Judiciário

Segunda-Feira, 04 de Fevereiro de 2019, 21h:31 | Atualizado: 05/02/2019, 10h:58

DECISÃO CAUTELAR

Edson Fachin libera indicação para vaga de Bosaipo e comunica governador, AL e TCE

.

fachin.jpg

Decisão cautelar, proferida pelo ministro Edson Fachin em 31 de janeiro, foi publicada hoje

 O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Edson Fachin, liberou a indicação para vaga no Tribunal de Contas do Estado (TCE) aberta com a renúncia do ex-conselheiro Humberto Bosaipo. A decisão revogando cautelar que travava o preenchimento foi proferida no último dia 31 de janeiro, mas disponibilizada parcialmente somente nesta segunda (4).

 "Ante o exposto, julgo prejudicada esta ação, por perda superveniente de seu objeto. De consequência, revogo expressamente a medida cautelar anteriormente concedida", diz trecho da decisão de Fachin.

A cautelar que impedia a indicação foi proferida em dezembro de 2014 pelo ministro do STF Ricardo Lewandowski. Na ocasião,  atendeu  Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) proposta pela Associação Nacional dos Auditores dos Tribunal de Contas do Brasil (Audicon).

A Adin questionava a eficácia dos artigos 1º e 2º da Emenda Constitucional 61, de 13 de julho de 201, que trata da  ocupação das vagas no TCE. Com a cautelar de Lewandowski, revogada por Fachin, o processo estava travado até o julgamento do mérito.

A indicação da vaga pertence à Assembleia. Nos bastidores, circula a informação que o contemplado será o deputado estadual Guilherme Maluf (PSDB). Inclusive, o tucano teria aberto mão de participar da Mesa Diretora contando com o ingresso no TCE.

Comunicados

Cópia da decisão de Fachin, informando a liberação da vaga no TCE foi encaminhada por  e-mail, marcado como urgente, para o governador Mauro Mendes (DEM), o presidente do TCE  Gonçalo Domingos e o presidente da Assembleia   Eduardo Botelho (DEM). Cópias dos e-mails constam nos autos.

Postar um novo comentário

Comentários (7)

  • deovaldo | Terça-Feira, 05 de Fevereiro de 2019, 10h32
    3
    0

    Vão me desculpar mas não existe um Deputado que preencha todos os requisitos para ser " Conselheiro do TCE ", pois os cargos são políticos e não técnicos...Aff até quando querem ludibriar o povo..

  • jj | Terça-Feira, 05 de Fevereiro de 2019, 09h09
    5
    0

    Pelo amor de Deus, senhores conselheiros substituitos (sabemos que voces são justos), Ministerio publico e outros, temos que acabar com essa indicação de politicos, concurso publico, pelo amor d Deus, onde vamos parar.

  • Danilo Hauss Witscher | Terça-Feira, 05 de Fevereiro de 2019, 09h02
    3
    0

    O povo de MT é quem deve indicar o novo conselheiro do TCE. A ALMT composta por parlamentares REPRESENTANTES da sociedade deve acatar a indicação e seguir a vontade popular. Inclusive, deveriamos votar e eleger esse representante do TCE. Só pode ser candidato quem preencher requisitos que comprove a capacidade técnica para ocupar a vaga.

  • alexandre | Terça-Feira, 05 de Fevereiro de 2019, 09h01
    2
    1

    mais um politico pro TCE, nada muda....

  • O ELEITOR | Terça-Feira, 05 de Fevereiro de 2019, 07h47
    0
    2

    VAMOS FICAR DE OLHO, NAO PODEMOS ACEITAR INDICAÇÃO DE POLÍTICO EM FINAL DE CARREIRA PARA UM TRIBUNAL DE FAZ DE CONTAS, ONDE A FUNÇÃO DO MESMO FOI CRIADO PARA AUXILIAR A ASSEMBELIA DO ESTADO, E QUE NA VERDADE NUNCA EXERCEU ESSA FUNÇÃO, AI EU PERGUNTO QUEM FISCALIZA O TCE, QUE ARRECADA MILHÕES EM MULTAS AOS GESTORES, DESVIRTUANDO SUA REAL FUNÇÃO QUE É AUXILIAR E NÃO ARRECADAR...!!!! COM A PALAVRA ?

  • decedido | Terça-Feira, 05 de Fevereiro de 2019, 07h16
    0
    0

    decedido, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • luis | Terça-Feira, 05 de Fevereiro de 2019, 03h08
    0
    1

    luis, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

Matéria(s) relacionada(s):

Xuxu recusa diárias e cala Wilson

xuxu curtinha   Na tribuna da AL, o tucano Wilson Santos tentou ironizar o colega Xuxu Dal Molin (foto), que retornou de missão oficial à Ásia nesta semana, mas acabou se dando mal. Considerando que Xuxu é membro de uma das famílias mais abastadas de Sorriso, Wilson sugeriu que ele poderia ter custeado a viagem e...

TCE já suspende licitação na Câmara

misael galvao curtinha   O TCE determinou que a Câmara de Cuiabá, sob Misael Galvão (foto), suspenda de imediato um pregão para contratar empresa para fornecimento de material de informática e de equipamentos de áudio e vídeo. Técnicos de Controle Externo de Contratações...

Janaina, MDB e o Palácio Alencastro

janaina riva curtinha   A presidente interina da Assembleia Janaina Riva não assume publicamente mas, nos bastidores, alimenta a esperança de ser prefeita de Cuiabá. Para que isso ocorra, em 2020, teria que deixar o seu MDB o prefeito Emanuel que, aliás, já está com um pé no PTB. Na cúpula...

Respaldo jurídico para barrar grevistas

mauro mendes curtinha   O Governo Mauro Mendes, de forma estratégica, está se respaldando de forma técnica e juridicamente, para enfrentar setores do funcionalismo que caminham para a deflagração de greve geral. Primeiro, recebeu do MPE uma notificação para não conceder reajuste salarial,...

Bolsonaro veta algoz de Selma no TRE

ulisses curtinhas   Fatores políticos-partidários podem ter pesado na escolha do presidente Jair Bolsonaro (PSL) ao definir o novo membro do TRE. Ele optou por Sebastião Monteiro e não por Ulisses Rabaneda, que tentava ser reconduzido. Os presidentes costumam escolher o mais votado ou manter quem já está no...

Prefeitura de Barra garante legalidade

joaojakson   Procurador-geral de Barra do Garças João Jackson Vieira Gomes (foto) esclarece, em resposta à curtinha Contrato de R$ 4 mi pra limpeza, que a dispensa de licitação por 6 meses obedeceu todos os tramites legais, sendo que a empresa contratada ofertou o menor orçamento. A...

ENQUETE

Tramita na Câmara Federal o projeto 832/2019, do deputado José Medeiros, requentando uma proposta de 2007 do então deputado Jair Bolsonaro, propondo extinguir o Exame da Ordem como exigência para inscrição na OAB e, assim, poder exercer a profissão. O que você acha disso?

Concordo - esse Exame tem de acabar

Discordo - bacharel precisa, sim, se submeter ao Exame

Sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.