Últimas

Quarta-Feira, 23 de Abril de 2008, 10h:00 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:20

LEGISLATIVO

Deputados suspendem sessão e vão à "festinha"

 Deputados suspenderam a sessão desta quarta (23), por meia-hora, para prestigiar a solenidade de posse da nova diretoria do Sindicato dos Servidores do Legislativo (Sindal). Comeram e beberam à vontade durante a "festinha".

   Foi empossado o servidor Leonir Pereira de Freitas, que venceu a disputa pela presidência do Sindal no mês passado. Ele contou com o apoio explícito de vários deputados, principalmnete do primeiro-secretário José Riva (PP). Leonir vai presidir a entidade no biênio 2008/2009. Ele venceu Edson Ângelo da Silva, o Pepeu, que já foi presidente do Sindal. (Alline Marques)

(Às 10h10) - Volta sessão depois de solenidade de posse

  Voltou há pouco a sessão na Assembléia Legislativa, que ainda está no Pequeno Expediente. A deputada Chica Nunes (PSDB) aproveitou o espaço para parabenizar o novo presidente do Sindal. Já o evangélico Sebastião Rezende (PR) usou a tribuna para ler trechos da Biblía. Por último, o petista Alexandre César alertou sobre a visita do reitor da Unemat, Taisir Karim, para discutir o Plano de Cargos, Carreira e Salários (PCCS).

 O deputado Wagner Ramos (PR) solicitou uma Moção de Louvor ao ministro Gilmar Mendes, que assume a presidência do Supremo Tribunal Federal (STF) em solenidade nesta quarta. Mendes é mato-grossense de Diamantino. Wagner disse que não poderá estar presente, em função de outros compromissos, mas parabenizou o ministro. A solenidade de posse contará com a presença de diversas autoridades, como o presidente Lula e o governador Blairo Maggi, além dos ex-presidentes Fernando Collor, José Sarney e FHC, além dos governadores de São Paulo, José Serra, de Minas Gerais, Aécio Neves, e de Goiás, Alcides Rodrigues. O rei do futebol, Pelé, amigo do ministro Mendes,também é convidado de honra. O evento deve contar com 5 mil convidados.

(Às 11h) - Deputado Riva se revolta e nega "festinha"

   Da tribuna, o deputado José Riva, primeiro-secretário da Mesa Diretora, criticou a nota acima acerca da confraternização promovida pelo Sindal, marcando a posse da nova diretoria. Segundo Riva, a sessão foi suspensa para os colegas prestigiarem o ato e não houve festa. "Trata-se da posse numa entidade que representa os servidores da Assembléia e nada mais justo participar do evento. Acho uma sacanagem dizer que houve festinha. Se isso aconteceu os deputados não participaram", reage Riva, na bronca. Para ele, essas "notícias negativas" são "encomendadas para provocar maior desgaste do Poder Legislativo".

Leonir Pereira, presidente do Sindal(Às 12h15) - Presidente do Sindal distingue AL de periferia

  Em comentário ao RDNews, o novo presidente do Sindal, Leonir Pereira de Freitas, diferenciou bem Assembléia de periferia. "Aproveito a oportunidade para dizer que os deputados não participaram de nenhuma festinha, mesmo porque isso aqui não é periferia. Os deputados apenas prestigiaram uma solenidade de posse da nova diretoria do Sindal", escreve o sindicalista. Ele informou ainda que os deputados não passam fome durante a sessão, já que possuem uma sala exclusiva, na qual são servidos vários tipos de lanches.

Postar um novo comentário

Comentários (14)

  • CIDADÃO DESESPERANÇADO | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Essa patricia deve ser da tchurma das patricinhas,patricinhos,encastelado na AL!!!!!!!! do venha à nos!!!!!!!!!!!!

  • salvador santos pinto | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Entendo que a posse de um sindicato não é uma festinha.

  • CARLOS ROBERTO | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    É O FIM DA PICADA, ESSE DEP WAGNER RAMOS É MESMO DE LASCAR, DEPOIS DE SER PEGO COPIANDO PROJÉTOS DE UMA PARLAMENTAR PAULISTA, AGORA VEM COM ÉSSA HISTÓRIA MOÇÃO DE LOUVOR, VE SE APRESENTE ALGO DE CONSISTENTE QUE POSSA JUSTIFICAR ESSE SEU SALARIO, CASA DO POVO.??? MAIS PAREÇE A CASA DA FARRA.!!

  • leonir pereira de freitas | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    em primeiro lugar gostaria que voce se informasse a respeito daquilo que é divulgado no seu site, e aproveito da oportunidade para dizer que os deputados não participaram de nenhuma festinha, mesmo porque isso aqui não periferia, os deputados apenas prestigiaram uma solenidade de posse da nova diretoria do SINDAL, e também pra dizer que nehum deputado está passando fome,e que na ante sala do plenário há uma sala exclusiva para os mesmos, existindo ali vários tipos de lanches.

  • CIDADÃO DESESPERANÇADO | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Se assembleia tivesse o minimo de credito com a populaçaão isso jamais aconteceria, mas como AL e puleiro de Galinha estão no mesmo nivel é nisto que dá.

    O presidente S. Ricardo até agora esta calado quem disse alguma coisa pra tentar levantar a moral foi o homem que manda mesmo ai na AL o Riva.

  • Valdeir Gomes Vieira | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0


    Festinha não é a expressão correta para descrever a disputa entre duas chapas, em um processo democratico de uma categoria na escolha de seus legítimos representantes perante a parte patronal.
    Pois o ato realizado foi de coroação desta disputa democrática, para dar posse aos membros da chapa vencedora.
    Vamos analisar melhor as palavras no momento de escrever.

