Legislativo

Quarta-Feira, 11 de Dezembro de 2019, 11h:17 | Atualizado: 11/12/2019, 17h:11

Efeito-cassação

Nova eleição custará R$ 9 mi e será feita 90 dias após acórdão, diz TRE - veja datas

A eleição suplementar, que será convocada após a publicação do acórdão que cassou o mandato da senadora Selma Arruda (Podemos), vai custar R$ 9 milhões à Justiça Eleitoral. A informação foi repassada pelo presidente do TRE-MT Gilberto Giraldelli, em entrevista coletiva à imprensa nesta quarta (11) – um dia após o TSE manter a decisão da Corte Estadual, que decretou a perda do mandato dela por crimes de caixa 2 e abuso de poder econômico.

Segundo Giraldelli, os recursos vão ser repassados pelo TSE e a Justiça Eleitoral de Mato Grosso terá um prazo de 90 dias para realizar novas eleições. Como a votação ocorrerá em todo o Estado, o custo é alto. O presidente revela que Selma poderá ser acionada pela Advocacia Geral da União para  obter o ressarcimento dos gastos extras.

Em relação à data da eleição, Giraldelli explica que o TSE baixou uma portaria com possíveis datas para a realização de eleições suplementares em todo o Brasil - 12 de janeiro, 2 de fevereiro, 8 de março, 26 de abril, 10 de maio e 21 de junho. Assim, levando-se em consideração o prazo de 90 dias, e trâmite até a publicação do acórdão, a tendência é que seja realizada em 26 de abril ou 10 de maio.

Uma opção mais remota também seria 8 de março, visto que já estamos em 11 de dezembro às vésperas do recesso forense. " O acórdão leva alguns dias por questões burocráticas, transito internos demoram alguns dias para ser disponibilizados. Ou seja, até que seja até que seja devidamente divulgado. De forma que, qualquer medida em que possamos tomar aqui, no âmbito do Tribunal Regional Eleitoral, nós só vamos poder iniciar os preparativos a partir da publicação desse acórdão", destacou o presidente do TRE. "Qual é a data? Infelizmente nós não podemos no primeiro momento especificar. Vai depender de uma série de circunstâncias. É preciso que tenhamos uma segurança da publicação desse acórdão".

TRE

Presidente do TRE Gilberto Giraldelli

Rafael Zornita, secretário de Administração e Orçamento; presidente Gilberto Giraldelli; e Breno Gasparoto, secretário Judiciário; em entrevista à imprensa

Ele destaca ainda que a Justiça Eleitoral só poderá detalhar melhor o processo eleitoral suplementar após a leitura e estratificação da emenda e dos textos dos fatos que foram proferidos na decisão do TSE.

Caso

Selma teve o mandato cassado por caixa 2 e abuso de poder econômico no pleito de 2018. Foram identificados gastos de R$ 1,2 milhão fora dos registros com serviços de assessoria jurídica e contábil, propaganda e marketing, assessores pessoais, entre outros. No entendimento da maioria dos ministros do TSE, os gastos desequilibraram a campanha que sagrou a juíza aposentada como a mais votada.

Postar um novo comentário

Comentários (4)

  • Franco | Quarta-Feira, 11 de Dezembro de 2019, 21h49
    0
    0

    Gente! A selma tem q pagar a despesa da eleição complementar. Não vai pagar pq é Juiza? Dois pesos e duas medidas

  • Armindo de Figueiredo Filho | Quarta-Feira, 11 de Dezembro de 2019, 18h31
    1
    0

    GASTAR DE NOVO???? Outra eleição ???Bem que poderia ser EVITADO , se os NOBRES PARLAMENTARES do país todo , pensassem mais no país e nos eleitores!!!! Isso, é um baita de PREJUÍZO!!! Pensem!!!!Quantas UTIs, poderiam fazer com essa DINHEIRAMA?????? Não dá mais para COMENTAR....... Fim de Papo ........

  • marta | Quarta-Feira, 11 de Dezembro de 2019, 15h59
    1
    0

    Que estupidez gastar tanto dinheiro. pra nova eleição , sendo q o estado esta tentando economizar. vai na saúde ta tenso. fica complicado .

  • Élson do Vale dos esquecidos | Quarta-Feira, 11 de Dezembro de 2019, 12h01
    0
    7

    Absurdo gastar milhoez com Nova eleição , porque não chamar o terceiro colocado isso é Brasil.

Servidores sem pagar os empréstimos

adevair cabral curtinha 400   A Câmara de Cuiabá rejeitou o veto total do prefeito Emanuel e promulgou a Lei 6.547, que suspende por 90 dias o pagamento de parcelas de contrato de crédito consignados tanto dos servidores públicos ativos e inativos da prefeitura quanto da própria Câmara Municipal. A...

Eleição ao Senado junto com municipal

carlos favaro 400 curtinha   A eleição suplementar para uma vaga ao Senado deve ocorrer em MT junto com o pleito municipal, em 15 de novembro. A definição oficial partirá do TSE até o final deste mês. Em princípio, a suplementar estava marcada para abril, mas, por causa da pandemia, foi...

Wellington tem 47 lotados no Senado

wellington 400 curtinha   Com dois meses e meio na cadeira de senador, Carlos Fávaro tem hoje 18 assessores lotados no gabinete, muito aquém do quadro dos colegas Jayme Campos e Wellington Fagundes. O chefe de gabinete de Fávaro é o advogado Irajá Rezende de Lacerda, filho do primeiro-suplente Zé Lacerda....

Cáceres, lockdown e frases de alerta

francis maris 400 curtinha   Em Cáceres, o prefeito Francis Maris (foto) decretou lockdown desde a última segunda, dia 29, como forma de forçar os moradores a permanecer em casa para conter o avanço da Covid-19. Mas as medidas restritivas não estão surtindo tanto efeito na prática. Muitos continuam...

4 prefeitos de MT com coronavírus

luiz binotti 400 curtinha   Pelo menos quatro prefeitos em Mato Grosso já foram diagnosticados com Covid-19. O caso mais recente envolve Luiz Binotti (foto), de Lucas do Rio Verde. Ele aguarda resultado de exames, mas já se encontra em isolamento domiciliar. Com sintomas do novo coronavírus, Binotti decidiu ficar em casa. De um...

Forçando cuiabanos a ficar em casa

emanuel pinheiro 400 curtinha   Acuado por causa do avanço dos casos de Covid-19, o que tem provocado colapso na rede pública de saúde, principalmente em Cuiabá, o prefeito Emanuel Pinheiro (foto) decidiu adotar medidas mais restritivas para conter circulação e aglomerações de pessoas,...

MAIS LIDAS

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Em Cuiabá, o prefeito suspendeu a decisão de implantar rodízio de veículos entre placas pares e ímpares devido à Covid-19. Mas quer debater a ideia. Você concorda com rodízio?

concordo

discordo

tanto faz

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.