Últimas

Quarta-Feira, 12 de Março de 2008, 07h:20 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:19

ESPORTE

Governo libera R$ 800 mil, mas encurrala Orione

  Torcedor fanático do Inter, o governador Blairo Maggi resolveu ceder as pressões e autorizou a liberação de R$ 800 mil aos 20 clubes de futebol profissional que participam do Campeonato Mato-Grossense-2008. Mas, além de uma fatia menor (nas temporadas de 2006 e 2007 era R$ 1,2 milhão), Maggi ainda impôs uma condicionante. Exige que a Federação Mato-Grossense de Futebol, conduzida há várias décadas pelo vascaíno Carlos Orione, preste contas, em nome dos times, da aplicação dos recursos. Essa regra extra-lei, vai constar entre algumas normas que serão criadas pelo Conselho Estadual de Desporto, a quem caberá disciplinar a distribuição do dinheiro. Há muitas denúncias sobre irregularidades quanto ao destino dos recursos.

   A autorização foi oficializada nesta segunda (10), por meio da Lei 8.840, com regras um tanto superficiais. Define apenas que serão R$ 800 mil, sendo R$ 400 mil a serem rateados entre os 20 clubes que participam da primeira fase do campeonato. Estão previstos R$ 180 mil para os 12 que se classificarem à segunda fase e R$ 80 mil aos 8 que forem para repescagem. Estava definido também o rateio de R$ 90 mil aos 6 que se classficarem à terceira fase. O campeão leva R$ 35 mil e, o vice, R$ 15 mil.

   O governador não queria autorizar qualquer ajuda financeira. Ele estava na bronca porque alguns dirigentes de clubes deram calote em restaurantes e hotéis e, nas visitas ao interior, a cobrança recaiu pessoalmente sobre os ombros de Maggi. A alegação dos empresários era de que os presidentes não tinham quitado dívidas porque o governo não teria feito repasse dos recursos. Maggi contestou e chegou a anunciar que, diante de tantas reclamações, não iria mais liberar ajuda financeira.

   Antes, o Estado patrocinava R$ 1,2 milhão para 12 times, o que rendia R$ 100 mil para cada um. Agora que o número de participantes do campeonato aumentou para 20, a maioria de olho no dinheiro do Estado, o governo resolveu reduzir o valor para R$ 800 mil a ser rateado.

  O crédito orçamentário, que advém do Tesouro do Estado, será aberto na secretaria de Esportes e Lazer, sob Baiano Filho. Os recursos deverão ser aplicados nas despesas com transporte, alimentação e hospedagem e repassados mediante convênio com a FMF.

Postar um novo comentário

Comentários (7)

  • Vilson | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    800 mil dá para comprar muito remédio pra gente que precisa, por exemplo.

  • Sérgio | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    O Governo já investiu muito dinheiro no futebol(??) de Mato Grosso, e nenhum clube sequer passa da 1ª fase da Copa do Brasil e do Brasileiro da 3ª divisão... É previso investigar esta situação!!!

  • Antonio Carlos | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    "Com todo esse dinheiro", sabe na onde os times do estado de Mato Grosso vão chegar? em lugar nenhum. Cadê a reativação da tal de Lemat? Essa loteria sim, resolveria o problema da falta de grana para o esporte desse estado. Não vê como é no Rio de Janeiro?
    Como esta a regularização desse jogo? com a palavra quem souber.

  • Ivan Deluqui | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Colocar dinheiro publico em jogo, isso não se faz o incentivo ao esporte não passa por dinheiro do poder publico, e sim com a organização dos clubes isso sim, procurar sócios, fazer promoções e principalmente parcerias com empresas privadas, como um bom clube que tem dirigentes honestos faz, e não vim padir e usar os torcedores a fazer pressão nos gestores a tirar verbas publicas para sanar dividas que o proprio clube fez, isso é uma vergonha como dizia apresentadorde jornal.

  • Mayaluh Mendes Milhomens | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Parabéns ao nosso Governador Blairo, pela ajuda aos times que participam do Campeonato Estadual, eu como Mixtense de corpo alma e coração, agradeço o incentivo.
    Mas vejo hoje como o nosso futebol caiu muito, pois frequento estadio dester a epoca do meu pai como diretor do Palmeiras do Porto, e ex esposa do volante Humberto do mixto, onde com amor dedicamos muito ja lavei até uniforme do mixto sabia,mais foi com prazer, Hoje vejo um verdão de pouco publico, e esses diretores que entram so para fazer nome, ganhar votos, gostaria que assumise tanto a federação como o Mixto, alquem que vai melhorar o nosso futebol,que quer colocar seja qual for o time no brasileirão, e procurar fazer com que a toricida participe novamente dos jogos, como a gente ve em outros estadios no Brasil.
    Obrigada Governador pelo apoio ao futebol matogrossense.

