Executivo

Sábado, 05 de Outubro de 2019, 11h:54 | Atualizado: 06/10/2019, 08h:33

DINHEIRO PELO RALO

Mauro diz que concluir obras do COT do Pari é inviável para MT: não tem sentido

Gilberto Leite/Arquivo

COT do Pari

Construçãodo COT do Pari teve início em outubro de 2013 e deveria ser concluída em maio de 2014, um mês antes dos jogos da Copa do Mundo

O governador Mauro Mendes (DEM) afirmou que, até o momento, não há nenhuma proposta viável que demonstre utilidade e funcionalidade da conclusão das obras do Centro Oficial de Treinamento (COT) do Pari, em Várzea Grande, na região metropolitana de Cuiabá. Mendes participou de uma vistorias nas construções inacabadas da Copa do Mundo de 2014 neste sábado (5). 

Ele também ressaltou que Cuiabá e Várzea Grande não possuem times de futebol para "exigirem tantos palcos esportivos". De acordo com o governador, há outras necessidades mais urgentes a serem enfrentadas, como obras de hospitais paradas há 35 anos. 

"Mais um COT para a Copa de 2100 ou 2200? Na minha opinião, Cuiabá e Várzea Grande não precisam de mais um centro de treinamento para campeonatos seja lá de natureza for. Tanto que fizemos a Copa sem nenhum deles", afirmou Mauro. 

Questionado se a obra do COT do Pari seria um "elefante branco" de Várzea Grande, o governador disse não gostar de "frases de efeito". O secretário estadual de Infraestrutura, Marcelo Oliveira, também reforçou o posicionamento de Mendes sobre o centro de treinamento e afirmou que, "o ideal" seria que fossem encontrados parceiros para conclusão e administração do local. 

Para ele, o Estado "vive um momento crítico de falta de recursos", por isso, mais gastos não seriam "interessantes" para a máquina pública. 

Gilberto Leite

COT do Pari

Três mil assentos dobráveis e flexíveis estão ao relento, tomando sol e chuva; numerações não existem mais

Obras  

Mauro ressaltou que, em Cuiabá e Várzea, são 16 obras estruturantes que devem ser concluídas até o final do ano. De acordo com ele, com relação as obras da Copa do Mundo de 2014, que foram iniciadas durante a gestão do ex-governador Silval Barbosa, a previsão é que sejam entregues até o final do ano, assim como o COT da UFMT. 

Ele também ressaltou que nenhuma das obras que estão paradas estavam totalmente pagas, já que esse tipo de transação é proibida. O chefe do Executivo explicou que, em alguns casos, o emprenteiro responsável havia, inclusive, recebido menos do que o correspondente aos trabalhos feitos. 

"Colocamos em dia esses pagamentos, fizemos todo o saneamento processual, para que pudessemos retomar as obras, retornamos pagando em dia e os empreiteiros estao trabalhando dentro do cronograma", disse. 

COT do Pari

Até o momento, somente 69,2% da construção do COT do Pari - paralisada desde o início de 2018 - foi concluída. A obra está orçada em R$ 31,7 milhões.

A obra foi executada pelo Consórcio Barra do Pari. O contrato foi encerrado em 30 de abril de 2018. Segundo a Sinfra, houve tentativa de aditar a vigência do acordo, mas a empresa não manifestou interesse.

Postar um novo comentário

Comentários (5)

  • Elpideo | Domingo, 06 de Outubro de 2019, 17h10
    2
    2

    O lugar não comporta uma praça desse porte, o Governo ou a Prefeitura (se o governo entregar) ficarão com os altos custos de manutenção. É provável que vire um elefante branco.

  • Josimar | Domingo, 06 de Outubro de 2019, 12h26
    3
    1

    Será mais um elefante branco absorvendo dinheiro.

  • Cidadã | Sábado, 05 de Outubro de 2019, 20h39
    2
    4

    Parabéns Governador. Chega de $ em obra que não serve pra nada

  • VICENTE VUOLO | Sábado, 05 de Outubro de 2019, 13h55
    5
    2

    Lamentável esse posicionamento do governador. É preciso punir os responsáveis mas terminar a obra. Os jovens precisam praticar esportes... futebol, atletismo... Várzea Grande merece respeito!

  • VALDEMIR DOS SANTOS FILHO | Sábado, 05 de Outubro de 2019, 12h02
    3
    3

    outra coisa que deveriam desistir é deste VLT só é manobra para roubarem mais dinheiro, se tivessem feito o corredor de onibus articulados ja estaria funcionando mais barato e ja teria terminado o hospital citado com o dinheiro do VLT

Matéria(s) relacionada(s):

Avalone aposta em Nigro pra prefeito

carlos avalone 400 curtinha   Carlos Avalone (foto), hoje vice-presidente da Executiva estadual do PSDB, está cheio de planos como futuro presidente tucano. Já anunciou que em fevereiro Paulo Borges renuncia ao comando partidário e, então, passa a tocar a legenda no Estado e com a missão de coordenar os trabalhos...

"Choque" de agenda de EP e de MM

mauro mendes 400 curtinha   Prefeitos e primeiras-damas estão sendo convidados para dois eventos programados para o mesmo dia e horário, em Cuiabá. Um partiu do prefeito Emanuel Pinheiro, que entrega 100% do Hospital Municipal de Cuiabá em 18 de novembro, às 20h, e espalhou convites para tanto gestores municipais,...

Mutirão já negociou quase R$ 40 mi

O Mutirão Fiscal Fecha Acordo do Governo de Mato Grosso, em parceria com o Judiciário, já negociou, na primeira semana, R$ 22.430 contratos, somando brutos R$ 37,7 milhões. E, com os descontos, ficaram em R$ 20,8 milhões, sendo R$ 12 milhões à vista. As negociações são feitas por meio da PGE e da Sefaz. O mutirão começou em 1º de novembro e segue até o próximo dia 29. Funciona no segundo...

Parceiros pra eventos de final de ano

emanuel pinheiro marcia 400 curtinha   Esta semana o prefeito da Capital Emanuel Pinheiro e a primeira-dama Márcia, que faz trabalho social voluntário, iniciam a maratona de reuniões com empresários em busca de apoio e parcerias para realização de festas natalinas e do réveillon. A ideia é,...

Fora da disputa e elogios à prefeita

toninho domingos 400 curtinha   Irmão do ex-prefeito Murilo Domingos (já falecido), o empresário Toninho Domingos (foto), que foi vice-prefeito por duas vezes, das gestões Nereu Botelho (94/98) e Jayme Campos (2001/2004), disse neste domingo que não está animado para concorrer à sucessão em...

Troca da Secretaria-Geral por gabinete

jairo rocha 400 curtinha   Jairo Rocha (foto), que teve atuação marcante em Cuiabá nos 22 anos de militância no PT e hoje filiado ao PSB, pediu exoneração do cobiçado cargo de secretário-geral da Câmara de Cuiabá para voltar a atuar como chefe de Gabinete do vereador Marcelo...