Últimas

Quinta-Feira, 30 de Julho de 2009, 18h:22 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:23

OPERAÇÃO PLUMA

Gaeco aponta que adversário de Diá financiava esquema

   O pedido de prisão de fazendeiros e militares do Vale do Araguaia, encaminhado pelo Ministério Público e Polícia Federal ao juiz federal Julier Sebastião da Silva, revela que um dos chefes do crime organizado na região é o candidato derrotado à Prefeitura de Ribeirão Cascalheira, Adário Carneiro Filho (DEM). Investigações do Grupo de Atuação Especial e Combate ao Crime Organizado (Gaeco), formado por promotores e policiais civis, apontam que a movimentação financeira de Adário é incompatível com a renda declarada entre 2003 e 2005.

   Num dos trechos do relatório, os investigadores chamam atenção para o pagamento de R$ 25 mil efetuado por Adário ao subtenente Adalberto da Cunha e Oliveira, preso com outros cinco militares na Operação Pluma, da PF – saiba mais aqui. O montante seria referente à propina paga aos militares pela desocupação da Fazenda Noirumbá. “Há indícios de que outros servidores públicos (fiscais e oficiais de justiça) também se beneficiaram dos recursos do investigado Adário Carneiro (...), além de proximidade com outros notórios bandidos que agem na região como Gilberto Luiz Rezende, vulgo Gilbertão, Luiz Bang, Camilão, etc” – veja mais aqui.

   Segundo o relatório, as investigações resultaram na prisão em flagrante de Adário por porte ilegal de arma de fogo, sendo que uma delas é de uso restrito. Entre os materiais apreendidos, há documentos que comprovariam pagamentos a policiais e outros servidores públicos. Também teria influência sobre os militares lotados na região.  Na casa dele, os investigadores apreenderam um bilhete com a lista de integrantes da quadrilha que ficariam responsáveis pela segurança da Fazenda Esmeralda, em Porto Alegre do Norte. Adário também seria responsável pelas armas e pagamentos a militares que, por meio de ameaças e torturas, expulsavam grileiros das terras a mando de fazendeiros – leia mais aqui

   Outro trecho do relatório do Gaeco aponta que a família de Adário tinha uma relação próxima com o soldado PM Alexandro Farias Lima, investigado por tráfico de drogas e armas, e por homicídio. “(...) Alguns meses atrás o Sd PM Alessandro emprestou para o Sr Adário Carneiro a importância de R$ 50 mil”, diz o relatório.

   Perseguição

   “Estamos sofrendo uma perseguição política. Somos pessoas simples e honestas e, se meu marido não tivesse disputado a eleição, jamais haveria estas denúncias”, reagiu Maria Dantas Carneiro, esposa do candidato derrotado à prefeitura, Adário Carneiro. Segundo ela, a família é perseguida por Francisco de Assis dos Santos (PT), o Diá, que derrotou Adário por uma diferença de 470 votos, mas acabou sendo cassado por compra de votos e prestação de contas irregulares, além de ser multado em R$ 26 mil.

   “Por ser procurador, o Diá usa o cargo para divulgar inverdades, mas temos consciência da nossa honestidade. Vamos processar o Diá por ingressar com uma representação em que cita meu marido como Comendador do Araguaia. Isso é uma acusação infundada de pessoas que não querem o desenvolvimento desta região. Eles (políticos supostamente ligados à Prelazia de São Félix do Araguaia) perseguem os novos moradores para que desistam e mudem de cidade”, sustentou.

   Diá teve mais de 50% dos votos válidos nas eleições e, com a cassação, o presidente da Câmara de Ribeirão Cascalheira, Daniel Correia Beraldo (PDT), passou a responder interinamente pela prefeitura até que a Justiça Eleitoral determine nova eleição no município. Adário já antecipou que pretende disputar novamente o pleito - confira aqui. "Trabalhamos honestamente. Meu marido é corretor e trabalha com compra e venda de gado. Estou confiante de que vamos provar que nunca tivemos envolvimento com criminosos e grilagem de terras”, assegurou. (Andréa Haddad)

Postar um novo comentário

Comentários (15)