    Mas é isso aí Leonir, parabéns e bola pra frente.

  • clodoeste pereira da silva | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Sr. Presidente do Sindal,aí não é mesmo perifería é o local de trabalho dos eleitos pelos nobres e pobres moradores das periferias. Porque não fizeram a festinha no feriado ou fim de semana. Reispeite o dinheiro do povo. Por favor. Há se nós pobres eleitores, não tivesse imprensa imparcial como RDNEWS, nunca iríamos saber dessa e outras. Parabéns!

  • Paulo Mattos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Definitivamente, e graças a Deus, a periferia não é a Assembléia Legislativa, local onde vivem bem-nascidos (ou não tão bem nascidos mas que, com o tempo, e muita argúcia, assim se tornaram) que dispõe de salários, verbas e mais verbas, veículos Corolas à disposição, funcionários os mais diversos, gabinetes luxuosos, amigos poderosos, enfim, tudo o que a riqueza, o fausto, o principesco, pode proporcionar. Na periferia, bem ao contrário, vivem pessoas honestas, simples, trabalhadoras, que tem por obrigação acordarem madrugada, tomarem seus ônibus e se dirigirem a seus trabalhos, onde recebem por salário um pagamento incondizente com a força desprendida e com a capacidade laboral apresentada. Na periferia as pessoas se reunem para festonas ou festinhas com uma diferença abissal dos poderosos parlamentares de nosso Estado: lá, na periferia, as festonas ou festinhas são pagas regiamente com o dinhero do pobre trabalhador, que o faz com prazer porque é uma das únicas formas de divertimento que eles possuem. Na periferia não existem verbas de gabinete, doações de empresários e outros nobres; na periferia não existem patrocinadores para a galinha com arroz, os próprios comensais e participantes, através do sistema de cotas entre eles, planejam e executam suas festas; na periferia a sociedade é realmente igualitária e, se malandros existem, também existem aos borbotões (a Justiça Pública que o diga e nomine os malandros) nos salões principescos de nossos Poderes, principalmente no Legislativo; na periferia existe amor e respeito ao semelhante e o trabalhador que realiza sua festinha não precisa dar explicações à população de Mato Grosso, porque o dinheiro gasto é do suor do trabalhador e se sua família. Na periferia não temos patrocinadores. Na periferia todos somos irmãos. Portanto, não queira esse Presidente do tal Sindal querer enlamear os periféricos os comparando com ele próprio e com os nobres, diligentes e trabalhadores (???) Deputados. A primeira diferença entre os periféricos e aqueles é cristalinamente simples: os periféricos são humildes e HONESTOS.

  • Gilmar | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Este é mais uma diretoria estatizada nunca moveu uma palha com referência a os escândalos envolvendo a AL.Me lembro de um ex-presidente que saiu em defesa dos corruptos.

  • Ademar Adams | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Sou sindicalista e dirigi um Sindicato por oito anos. Sei da importância desta entidades.
    Mas um sindicato não pode olhar apenas para o umbigo dos seu e dos seus associados. Um sindicato deve ter preocupações sociais e interesse pela comunidade e pela Nação.
    O Sindal nos último 12 anos tem se mantido silente uanto às falcatruas denunciadas pelo MP contra os dirigentes da Assembléia. E a única vez que se manifestou, foi para defender os corruptos.
    Logo, como cidadão não posso ter nenhum respeito por este sindicato.

Nobres chora a morte de ex-prefeito

flavio dalmolin 400   A pequena e turística Nobres, de 16 mil habitantes, parou neste Feriado de Tiradentes em comoção pela morte, por Covid-19, do ex-prefeito Flávio Dalmolin (foto). Um cortejo percorreu ruas e avenidas, parou em frente ao estádio municipal Balizão e à prefeitura, onde...

Derrotado ensaia disputa ao Governo

reinaldo morais 400 curtinha   O empresário Reinaldo Morais (foto), o rei dos porcos, está disposto a gastar mais uns milhões com nova candidatura majoritária, agora para governador. No ano passado, concorreu ao Senado e obteve votação decepcionante. Foi o penúltimo colocado numa corrida com 11...

Sicredi recua de comprar praça pública

enilson rios 400 prefeito araputanga   A diretoria do Sicredi nem esperou ser votado na Câmara Municipal o polêmico projeto sobre negociação de uma praça pública no centro de Araputanga para cancelar o negócio. A cooperativa havia "amarrado" entendimento com o prefeito Enilson de Araújo...

Sessão, voto e namoro com cantora

ulysses moraes 400   Na sessão virtual da Assembleia desta segunda, o deputado Ulysses Moraes (foto), do PSL, estava demorando para computar o voto na apreciação de um veto do governador. O presidente Max Russi (PSB), então, cobrou agilidade do colega e brincou, dizendo que agora ele só tem olhos para a Maraisa....

Misal é reeleito para o 10º mandato

misael galv�o 400 curtinha   Após dois anos fora do comando do Shopping Popular, período em que respondeu pela presidência da Câmara da Capital, o ex-vereador Misael Galvão (foto) voltou à direção do empreendimento, que abriga 500 lojas. E, sob forte...

Oscarlino, Pros e "nocaute" em Gisela

oscarlino 400   Na queda-de-braço dentro do Pros por espaço político, o ex-sindicalista Oscarlino Alves (foto) nocauteou a ex-superintendente do Procon-MT, Gisela Simona. Ele foi um dos filiados que não aceitaram apoio a Abílio na disputa de segundo turno para prefeito de Cuiabá, se aliou ao projeto de...