Legislativo

Quarta-Feira, 19 de Junho de 2019, 09h:30 | Atualizado: 19/06/2019, 16h:54

Polêmica

Jayme e Wellington votam contra decreto das armas de Bolsonaro; Selma a favor

Apenas a senadora Selma Arruda (PSL), entre os senadores mato-grossenses, votou pela permanência do decreto que flexibiliza o porte de armas, assinado pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL). Jayme Campos (DEM) e Wellington Fagundes (PR) votaram a favor do relatório aprovado pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) que se posicionou pela suspensão do decreto presidencial.

Selma, em entrevista ao ao , adiantou que votaria a favor do decreto por convicção própria e não por pertencer ao mesmo partido do presidente. A senadora também acreditava que poderia haver reversão da derrota na CCJ junto ao plenário, o que não aconteceu. Ontem (19) 45 senadores votaram pela suspensão da normativa, enquanto 28 defenderam a continuidade.

Wellington, por sua vez, ressalta que votou contra o decreto por considerá-lo inconstitucional. Em nota, ele lembra que tramitam no Congresso Nacional vários projetos que tratam da mesma matéria, como, por exemplo, posse e porte de armas em propriedades rurais. "Exigem um debate amplo com a sociedade e isso será feito. Votarei de acordo com a Constituição brasileira. Os direitos individuais e coletivos de segurança de todo cidadão serão sempre por mim defendidos", destaca.

Antes da apreciação dos projetos de decretos legislativos (analisados pela CCJ), que invalidaram o decreto presidencial, Bolsonaro chegou a pedir, em um discurso feito no Palácio do Planalto, para que os senadores mantivessem o decreto das armas.

A pauta ainda precisa ser apreciada pela Câmara Federal. E enquanto não houver um veredicto dos deputados, a flexibilização permanece em vigor.

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • ROBSON JOSÉ | Quarta-Feira, 19 de Junho de 2019, 19h00
    0
    3

    O voto da Selma não deveria valer, pois ela é ex senadora cassada. Só no Brasil mesmo esse tipo de palhaçada acontece.

  • Elias | Quarta-Feira, 19 de Junho de 2019, 11h37
    2
    1

    Parabens aos senadores

Matéria(s) relacionada(s):

Prefeituras agora pagam 27% de TIP

neurilan fraga 400 curtinha   A reforma tributária do governo estadual, aprovada pelos deputados, incluiu 27% de taxa de iluminação pública. Antes eram isentos. Com a cobrança do tributo, a conta de energia das prefeituras vai às alturas. A fatura de Cuiabá vencida em 28 de dezembro, por exemplo, foi...

Vereadores, Tapurah, reajuste e férias

odair tapurah vereador curtinha 400   Em Tapurah, no Nortão, com menos de 15 mil habitantes, seus nove vereadores iniciam o 2020 com salário reajustado em 4,48%, seguindo a tabela do INPC. Mesmo ainda em férias, eles vão receber já na folha de janeiro R$ 5,8 mil cada. No caso do presidente Odair César Nunes...

Vereador, reunião e apoio a músicos

diego guimaraes curtinha 400   Músicos e representantes da Prefeitura de Cuiabá sentaram à mesa nesta quinta, na Câmara Municipal, para tentar resolver impasse sobre horário de funcionamento e volume do som nos estabelecimentos e também estudar ajustes na lei do Disk-Silêncio. O presidente da...

Antes, durante e depois de Bolsonaro

wilson kero-kero 400 curtinha   O vereador pela Capital, Wilson Kero-Kero (foto), que era do SD e se filiou ao PSL em 2015, muito antes da chegada do hoje presidente Bolsonaro, vai aproveitar a janela de março e pular para o Podemos. Isso não quer dizer que ele deixará de defender o governo do capitão. Assegura que...

Entrevistando uma aliada vitimizada

dito lucas 400 curtinha   Selma Arruda aceitou gravar entrevista para o programa Roda de Conversa, apresentado por Dito Lucas (foto) e que estreia hoje à noite, na TV Gazeta de Cuiabá, desde que fosse em sua casa, em Chapada dos Guimarães. E assim foi feito. A senadora cassada ficou bem à vontade para falar o que quis....

Redes expõem 2 senadores cassados

jose medeiros 400 curtinha   Acostumado a entrar em polêmicas, o deputado direitista e antipetista José Medeiros (foto), então suplente de Taques e que se tornou senador por quatro anos, entre 2015 e 2018, se transformou em saco de pancada depois das notícias de bastidores de que deverá ser candidato ao Senado, na...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

O governador Mauro Mendes acaba de encerrar o 1º dos quatro anos de mandato. Na sua opinião, como está indo a administração?

ótima

boa

regular

ruim

péssima

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.