  • Eunice Milhomem | Sábado, 22 de Maio de 2010, 13h03
    0
    0

    Eunice Milhomem, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • RESPOSTA AOS DEFENSORES DO DARIM | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Pessoal pare de falar mal de Adário, ele é homem de bem, coitado, ele nunca ameaçou ninguem, quem está errado e um órgão igual ao GAECO, que nao tem respeito nenhum, eles quase nao tem o que fazer no MT e se preocupa com as ordens de Diá.
    Faça favor, preste atenção no passado negro que todos já conhece do Adário e sua turma, isso não é aceitavel, ou vcs querem tampar o sol com a peneira ou é muito medo do Adário ou são funcionário dele que vem escrever a mando dele, pq ele mesmo nao sabe escreve.
    Ele nao é vitorioso pq teve 2071 votos, ele é um perdedor, pq com todo o poder do lado dele nao conseguir vencer os pobres da prelazia, alem de falta de competencia o povão escolheu um representando dele realmente.
    Diá volta, daí sim será levantado a vida de toda essa quadrilha. Cascalheira nao quer vcs aqui, queremos o povão que sempre trabalhou para uma cidade melhor, ela nao cresceu em relação aos municipios anteriores, devido a esses bandidos que manipulam toda a vida financeira da região e Cascallheira é o quartel general deles, pois é uma cidade bem localizada para esse crime organizado, vale colocar que realmente vcs sao bem organizados, pois pagam os pistoleiros certinho e na data agendada.
    Parabéns GAECO e Polícia Federal.

  • Severino Nonato Do Padre Cícero | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    1
    0

    Vetado por conter expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas.
    Queira, por gentileza, refazer o seu comentário.

  • Maria Dantas koitada | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    COITADINHA DA MARIA... SEMPRE FOI SACO DE PANCADA DO DARIM... VIVE SOFRENDO E AINDA VEM DEFENDER...ÔôH MARIA!!!! NÃO SÃO ACUSAÕES INFUNDADAS O QUE A PF ESTÁ INVESTIGANDO, SÃO FATOS CONCRETOS!!! AS ARMAS QUE A PF APRENDEU NA SUA CASA ERAM DE MENTIRINHA? E DIÁ NÃO TEM NDA COM ISSO.. MESMO O RESTA DA QUADRILHA DO DARIM COMENTANDO QUE SIM...´ESSA QUADRILHA ESTÁ NA REGIÃO A MUITOS ANOS... NÃO É PERSEGUIÇÃO POLÍTICA NÃO! RACIOCINA UM POUCO MARIA!!! PELO MENOSUMA VEZ NA VIDA PQ NEM VICE VC CONSEGUIU SER.. E OLHA QUE VICE NÃO FAZ NDA! DIÁ É HOMEM HONESTO E VAI VOLTAR RAPIDINHO...O POVO QUER LIBERDADE EM RIB. CASC. E QUEREM SIM QUE VCS SUMAM DE CASC. A CIDADE FICARÁ LIMPA! A PROVEITA E LEVA A TURMA DO COITADO DO DARIM TODA COM VC.

  • ROMEU | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Maria, é a GAECO e a PF que investiga seu maridinho bonzinho! Não é qualquer um não que chega e denuncia uma quadrilha do Vale do Araguaia. Não é política não! é crime.. é morte... são famílias mortas e sem o que comer... E daniel tb faz parte! Ele não é bonzinho nada. Não foi o Diá que chamou Darim de Comendador do Araguaia, no processo tem, vc leu a matéria lá em cima? E esse processo não é do ano da política. o que o povo do Darim fez com Diá não é nem um pouco o que Darim faz com o proprio povo da região. Imagina Diá com que vc estava disputando as eleições? que perigo. A maior quadrilha da região senão a do Brasil qd terminarem as investigações. E a Maria ainda defende. Vê ser larga de ser tãntãn e deixa o policia pegar ele logo.. ele te trai demais e vc fica boiando como sempre.

  • Francisco de Assis dos Santos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    É Maria, tadinho do Darim, pessoa honesta, trabalha e anda só com pessoas de bem, nunca bateu em ninguem, não bateu no sócio da Antonio da Canãa por namorar a Luana... E tbm foi o Diá que colocou a arma escondido na sua casa para a polícia Federal encontrar, arma de uso restrito.
    O Diá veio disputar as eleições em 2004 e a operação Pluma começou em 2002, Diá nem pensava em vir para |Cascalheira e realmente nós queremos sim, que pessoas iguais a vcs realmente saiam da nossa região, porque somos pessoas humildes e nossas vidas sao limpo, e a PF pode investigar qualquer coisa em nossas vidas.
    Maria, pelo amor de Deus, vc é uma mulher inteligente, deixa que a PF leve o Darim e vc pode ter sua vida em Paz, sem apanhar dele, sem ele adulterar. Não diz mais nada e se puder contribua com a PF, assim será mais fácil para todos nós e Cascalheira, já deu um Não, bem sonoro nas urnas contra a essa bandidagem...

