Últimas

Segunda-Feira, 01 de Junho de 2009, 19h:36 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:23

INFRAESTRUTURA

Governador envia projetos de R$ 650 mi para o Planalto


Blairo Maggi manterá reuniões diárias; ele falou à imprensa ao lado dos secretários Yuri Bastos e Baiano Filho (à esquerda), além de Carlos Orione, do vice-governador Silval Barbosa e de Eumar Novacki (à direita)
Foto: Edson Rodrigues

   O governador Blairo Maggi disse nesta segunda (1º), em coletiva no Palácio Paiaguás, que já apresentou projetos de infraestutura na ordem de R$ 650 milhões ao Ministério das Cidades visando a estruturação de Cuiabá para receber jogos da Copa do Mundo de 2014. Do montante, 500 milhões estão garantidos. "Primeiro vamos priorizar as obras físicas e, num segundo momento, qualificar os funcionários do Estado. Vamos fazer tudo que for possível para não envergonhar a Fifa", apontou. A preocupação do governador deve-se ao fato do número oficial de subsedes ser de apenas 10 cidades. "O presidente da CBF, Ricardo Teixeira, conseguiu sensibilizar a Fifa a aumentar este número para 12. Mas, com certeza, as cidades que não cumprirem o cronograma da entidade serão cortadas e Mato Grosso não estará nesta lista. Faltam apenas três anos e meio e, por isso, precisamos trabalhar seriamente nesta segunda etapa".

   Apesar de ressaltar que não irá priorizar investimentos, já que todas as áreas são importante, Maggi destacou que Cuiabá contará com um novo hospital. Também serão criados pontos de policiamento em toda a cidade e nas áreas turísticas da Baixada Cuiabana. "Os servidores da segurança serão habilitados a falar inglêns e espanhol". Segundo o governador, os projetos têm que ser definidos este ano para serem implementados a partir de 1º de janeiro de 2009. "Não podemos começar o próximo ano sem obras porque o tempo é curto", alertou. Segundo ele, o governo federal já anunciou que vai disponibilizar recursos para o PAC da Mobilidade Urbana.  "Este dinheiro virá para as obras de mobilidade urbana". Dentre os projetos que serão priorizados, está a construção de uma  via rápida que ligará o aeroporto internacional Marechal Rondon, em Várzea Grande, ao estádio Governador José Fragelli, o Verdão. Esta é uma das exigências da Fifa, já que o tempo gasto pelas equipes e turistas entre o aeroporto e o estádio não pode ultrapassar 15 minutos. Outro megaprojeto será a implementação de um metrô de superfície que ligará o aeroporto às quatro regiões da cidade (Norte, Sul, Leste, Oeste). "Serão necessário, pelo menos, R$ 2 bilhões para este projeto virar realidade. Vamos buscar os recursos junto ao setor privado", disse o secretário estadual de Desenvolvimento do Turismo, Yuri Bastos.

   Conforme Yuri, a primeira obra deverá ser a construção de um novo complexo esportivo no lugar onde está localizado o Verdão. "O processo de licitação deve ocorrer em dois meses. Agora vamos finalizar o projeto que ainda precisa de ajustes". No total, serão investidos R$ 350 milhões na obra. Serão construídos ainda outros quatro complexos de treinamento ao custo de R$ 100 milhões. Em ambas as obras, os recursos serão provenientes do chamado Fundo Pró-Copa, que hoje tem R$ 100 milhões. "Não acredito que o complexo que substituirá o Verdão será um elefante branco depois dos jogos. Acredito que a estrutura vai fomentar as práticas esportivas e culturais na capital mato-grossense", avaliou o presidente da Federação Mato-grossense de Futebol (FMF), Carlos Orione. Segundo ele, o estádio Verdão vai ser demolido até o final deste ano e as obras começam em janeiro de 2009. (Patrícia Sanches e Andréa Haddad)

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • jeanbruno | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    so nao deixa o wuilson pinóquio meter a mao nessa grana eu vi dia 31 no chopao a cara de alegria dele .mas nao era por cuiaba ser uma das sede sim porque ele ta louco para passar a mao na grana. abre o olho blairo afinal voce mesmo disse que o wuilson e sua equipe nao soube administrar o pac entao nao é certo deixar ele adminisrar o projeto da copa. sai forra wuilson olho gordo por verdinhas.

Ibope vê falha na pesquisa de Cuiabá

abilio 400   A  última pesquisa Ibope sobre intenção de voto para prefeito de Cuiabá, divulgada na sexta passada (16) pela TVCA, cujo resultado destoa muito de outras amostragens, foi feita por telefone. E, por causa disso, o próprio instituto, em nota de esclarecimento publicada no próprio site,...

Medeiros x Fernanda e o bolsonarismo

jose medeiros 400 curtinha   Não são apenas Carlos Fávaro (PSD) e Nilson Leitão (PSDB), que se auto-combatem, com um tentando desconstruir a candidatura do outro na corrida pela única vaga em disputa ao Senado. Como num ringue de boxe, José Medeiros (foto), do Podemos, e coronel Fernanda (Patriota)...

Leitão x Fávaro sob efeito-Bolsonaro

nilson leit�o 400   O ex-vice-governador e hoje senador interino Carlos Fávaro (PSD) e o ex-prefeito sinopense e ex-deputado federal pelo PSDB Nilson Leitão (foto) travam uma guerra eleitoral, com críticas mútuas, como se só existissem os dois na disputa para o Senado, quando, em verdade,...

Leverger e ex em palanque separado

francieli magalhaes 400 curtinha   Dois candidatos em chapas majoritárias em Santo Antonio de Leverger, hoje em palanques diferentes, já estiveram juntinhos na vida particular. O empresário Ademilson Dantas de Matos (PV), vice da chapa de Franklin Luis Carvalho (PSDB), foi casado com a petebista Francieli Magalhães...

Prefeito cuiabano vira saco de pancada

emanuel pinheiro 400 curtinha   O prefeito cuiabano Emanuel Pinheiro (foto), que busca a reeleição e havia iniciado a campanha como grande favorito, inclusive com expectativa de ganhar no primeiro turno, se transformou em saco de pancada. Além de Abílio Júnior que o critica e ataca o tempo todo, o que acabou o...

Dal Bosco com 3 na disputa em Sinop

dilceu dal bosco 400 curtinha   Neste pleito eleitoral, a família Dal Bosco se dividiu em três grupos de apoio em Sinop, a chamada capital do Nortão. O ex-deputado estadual Dilceu Dal Bosco (foto) coordena no município e região a campanha à reeleição do senador Carlos Fávaro (PSD). O...

MAIS LIDAS