Judiciário

Quarta-Feira, 04 de Dezembro de 2019, 17h:24 | Atualizado: 05/12/2019, 19h:57

VOLTA DOS CONSELHEIROS

Ex-assessor da AL cita entrevista e acusa ministro do STJ de adiantar resultado ouça


De Brasília, João Negrão

Divulgação

Raul Ara�jo

O ministro do STJ Raul Araújo; ele é relator do recurso dos 5 conselheiros que tentam reverter afastamento do TCE-MT, determinado há 2 anos

No pedido de suspeição contra o ministro Raul Araújo nos recursos dos conselheiros afastados do TCE-MT, o ex-assessor da Assembleia Luciano Aurélio de Oliveira cita uma entrevista dada pelo membro do Superior Tribunal de Justiça (STJ) em Cuiabá. Luciano Aurélio defende que o ministro teria adiantado o resultado do julgamento dos pedidos dos conselheiros para voltarem ao cargo.

Raul Araújo esteve em Cuiabá em 8 de novembro para uma palestra na OAB-MT sobre falência e recuperação judicial. Na ocasião, a imprensa teve acesso ao ministro e uma jornalista o questionou sobre o processo envolvendo os conselheiros Antonio Joaquim, Sérgio Ricardo, Valter Albano, Waldir Teis e José Carlos Novelli.

Ao responder, o ministro afirmou que “o processo está em andamento e teremos novidade no sentido correto em breve”.

“Obs: única novidade seria a volta dos Conselheiros ao Cargo fora isso não há nada de novo nos autos. Obs: Em breve pois seria logo (julgamento marcado poucos dias depois)—(04/12/2019)”, cita o documento com data de 1 de dezembro.

Houve insistência por parte da jornalista, que citou fatos graves como uma extorsão por parte dos conselheiros para receberem R$ 53 milhões do ex-governador Silval Barbosa. Na petição, o ex-assessor cita que o ministro respondeu: “Eu desconheço que os autos tenham essas gravidades”.

“Está claro que a decisão que vai ser proferida por esta autoridade é pela volta dos malfeitores ao cargo e isso antecipou e vazou resultado do processo o que contaminou o voto do relator e pior confirmou que Botelho e Antônio Joaquim falavam disto antecipadamente”, diz a petição.

Ouça, abaixo, a entrevista

Pela Lei Orgânica da Magistratura Nacional (Loman) é vedado a magistrados discutir o conteúdo dos autos fora do processo. O trecho da entrevista está recortado segundo apurou a reportagem.

O ex-assessor cita as especulações em torno de uma nova vaga no TCE-MT que poderia ser aberta com a volta dos conselheiros titulares ao cargo. A tese é de que haveria negociação para que o presidente da Assembleia, deputado Eduardo Botelho (DEM), assumisse a vaga do conselheiro Valdir Teis, que pediria aposentadoria logo que retornasse ao TCE-MT.

Luciano Aurélio também relata supostas negociações entre o conselheiro Guilherme Maluf, que assumiu o cargo em março deste ano por indicação da Assembleia, e o conselheiro afastado Antonio Joaquim para manutenção de assessores no TCE-MT.

“Ai vem a incógnita, Botelho deixou vazar informações secretas de que os conselheiros vão retornar ao cargo no dia 04 de dezembro de 2019 por decisão deste relator levada a Colegiado acreditando em alguns votos dos demais membros que possam acompanhar essa decisão de voltar ao cargo os corruptos de carteirinha”, afirma no pedido.

Reprodução

Pedido de suspei��o Raul Ara�jo

Fac-símile de trecho do pedido de suspeição do ministro Raul Araújo, protocolado pelo ex-assessor da Assembleia Luciano Aurélio de Oliveira

Segundo apurou a reportagem, Luciano Aurélio de Oliveira esteve lotado na Assembleia no gabinete do deputado Dilmar Dal Bosco (DEM) em 2016. Ele não descreve sua atual profissão no documento encaminhado ao STJ. Representado por advogado, o ex-assessor cita o histórico de corrupção envolvendo cadeiras do TCE-MT, em especial relativo à suposta compra da vaga ocupada por Sérgio Ricardo, investigado na Operação Ararath.

“Para ser ter um assento nas cadeiras daquele Tribunal de contas é necessário desembolsar milhões de reais para adquiri-las, incorrendo em ilícito penal severo”, acusa.