  • Tadeu | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Este negócio de grilagem na região do Araguaia ainda vão descobrir coisa de pessoas muito influente do estado de MT.
    Aguardem, cada dia novas descobertas.
    Há pessoas que não estão nem dormindo direito. Eu confio na polícia federal.

  • Ademar Adams | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Já havia escrito neste RDN que o candidato derrotado por Diá era suspeito de usar a polícia e a Justiça contra a vontade do povo de Ribeirão Casalheira.
    Que dio o TJ vai investigar esse juiz de lá?
    Ou será preciso que seja notificado o CNJ?
    Abrao o olho do Mariano Travassos, senão vai sobra mais uma para o vossa administração.
    Eo que nos diz o Procurador Eleitoral Federal sobre as falcatruas que resultaram na cassação de dia?
    Com a palavra o Dr. Nogami...

  • JUNIOR | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Parabéns ao GAECO e a PF, masi uma vez mostraram que, quando as forças se juntam, não tem para a criminalidade.
    Mato Grosso precisa de união para vencer a malandragem de terno e gravata.
    Darim, nunca mais vai ser o mesmo...

  • Batman Do Tijucal | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Ano que vem é ano político. Quero ver a hora em que Gilbertão e Camilão resolverem abrir o bico contra quem quer que seja metido nesta lama e o respingo vir ao noticiário. Até gora as notícias envolvem gente do DEM, do PR, e do PT. Vamos aguardar os próximos capítulos.

Fernanda em almoço com Bolsonaro

fernanda 400 bolsonaro curtinh   A coronel Fernanda, candidata à senadora pelo Patriota, almoçou com Bolsonaro nesta sexta, em uma fazenda, em Sorriso. A militar foi a única que teve o apoio declarado do presidente na eleição suplementar ao Senado que acontece em 15 de novembro. Mais cedo, por volta das...

Prefeita cobra duplicação e ferrovia

rosana_curtinha   A prefeita de Sinop Rosana Martinelli aproveitou a visita do presidente Jair Bolsonaro na Capital do Nortão para cobrar uma solução para a duplicação da BR-163, sob concessão, e também pediu empenho na Ferrogrão e a implementação de porto seco na cidade. O...

Podemos se alia à esquerda em Barra

sandro saggin 400 curtinha   O direitista Podemos, comandado no Estado pelo deputado Medeiros, fechou coligação com partidos de extrema esquerda em Barra do Garças, como PC do B, PT e Pros. Sandro Saggin (foto), até então pré-candidato a prefeito pelo Pode, recuou e compôs com o grupo liderado pelo...

Coordenador quer mostrar obras de EP

vanderlucio curtinha   Coordenador da campanha de Emanuel Pinheiro à reeleição, Vanderlúcio Rodrigues (foto) garante que o grupo vai focar na divulgação de propostas e não fará ataques pessoais aos 7 adversários. O ex-secretário de Obras Públicas avalia que o grupo...

Tucano ainda com sequelas da Covid

ricardo saad curtinha 400   O vereador cuiabano e presidente do PSDB na Capital, Ricardo Saad (foto), segue na luta para reverter as sequelas deixadas pela Covid-19. Mesmo Dois meses após ser infectado, diz que 53% do seu pulmão ainda está comprometido e que, por isso, sente muita falta de ar. Candidato à...

Tentando golpe político em Tangará

amauri 400 curtinha   O deputado estadual Paulo Araújo (PP) sofreu uma tentativa de golpe vinda de uma pessoa em quem ele confiava totalmente, o seu ex-assessor Amauri Paulo Cervo (foto). Até há poucos dias, Amauri estava lotado no gabinete do deputado, na AL, quando se licenciou com intenção de concorrer...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você está animado para votar nas eleições de novembro?

sim

não

nem sei!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.