  • zannone borges | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Caro e NOBRE Governador...
    com esta atitude é o mesmo que desvestir um santo e vestir outro... não resolve o problema. Nunca na historia deste país, se viu um time de futebol se erguer com dinheiro e recursos publicos... CRIE, INVENTE, ADMINISTRE UMA SISTEMA DE LOTERIA PARA O INCENTIVO DOS TIMES, busque parcerias de grandes industrias e empresas DA PRÓPRIA AMAGGI K-TAL?
    ISTO TAMBEM É TURISMO SR YURI! e pelo amor de DEUS acabe com o cancer do futebol matogrossensse que se chama CARLOS ORIONE, que não deixa o futebol deste estado alavancar, até parece que é contra... sera?

  • jorge maciel | Quarta-Feira, 31 de Dezembro de 1969, 20h00
    0
    0

    Condicionar liberação de recursos para a Federação de Desportos de MatoGrosso (FMF) é uma mdida acetada plo governo, ma é preciso ir além disso. A simples prestação de contas, por exemplo, sem auditoria específia, de nada vale. É sabido que nenhuma conta da FMF, em décadas que o sr. carlos Orione pilota a entidade, bate. Engraçado como a contradição é tamanha no futebol. Enquanto o presiente da FMF, carlos Orione viaja, cresce, prospra (o que é uma coisa boa e natural), o futebol se perde no fundo do poço. Não é necessário dizer que a FMF ´um poço sem fundo, que recbe rcursos da CEF, da CBF , do governo, dos times e se mantém falida (enquanto seus dirigents multiplicam seus patrimônio).
    O govrno, asim, deveria "conta-gotear" as verbas mediante constatação técnica e sevra da aplicação de rcursos. De outra foma, serão mais recursos que vão entrar nos cofres (ou Contas correntes) da FMF e se desintgrar nos corredores da desorganização, oportunismo e esperteza).
    Sou contra a distribuição do dinhiro público nos moldes que está sendo poposta

Governo "desmama" senador do Dnit

wellington fagundes 400   O Governo Bolsonaro conseguiu, enfim, "desmamar" Wellington Fagundes (foto) do Dnit. Há décadas, entra e sai governo e o ex-deputado federal por seis mandatos (24 anos) e no cargo de senador desde 2015 vinha indicando apadrinhados no cargo de superintendente regional do Dnit em MT. O último foi Orlando...

Ex-deputado demitido de assessoria

luiz soares 400   O ex-deputado Luiz Soares (foto), hoje com 63 anos, foi exonerado do cargo de assessor parlamentar do contemporâneo Wilson Santos. Ganhava quase R$ 10 mil brutos. Estava lotado no gabinete do deputado tucano havia quase dois anos. Soares é pensionista do extinto Fundo de Assistência Parlamentar, ganhando...

Arsec concede reajuste; prefeito veta

alexandro adriano arsec 400   No último dia 22, a diretoria-executiva colegiada da Agência Municipal de Regulação de Serviços Públicos Delegados de Cuiabá (Arsec), presidida por Alexandro Adriano Lisandro (foto), aprovou índice de reajuste de 2,21% nas tarifas de água e esgoto. E...

Novo ensaio do privilegiado Neurilan

neurilan fraga 400   Neurilan Fraga (foto) transformou mesmo a AMM não apenas num cabide de emprego, mas numa entidade para, em alguns casos, atender a seus interesses pessoais. Ali, investido no cargo de presidente, inclusive já pelo quarto mandato, mesmo não sendo mais prefeito, ele se articula politicamente o tempo todo....

Dobradinha no Podemos pela reeleição

claudinei 400 curtinha   Eleito deputado na onda Bolsonaro, o delegado de Polícia Claudinei de Souza Lopes (foto) resolveu deixar o PSL e vai se abrigar no Podemos. Sonha com a reeleição. Sua estratégia é trabalhar o que se chama de dobradinha eleitoral com o deputado federal José Medeiros, especialmente em...

Valtenir atrai lideranças para o MDB

valtenir pereira 400   Mesmo sem mandato eletivo, o ex-vereador pela Capital e ex-deputado federal Valtenir Pereira (foto) continua se articulando nos bastidores, agora pelo fortalecimento do seu partido, o MDB. Ele está convencendo algumas lideranças a se filiar na legenda emedebista. Dois líderes são prefeitos...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

O Governo de MT optou pela implantação do BRT em Cuiabá-VG em detrimento do VLT. O que você acha disso?

Estou de acordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.