio matando tudo. Tudo bem que o Pantanal queima, mas não desse jeito. Já se fala em maior desastre no local, a visão é  apocalíptica", resume.

José Medeiros

Pantanal

Galeria: Pantanal em agonia

 

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • walter liz | Sexta-Feira, 18 de Setembro de 2020, 09h13
    2
    0

    este SITE e toda a imprensa tem é que cobrar mais AÇÃO e atitude dos Governos ,tanto municipal, estadual e federal, so mostrar imagens tenebrosas da destruição causada pelo fogo é pouco, a imprensa tem voz forte, tem que cobrar reforço de contingente humano, maquinas equipamentos, enfim tudo o que for necessario para cessar a tragedia, cobrem até do MINISTERIO PUBLICO, eles estao quietos, não falam absolutamente nada, estão OMISSOS. cobrem que para nos proximos anos as noticias sejam melhores

Direitistas encaram pedreira em 2022

gilberto cattani 400   O xadrez político rumo a 2022 se movimenta e a tendência é que os deputados de direita encontrem dificuldade para se reeleleger. Xuxu Dal Molin, Gilberto Cattani (foto), Elizeu Nascimento, Delegado Claudinei e Ulysses Moraes, nem todos defensores fiéis de Bolsonaro, devem buscar novo mandato em meio...

Mauro, desgastes e projeto à reeleição

mauro mendes curtinha   Não há como negar que o governo Mauro Mendes (foto) enfrenta forte desgaste por causa das medidas restritivas de combate à Covid e, principalmente, devido à exigência da sociedade de maior investimento e planejamento na Saúde. Por mais que o Executivo divulgue feitos e liste...

Thiago, respaldo da igreja e reeleição

thiago silva _curtinha_400   O deputado estadual Thiago Silva (foto) começa a labuta pela reeleição e não terá uma tarefa fácil pela frente. Thiago faz parte do grupo da Assembleia de Deus, que sempre prioriza o colega de Parlamento Sebastião Rezende, que vai tentar o sexto mandato. Curiosamente,...

2 suplentes já estreiam em Cuiabá

alex rodrigues 400   Com menos de quatro meses de mandato, dois dos 25 vereadores cuiabanos reeleitos no ano passado já pediram licença para abrir espaço a suplentes. Diego Guimarães (Cidadania) se afastou por 30 dias. Em sua cadeira está Maysa Leão, do mesmo partido. Marcrean Santos (PP) pediu afastamento...

Governista 2 e o desafio da reeleição

wilson santos 400 curtinha   Wilson Santos (foto), que conseguiu retornar à Assembleia "sangrando" nas urnas de 2018, impactado pelo desgaste pela defesa intransigente do Governo Pedro Taques, se prepara para atravessar outro purgatório no próximo ano, em busca de mais um mandato. O deputado tucano carrega desgaste...

Nobres chora a morte de ex-prefeito

flavio dalmolin 400   A pequena e turística Nobres, de 16 mil habitantes, parou neste Feriado de Tiradentes em comoção pela morte, por Covid-19, do ex-prefeito Flávio Dalmolin (foto). Um cortejo percorreu ruas e avenidas, parou em frente ao estádio municipal Balizão e à prefeitura, onde...