Legislativo

Quarta-Feira, 11 de Dezembro de 2019, 11h:17 | Atualizado: 11/12/2019, 17h:11

Efeito-cassação

Nova eleição custará R$ 9 mi e será feita 90 dias após acórdão, diz TRE - veja datas

A eleição suplementar, que será convocada após a publicação do acórdão que cassou o mandato da senadora Selma Arruda (Podemos), vai custar R$ 9 milhões à Justiça Eleitoral. A informação foi repassada pelo presidente do TRE-MT Gilberto Giraldelli, em entrevista coletiva à imprensa nesta quarta (11) – um dia após o TSE manter a decisão da Corte Estadual, que decretou a perda do mandato dela por crimes de caixa 2 e abuso de poder econômico.

Segundo Giraldelli, os recursos vão ser repassados pelo TSE e a Justiça Eleitoral de Mato Grosso terá um prazo de 90 dias para realizar novas eleições. Como a votação ocorrerá em todo o Estado, o custo é alto. O presidente revela que Selma poderá ser acionada pela Advocacia Geral da União para  obter o ressarcimento dos gastos extras.

Em relação à data da eleição, Giraldelli explica que o TSE baixou uma portaria com possíveis datas para a realização de eleições suplementares em todo o Brasil - 12 de janeiro, 2 de fevereiro, 8 de março, 26 de abril, 10 de maio e 21 de junho. Assim, levando-se em consideração o prazo de 90 dias, e trâmite até a publicação do acórdão, a tendência é que seja realizada em 26 de abril ou 10 de maio.

Uma opção mais remota também seria 8 de março, visto que já estamos em 11 de dezembro às vésperas do recesso forense. " O acórdão leva alguns dias por questões burocráticas, transito internos demoram alguns dias para ser disponibilizados. Ou seja, até que seja até que seja devidamente divulgado. De forma que, qualquer medida em que possamos tomar aqui, no âmbito do Tribunal Regional Eleitoral, nós só vamos poder iniciar os preparativos a partir da publicação desse acórdão", destacou o presidente do TRE. "Qual é a data? Infelizmente nós não podemos no primeiro momento especificar. Vai depender de uma série de circunstâncias. É preciso que tenhamos uma segurança da publicação desse acórdão".

TRE

Presidente do TRE Gilberto Giraldelli

Rafael Zornita, secretário de Administração e Orçamento; presidente Gilberto Giraldelli; e Breno Gasparoto, secretário Judiciário; em entrevista à imprensa

Ele destaca ainda que a Justiça Eleitoral só poderá detalhar melhor o processo eleitoral suplementar após a leitura e estratificação da emenda e dos textos dos fatos que foram proferidos na decisão do TSE.

Caso

Selma teve o mandato cassado por caixa 2 e abuso de poder econômico no pleito de 2018. Foram identificados gastos de R$ 1,2 milhão fora dos registros com serviços de assessoria jurídica e contábil, propaganda e marketing, assessores pessoais, entre outros. No entendimento da maioria dos ministros do TSE, os gastos desequilibraram a campanha que sagrou a juíza aposentada como a mais votada.

Postar um novo comentário

Comentários (4)

  • Franco | Quarta-Feira, 11 de Dezembro de 2019, 21h49
    0
    0

    Gente! A selma tem q pagar a despesa da eleição complementar. Não vai pagar pq é Juiza? Dois pesos e duas medidas

  • Armindo de Figueiredo Filho | Quarta-Feira, 11 de Dezembro de 2019, 18h31
    1
    0

    GASTAR DE NOVO???? Outra eleição ???Bem que poderia ser EVITADO , se os NOBRES PARLAMENTARES do país todo , pensassem mais no país e nos eleitores!!!! Isso, é um baita de PREJUÍZO!!! Pensem!!!!Quantas UTIs, poderiam fazer com essa DINHEIRAMA?????? Não dá mais para COMENTAR....... Fim de Papo ........

  • marta | Quarta-Feira, 11 de Dezembro de 2019, 15h59
    1
    0

    Que estupidez gastar tanto dinheiro. pra nova eleição , sendo q o estado esta tentando economizar. vai na saúde ta tenso. fica complicado .

  • Élson do Vale dos esquecidos | Quarta-Feira, 11 de Dezembro de 2019, 12h01
    0
    7

    Absurdo gastar milhoez com Nova eleição , porque não chamar o terceiro colocado isso é Brasil.

Matéria(s) relacionada(s):

O pinóquio de antes, o aliado de hoje

wilson santos 400 curtinha   Wilson Santos (foto), hoje deputado pelo quarto mandato, está levando porrete de todo lado pela decisão de entrar na base do Governo Mauro Mendes, seu então adversário político dos últimos 15 anos. Ambos, que se enfrentaram nas urnas duas vezes, uma a prefeito e outra para...

França, convite do Pode e suspense

roberto franca 400 curtinha   Roberto França (foto), que exerceu vários mandatos eletivos, entre eles de vereador e de prefeito de Cuiabá, ficou empolgado com o convite para se filiar ao Podemos, inclusive com abertura para concorrer novamente ao Palácio Alencastro. Para evitar conflitos, antes de fazê-lo, o...

Neurilan critica Pivetta e faz campanha

otaviano pivetta 400 curtinha   Em discurso em Tangará da Serra, num evento promovido pela AMM que serviu de palanque eleitoral, Neurilan Fraga disparou críticas ao vice-governador Pivetta (foto), que também pretende concorrer ao Senado. Disse que Pivetta não aceita nem discutir o valor repassado hoje aos...

Evento da AMM para pré-candidatura

neurilan fraga 400   Neurilan Fraga (foto), que aproveita o trunfo de presidente da AMM para tentar projeção política, insiste na pré-candidatura ao Senado, mesmo com a filiação oficial ao PL fora do prazo exigido pela legislação, o que ensejará no indeferimento do registro. E...

Selma, carreata e "ciúmes políticos"

selma arruda 400 curtinha   Quem vê Selma Arruda (foto), senadora cassada por crimes eleitorais, e o ex-senador e federal José Medeiros afinados no Podemos, nem imagina que no pleito de 2018 ela optou por distanciá-lo motivada simplesmente por "ciúmes políticos". Selma carregava o slogan de "Senadora de Bolsonaro"....

Reunião pra debater viabilidade do VLT

wellington 400 curtinha   Após participar de uma reunião na Secretaria Nacional de Mobilidade Urbana, o senador Wellington (foto) revelou que no próxmo dia 10 vai ser realizado encontro com o secretário José Carlos Medalia e com integrantes do Governo de MT para discutir a viabilidade do VLT, cujas obras...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Sobre a senadora Selma Arruda, que teve mandato cassado por caixa 2 e abuso de poder econômico, você acha que ela foi...

ingênua

corrupta

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.