Executivo

Quinta-Feira, 05 de Julho de 2018, 12h:35 | Atualizado: 05/07/2018, 23h:01

FICO

União garante R$ 4 bi para ferrovia em MT e políticos disputam por "paternidade"

Assessoria

Carlos Favaro, Wellington Fagundes, Blairo Maggi Eliseu Padilha

Eliseu Padilha em reunião com Fávaro, Wellington e Blairo para tratar sobre ferrovia em MT

O anúncio pelo governo federal da garantia de recursos para a construção da Ferrovia de Integração do Centro-Oeste (Fico) já provocou uma onda de “síndrome de paternidade” em alguns políticos mato-grossenses. Entre os que reivindicam os méritos pela conquista de R$ 4 bilhões para ligar o município de Água Boa (a 747 km de Cuiabá) a Campinorte (GO), está o ministro Blairo Maggi (PP), o senador José Medeiros (Podemos) e o ex-governador Carlos Fávaro (PSD).

Além deles, também surge os nomes do senador Wellington Fagundes (PR) e Edeon Vaz, dirigente do movimento Pr´r-Logística de Mato Grosso, que buscam a viabilidade dos recursos para que a ferrovia saia do papel, por meio do Conselho do Programa de Parcerias de Investimentos (CPPI).

O projeto da ferrovia é antigo, e a iniciativa partiu de uma cooperação entre o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), quando era dirigido por Luiz Antônio Pagot - ex-secretário-chefe da Casa Civil do governo Blairo Maggi e condenado em 2013 por improbidade administrativa -, e pela Valec Engenharia, que á época era presidida por Francisco Neves, o Juquinha - condenado por superfaturamento em mais de R$ 215 milhões na construção da rodovia Norte-Sul, no eixo que liga o Rio Grande do Sul até o Pará.

A Fico será construída pela mineradora Vale, que em troca terá as concessões das linhas férreas Carajás (no Pará e no Maranhão) e Vitória–Minas renovadas até 2057.

Reuniões

Os recursos foram garantidos nesta quarta (05), após o ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, receber alguns líderes políticos de Mato Grosso. Medeiros, como presidente da bancada federal, se reuniu com o representando do governo federal logo pela manhã, para evitar que os recursos sejam retirados do Estado e enviados para os estados do Pará e Espírito Santo.

Assessoria

Jose Medeiros Eliseu Padilha

Senador José Medeiros se reúne com Padilha, como presidente da bancada federal de MT

Fagundes é pré-candidato ao governo de Mato Grosso. O político cumpre seu sétimo mandato eletivo, sendo que seis foram como deputado federal (1991-2011). No Senado, Fagundes ocupa uma cadeira desde 2015, e participa das principais comissões de assuntos econômicos e de cooperação internacional do Congresso, entre as quais a comissão de serviço de infraestrutura.

Ainda ontem, Padilha foi visitado por Wellington, Blairo e Fávaro - que busca viabilidade para disputar o Senado. Após a reunião, o ministro concedeu entrevista falando da reunião com o colega de ministério. Destacou que a rodovia sairá do papel devido ao empenho de deputados e senadores, e que o projeto ficou adormecido desde 2009, por falta de recursos e projeto para ser executado. “O dinheiro que deveria ir para o caixa do governo, vai para construção da Fico. Temos licença ambiental, os recursos, autorização do TCU e não precisamos de mais nada para construir a ferrovia”.

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Lucas Silva | Sexta-Feira, 06 de Julho de 2018, 07h05
    0
    0

    Parabéns pela reportagem. Muito bem feita a abordagem crítica. Estamos ávidos pelo senso crítico do jornalismo de volta. Chega causar vergonha alheia essa disputa por um anúncio de recursos que NÃO VIRÃO. Não tem recursos nem pra situações básicas, imagina pra investimentos. Valeu RD News e equipe pela matéria correta.

Matéria(s) relacionada(s):

Oposição tenta vencer pelo cansaço

L�dio Cabral curtinha   A oposição formada pelos deputados Lúdio Cabral (foto), Valdir Barranco - ambos do PT - e Wilson Santos (PT), que decidiu obstruir a pauta da Assembleia enquanto o Executivo não apresentar uma prosposta aos trabalhadores da educação, tentam vencer o presidente...

Boicote à audiência sobre Fethab Milho

Conduzida pelo deputado Ulysses Moraes, a audiência pública na Assembleia para debater a questão do Fethab Milho e a possibilidade de exclui-lo da taxação não aconteceu conforme o planejado por causa de boicote dentro da própria AL. A TV Assembleia, que costuma transmitir ao vivo esse tipo de debate, não o fez. Alegou que uma peça de transmissão estragou. De última hora, mudaram a sessão de local, de um...

UFMT e incompetência administrativa

myrian ufmt curtinha   A considerar as explicações do ministro da Educação Abraham Weintraub sobre corte de energia elétrica da UFMT, a reitora Myrian Serra demonstrou incompetência administrativa em todo processo. São seis faturas em atraso, quatro do exercício de 2018 e duas deste ano. A...

Judiciário destina R$ 3 mi para Bope

carlos alberto 190 curtinha tj   O Poder Judiciário, sob Carlos Alberto (foto), autorizou a remessa de R$ 3,1 milhões para a secretaria de Segurança. Os recursos, arrecadados em ações da 7ª Vara Criminal, vão ser usados na compra fuzis, rifles de alta precisão, submetralhadoras, coletes...

Alerta e preocupação sobre a greve

janaina riva curtinha   Janaína Riva disse nesta 2ª à noite, em sabatina no Emparedado, programa exibido ao vivo pela TV Gazeta Canal 19.1, em Cuiabá, que, numa reunião junto com o colega petista Valdir Barranco e dirigentes do Sintep, perguntou aos sindicalistas que seria mesmo o momento de deflagrar greve na...

Peça de teatro nas escolas cuiabanas

alex vieira curtinha   A Associação Cultural Cena Onze vai faturar neste ano R$ 177 mil da Prefeitura de Cuiabá, após vencer processo licitatório, com o projeto de peças de teatro. Fará apresentação em 30 escolas da rede pública municipal. Em cada espetáculo, está...

ENQUETE

Profissionais da Educação estão em greve há mais de um mês. O que você acha disso?

estão corretos. Devem continuar

discordo. Deveriam voltar às aulas

pra mim, não faz diferença

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.