Legislativo

Quarta-Feira, 19 de Junho de 2019, 09h:30 | Atualizado: 19/06/2019, 16h:54

Polêmica

Jayme e Wellington votam contra decreto das armas de Bolsonaro; Selma a favor

Apenas a senadora Selma Arruda (PSL), entre os senadores mato-grossenses, votou pela permanência do decreto que flexibiliza o porte de armas, assinado pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL). Jayme Campos (DEM) e Wellington Fagundes (PR) votaram a favor do relatório aprovado pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) que se posicionou pela suspensão do decreto presidencial.

Selma, em entrevista ao ao , adiantou que votaria a favor do decreto por convicção própria e não por pertencer ao mesmo partido do presidente. A senadora também acreditava que poderia haver reversão da derrota na CCJ junto ao plenário, o que não aconteceu. Ontem (19) 45 senadores votaram pela suspensão da normativa, enquanto 28 defenderam a continuidade.

Wellington, por sua vez, ressalta que votou contra o decreto por considerá-lo inconstitucional. Em nota, ele lembra que tramitam no Congresso Nacional vários projetos que tratam da mesma matéria, como, por exemplo, posse e porte de armas em propriedades rurais. "Exigem um debate amplo com a sociedade e isso será feito. Votarei de acordo com a Constituição brasileira. Os direitos individuais e coletivos de segurança de todo cidadão serão sempre por mim defendidos", destaca.

Antes da apreciação dos projetos de decretos legislativos (analisados pela CCJ), que invalidaram o decreto presidencial, Bolsonaro chegou a pedir, em um discurso feito no Palácio do Planalto, para que os senadores mantivessem o decreto das armas.

A pauta ainda precisa ser apreciada pela Câmara Federal. E enquanto não houver um veredicto dos deputados, a flexibilização permanece em vigor.

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • ROBSON JOSÉ | Quarta-Feira, 19 de Junho de 2019, 19h00
    0
    4

    O voto da Selma não deveria valer, pois ela é ex senadora cassada. Só no Brasil mesmo esse tipo de palhaçada acontece.

  • Elias | Quarta-Feira, 19 de Junho de 2019, 11h37
    2
    1

    Parabens aos senadores

Jayme é contra decreto do governador

jayme campos 400 curtinha   O senador Jayme Campos (foto), que já foi governador e prefeito, engrossa a lista dos que defendem isolamento social mais rigoroso neste momento. A postura vai na contramão do correligionário Mauro Mendes. O governador editou decreto que prevê a abertura de shoppings e comércio, desde...

EP e 2 medidas junto à Águas Cuiabá

emanuel pinheiro 400 curtinha   O prefeito Emanuel Pinheiro (foto) impôs duas medidas à concessionária Águas de Cuiabá. A empresa está proibida de cortar a água de inadimplentes e não terá direito a um aumento de 6%, aprovado pela Arsec. As medidas, segundo o prefeito, são...

Vice e o uso político do Creci pró-Julio

claudecir 400 creci curtinha   O sindicato dos profissionais do Mercado Imobiliário de Mato Grosso, sob Juliano Lobato, em nota de repúdio, detona o atual vice-presidente do Creci-MT, Claudecir Contreiras (foto), para quem está fazendo uso político da entidade e beneficiando, de forma descarada, o...

Toninho e expectativa de retorno à AL

toninho 400 curtinha   Toninho de Souza, que no ano passado estreou como deputado, permanecendo no cargo por 46 dias, no lugar de Eduardo Botelho, vive expectativa de retornar à cadeira na Assembleia. Mas isso vai depender de uma decisão de Janaína Riva, que está no quarto mês de gravidez. Ela tem...

Parlamentar temido reassume em VG

caio cordeiro 400 curtinha   Com menos de 15 dias no cargo de vereador em Várzea Grande, o primeiro-suplente Caio Cordeiro (foto), do PRP, já terá de desocupar a vaga. Eis que está de volta, da prisão para retomar o assento de parlamentar, Jânio Calistro, que está no segundo mandato e responde...

Diversos cortes nas despesas da AL

eduardo botelho curtinha 400   Num período em que o Legislativo praticamente parou, assim como o Judiciário e órgãos vinculados aos Poderes, como TCE e MPE, o presidente da AL, deputado Eduardo Botelho (foto), tomou decisão correta ao cortar gastos enquanto perdurar a pandemia do coronavírus. Entre as...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você concorda com a decisão de prefeitos, que começam a decretar estado de emergência, fechando comércio, serviços públicos e o transporte coletivo?

sim

não

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.