É pedido que os recursos dos conselheiros fiquem suspensos até o julgamento da suspeição em relação ao ministro, com envio do processo ao substituto legal. “Permanecer pode parecer interesse na causa”, diz o ex-servidor. O julgamento da excessão de suspeição deve ser julgada pelo órgão colegiado do STJ, caso seja admitido.

Postar um novo comentário

Comentários (4)

  • deovaldo | Quinta-Feira, 05 de Dezembro de 2019, 09h14
    4
    5

    Que a justiça seja feita e o retorno dos nobres conselheiros seja rápida e celere igual a decisão que os afastou. Se não sabem produzirem provas, fazer o que né. Aprendam MP, MPF e demais órgãos investigativos, pois a prova é a evidencia real da autoria e materialidade de Um delito....PARABÉNS CONSELHEIROS, LUGAR MERECIDO .

  • Davi | Quarta-Feira, 04 de Dezembro de 2019, 18h51
    8
    12

    Na verdade os conselheiros (que não são santos, como os que os substituiram) só foram afastados porque iriam reprovar as contas do então governador Pedro Taques, que egresso do MPU tinha forte lobby no Judiciário. Embora, os conselheiros tenham sido apontados em denúncias patrocinadas pelo ex-governador Silval Barbosa, este nunca apresentou provas cabais sobre o envolvimento em corrupção.

  • Maria Madalena | Quarta-Feira, 04 de Dezembro de 2019, 17h52
    22
    13

    Os conselheiros afastados do Tribunal de Contas não estão fazendo nenhuma falta no tce,os substitutos e procuradores estão dando conta do recado.

  • Os indignados | Quarta-Feira, 04 de Dezembro de 2019, 17h48
    18
    7

    Estou indignado, fora todos esses Conselheiros afastados,MT tem outros grandes nomes para exercer o papel de conselheiro do Tribunal de Contas....

Matéria(s) relacionada(s):

Expediente suspenso e posse no TCE

guilherme maluf 400 curtinha   O expediente no TCE-MT será suspenso na segunda, a partir das 12 horas. É que às 15 horas acontece a sessão especial na Escola Superior de Contas, marcando a posse de Guilherme Maluf (foto) na presidência do órgão fiscalizador. O hoje presidente Domingos Neto passa ao...

Túlio, desgaste e disputa em Cáceres

tulio 400 caceres   Derrotado a deputado estadual duas vezes, a última em 2018, Túlio Fontes (foto) não sustenta mais o que declarou há três meses, quando anunciou que ficaria de fora da corrida à Prefeitura de Cáceres. Mesmo tendo abandonado o município por um bom tempo, desde quando concluiu...

Disputa em Sinop e vaga na Câmara

juarez costa 400 curtinha   O deputado federal Juarez Costa (foto) tem espalhado que será candidato a prefeito de Sinop, posto já ocupado por ele por dois mandatos. No fundo, o emedebista espera que Rosana Martinelli (PL), que foi sua vice e depois se elegeu prefeita nas urnas de 2016, desista do projeto de reeleição...

Francis forçando a barra ao Senado

francis maris 400 curtinha   Francis Maris (foto), empresário e prefeito de Cáceres, é mesmo corajoso. Ele anunciou que vai reunir colegas prefeitos da região Oeste para discutir a ideia de entrar na disputa ao Senado, na eleição suplementar para a vaga de Selma, cassada esta semana. Francis se acha "o...

Sindal repudia postura de "indicado"

O presidente do Sindal Jovanildo da Silva se diz traído por Osmar Capilé, representante dos segurados da AL e que exerce cargo de diretor dos Aposentados, que votou favorável a nova alíquota de 14% no Conselho da Previdência. O apoio ao aumento da cobrança gerou revolta entre os servidores do Legislativo, que partiram para cima de Jovanildo cobrando explicações. Em nota de repúdio, o sindicato, que o indicou como representante no...

Arena fechada ao público por 3 dias

virginia mendes curtinha 400   Nos seis primeiros dias de portas abertas, a Arena Encantada, considerada o maior parque natalino que Mato Grosso já viu, recebeu quase 10 mil visitantes. Mas ficará três dias inacessível ao grande público. Na segunda (16), a Arena será exclusiva das milhares de crianças...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Como você avalia a decisão do Supremo de suspender prisão imediata após julgamento em segunda instância?

Concordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.