Judiciário

Sábado, 20 de Abril de 2019, 13h:17 | Atualizado: 21/04/2019, 13h:00

ÁREA DE PRESERVAÇÃO

MP investiga desmatamento ilegal em fazenda de MT ligada a delator da FIFA

fazenda desmate

Fazenda Serra Azul, localizada em Rosário Oeste, é captada nesta imagem por satélite

O Ministério Público Estadual (MPE) instaurou inquérito para investigar possível desmate ilegal ocorrido na Fazenda Serra Azul, localizada em Rosário Oeste (128 km ao Norte de Cuiabá). A área é de propriedade da empresa Praterra Rio Preto Agropecuária Ltda, ligada à família do empresário José Hawilla, falecido em 2018.

Conhecido como J. Hawilla, ele delatou ao FBI um esquema de pagamento de propinas a diretores de entidades filiadas à FIFA, entre elas a Confederação Brasileira de Futebol (CBF), pela Traffic, da qual era dono. Em meio ao patrimônio estimado em mais de US$ 500 milhões de dólares deixado pelo empresário estão fazendas no interior de Mato Grosso e em São Paulo.

O inquérito instaurado em 20 de março visa apurar a extensão dos danos ambientais ocorridos na Serra Azul e também as medidas a serem tomadas para sua reparação. Os danos foram inicialmente avaliados no Projeto Verde Rio, encabeçado pelas 15ª e 16ª promotorias de Justiça do MPE, especializadas na defesa do meio ambiente, em especial da bacia hidrográfica do Rio Cuiabá.

A fazenda, avaliada em R$ 12,5 milhões, está dentro da Área de Proteção Ambiental (APA) Cabeceiras do Rio Cuiabá, criada em 1999. A APA tem um total de 473,4 mil hectares e o projeto do MPE identificou 27 imóveis rurais na área, que é predominantemente de Cerrado.

Foram utilizadas informações do Projeto de Monitoramento do Cerrado (Prodes), do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), para delimitar as áreas desmatadas após a criação da área de preservação para cada uma das propriedades. Foram utilizadas imagens do satélite LandSat obtidas em 1999, 2017 e 2018, além das imagens do satélite Spot de 2008.

A fazenda tem 11,2 mil hectares, dos quais 3,7 mil teriam sido desmatados, de acordo com o primeiro relatório técnico do Projeto Verde Rio apresentado em 7 de dezembro do ano passado. O desmate teria ocorrido após a criação da área de preservação.

Em um segundo relatório, apresentado em 27 de março, os técnicos afirmam que os proprietários da área não possuem títulos ativos de licença ambiental de atividades junto à Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema).

O segundo relatório traz que, em 1999, a fazenda tinha alguns pontos de vegetação na área declarada como consolidada, ou seja, que era utilizada antes da constituição da área de preservação. Já em 2005, os técnicos verificaram que essas mesmas áreas haviam sido desmatadas, causando danos em uma área de 2,3 mil hectares. Nos anos seguintes, diz o relatório, houve processo de regeneração, interrompido com nova retirada da vegetação.

"Por fim, ressaltamos que houve existência de áreas declaradas como consolidadas, que não estavam de fato consolidadas em 1999", diz o documento.

Stefano De Menezes Hawilla, um dos filhos de J. Hawilla, é quem consta como representante atual da Fazenda Serra Azul. A área é utilizada para criação de gado de corte.

O inquérito do MPE foi instaurado pelos promotores de Justiça Marcelo Caetano Vacchiano, Joelson de Campos Maciel e Maria Fernanda Corrêa da Costa. Eles determinaram que, frente à "prática de gravíssimas degradações ambientais em área de proteção ambiental, apresentando-se como imprescidível saná-los/repará-lo", a Praterra Rio Preto Agropecuária Ltda fosse notificada para comparecer a uma audiência no MPE a fim de solucionar a questão.

Postar um novo comentário

Comentários (3)

  • Amante de MT | Domingo, 21 de Abril de 2019, 15h13
    1
    1

    O território do Brasil, pertencente a Portugal, foi dividido em faixas de terras e concedidas aos nobres de confiança do rei D. João III (1502-1557). Essas poderiam ser passadas de pai pra filho e por isso, foram chamadas de hereditárias. "foram desmatadas, degradadas" cadê o MPE e MPF!!?? que sensacionalismo e falta de Estudar História do Brasil!!

  • Orlandir Cavalcante | Sábado, 20 de Abril de 2019, 18h40
    4
    0

    Vai algume aplicar a Lei que o presidente Exonera kkkk vira nada nao

  • Talisia | Sábado, 20 de Abril de 2019, 14h15
    2
    1

    A REALIDADE É UMA SÓ SENHOR GOVERNADOR, A FLORESTA DO ESTADO DE MATO-GROSSO VEM SOFRENDO BASTANTE COM O DESMATAMENTO ILEGAL A MUITO TEMPO. A BUSCA INCESSANTE PELO LUCRO E O COMODISMO DAS NOSSAS AUTORIDADES SÃO AS PRINCIPAIS CAUSAS DESTE TRÁGICO PROBLEMA, AS FLORESTAS NÃO É SÓ PARA A PRESENTE GERAÇÃO MAIS TAMBÉM PARA AS FUTURAS GERAÇÕES.

Matéria(s) relacionada(s):

COT do Pari segue travado até 2020

padeiro_400_curtinha   A secretaria de Infraestrutura, sob Marcelo Padeiro (foto), determinou a criação de uma Comissão Técnica de Trabalhos para estudar detalhadamente o contrato e a obra do COT do Pari, que só será retomada no ano que vem. Afinal, os trabalhos de análise, seguirão até...

Nezinho, enfim, remanejado na gestão

nezinho_400_curtinha   Mesmo com reclamações sobre a maneira burocrática e os passos lentos de Nezinho (foto) no Governo, o prefeito da Capital Emanuel demorou mais de dois anos para remanejá-lo. Ex-prefeito de Livramento e amigo de longa data de Emanuel, Nezinho agora assume a Controladoria do município. No...

Natal Solidário com prêmios valiosos

francis maris 400 curtinha   O empresário e prefeito de Cáceres Francis Maris (foto) lança nesta quarta, às 14h, na Assembleia Legislativa, mais uma campanha solidária em nome do Instituto Cometa, do Grupo Cometa, com sede em Cáceres e uma das maiores concessionárias de revenda do país. Em...

Sem elevar vaga de desembargador

carlos alberto 400 curtinha   O presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Carlos Alberto Alves da Rocha (foto), até concorda com a proposta de se aumentar o número de vagas de desembargadores, podendo subir de 30 para 35, por causa da elevada demanda e da necessidade de desafogar os processos na Justiça em...

Piran e avião de R$ 6 mi via o BNDES

valdir piran 400   O Antagonista revelou hoje a lista de beneficiários de empréstimos do BNDES para a compra de jatinhos da Embraer. E nela estão banqueiros, empresários, advogados e artistas. Um deles é o empresário mato-grossense Valdir Piran (foto), que captou nada menos que R$ 6,4...

Com mestrado e pronto para o retorno

jose carlos novelli 400 curtinha   Mesmo afastado da ativa por imposição do Supremo, em meio a um processo controverso baseado em denúncias sem prova, o conselheiro do TCE-MT, José Carlos Novelli (foto), segue se aperfeiçoando e ampliando conhecimentos. Acaba de receber diploma do curso de Mestrado...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Na sua opinião, como está indo o Governo Mauro Mendes?

excelente

bom

regular

ruim

péssimo

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.