Cidades

Terça-Feira, 01 de Outubro de 2019, 18h:15 | Atualizado: 01/10/2019, 18h:19

Testemunha afirma que madrasta usou herança da enteada para comprar lote

Reprodução/Rdnews

Jaira Gon�alves de Arruda Deddica

Depoimento feito na Deddica aponta que investigada Jaira Arruda teria comprado lote com dinheiro da sua enteada

O depoimento de uma nova testemunha do caso Mirella Poliane Chue de Oliveira, de 11 anos, que teria sido envenadada pela madrasta Jaira Gonçalves de Arruda, 42, presa no dia 9 de setembro, traz novos detalhes para a investigação do caso. Jaira teria pedido autorização a Justiça para sacar R$ 10 mil, de uma conta onde estava depositado a indenização pela morte da mãe da enteada, para usar no tratamento da menina. Porém, a suspeita teria comprado um lote com o valor. 

O depoimento de três páginas foi divulgado pela TV Centro América, na manhã desta terça (1°). De acordo com a lei, os valores da indenização só poderiam ser liberados quando a menina fizesse 24 anos ou em caso de extrema urgência. 

Para conseguir retirar o dinheiro, a madrasta alegou que Mirella estava doente e que os médicos de Cuiabá não conseguiam diagnosticar o problema, portanto, seria necessário que elas fizessem uma viagem para São Paulo. Cerca de R$ 800 mil estavam depositados na conta em questão. 

A mãe da menina morreu no parto em decorrência de erro médico, no Hospital Santa Rosa, na Capital. Em 2019, após 10 anos, o processo foi encerrado, e o hospital foi condenado a pagar o valor à Mirella. 

Na segunda parte do depoimento, a testemunha afirmou que Jaira teria se desesperado após descobrir que o corpo da enteada precisaria ser encaminhado para um exame de necropsia no Instituto Médico Legal (IML).

Entenda o caso 

Um exame pericial confirmou a presença de carbofurano no corpo de Mirella, de 11 anos. De acordo com a Polícia Civil, o pesticida é um dos mais tóxicos do mercado e é comercializado somente através do mercado clandestino. 

Mirella chegou a ser internada nove vezes durante dois meses, até morrer em junho deste ano. No início, o médico que atendeu a menina suspeitou de abuso sexual e, por conta disso, solicitou um exame pericial. A motivação do crime foi o dinheiro da ação movida pelos avós maternos da criança, que ingressaram na Justiça reivindicando indenização. Em 2019, após 10 anos, o processo encerrou, com causa ganha à família.

O valor de obtido, de R$ 800 mil, incluindo os descontos de honorários advocatícios, teria atraído a atenção da madrasta.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Servidores sem pagar os empréstimos

adevair cabral curtinha 400   A Câmara de Cuiabá rejeitou o veto total do prefeito Emanuel e promulgou a Lei 6.547, que suspende por 90 dias o pagamento de parcelas de contrato de crédito consignados tanto dos servidores públicos ativos e inativos da prefeitura quanto da própria Câmara Municipal. A...

Eleição ao Senado junto com municipal

carlos favaro 400 curtinha   A eleição suplementar para uma vaga ao Senado deve ocorrer em MT junto com o pleito municipal, em 15 de novembro. A definição oficial partirá do TSE até o final deste mês. Em princípio, a suplementar estava marcada para abril, mas, por causa da pandemia, foi...

Wellington tem 47 lotados no Senado

wellington 400 curtinha   Com dois meses e meio na cadeira de senador, Carlos Fávaro tem hoje 18 assessores lotados no gabinete, muito aquém do quadro dos colegas Jayme Campos e Wellington Fagundes. O chefe de gabinete de Fávaro é o advogado Irajá Rezende de Lacerda, filho do primeiro-suplente Zé Lacerda....

Cáceres, lockdown e frases de alerta

francis maris 400 curtinha   Em Cáceres, o prefeito Francis Maris (foto) decretou lockdown desde a última segunda, dia 29, como forma de forçar os moradores a permanecer em casa para conter o avanço da Covid-19. Mas as medidas restritivas não estão surtindo tanto efeito na prática. Muitos continuam...

4 prefeitos de MT com coronavírus

luiz binotti 400 curtinha   Pelo menos quatro prefeitos em Mato Grosso já foram diagnosticados com Covid-19. O caso mais recente envolve Luiz Binotti (foto), de Lucas do Rio Verde. Ele aguarda resultado de exames, mas já se encontra em isolamento domiciliar. Com sintomas do novo coronavírus, Binotti decidiu ficar em casa. De um...

Forçando cuiabanos a ficar em casa

emanuel pinheiro 400 curtinha   Acuado por causa do avanço dos casos de Covid-19, o que tem provocado colapso na rede pública de saúde, principalmente em Cuiabá, o prefeito Emanuel Pinheiro (foto) decidiu adotar medidas mais restritivas para conter circulação e aglomerações de pessoas,...

MAIS LIDAS

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Em Cuiabá, o prefeito suspendeu a decisão de implantar rodízio de veículos entre placas pares e ímpares devido à Covid-19. Mas quer debater a ideia. Você concorda com rodízio?

concordo

discordo

tanto faz

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.